Browsing Tag

estudo

0 In Intercâmbio/ Mais recentes

Intercâmbio: melhor viajar com o idioma avançado ou aprender do zero?

Compartilhe:

Quando estamos planejando um intercâmbio é natural que tenhamos diversas dúvidas. Como escolher a agência, quanto tempo ficar e quanto custa são só algumas delas. Mas, uma pergunta que recebo  frequentemente é… quando vale a pena fazer esse tipo de viagem: quando já tenho um conhecimento considerável do idioma ou quando não tenho tanto domínio assim?

>>> Procurando hospedagem? Faça sua reserva com o Booking.com


Bem, como tudo com relação a viagem, depende. Depende do país para qual você está indo — já que cada um tem um ritmo de linguagem e sotaque — e do nível em que você está. 

Confira algumas fotos do meu intercâmbio em Malta:


No caso de Malta, pela experiência que tive, quanto mais avançado você for, mais irá aprender. Digo isso, pois a língua oficial dos malteses não é o inglês, e sim o maltês. Além disso, conta muito o fato deles terem sotaque, falarem o inglês britânico, e você quase não ouvir inglês nas ruas.

Todos os itens citados acima (o idioma que você vai estudar é a língua nativa daquele povo? | Eles falam inglês nas ruas? | Como é o sotaque deles? | O inglês que eles falam é americano ou britânico?) são nuances que quem está aprendendo um idioma deve considerar antes de viajar, pois interfere bastante na compreensão e aprendizagem.

>>> Vai viajar? Faça aqui seu seguro viagem  


Sendo assim, a dica que fica é: antes de escolher o destino do intercâmbio pesquise por esses fatores e os considere antes de fechar a viagem. Desse jeito, você evita frustração com relação aos estudos e aprendizagem da nova língua. 

Confira uma tabela com as vantagens e desvantagens de cada forma de viagem:

Vantagens de viajar sem saber nada de inglês

Desvantagens de viajar  sem saber nada de inglês  

Vantagens de viajar  com um bom nível de inglês  

Desvantagens  de viajar com um nível bom de inglês

Se você tiver perfil mais aventureiro, o desafio pode influenciar na aprendizagem;

Você não conseguirá se comunicar em situações rotineiras;

Vergonha de falar pela falta de prática; 



Consolidação do conhecimento;


Formação de mais vocabulário;


Interação maior com nativos;
Não perceber avanços na fluência do idioma;

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações!

Beijos,

Kari.

Gostou desse conteúdo? Então, reserve sua hospedagem, adquira seu seguro viagem e alugue seu carro através do #KariDesbrava. Você ajuda ao blog e não paga nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Faça seu Seguro Viagem com a Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars

Compartilhe:
0 In Intercâmbio/ Listas/ Malta

5 ferramentas para estudar inglês sozinho

Compartilhe:

Quem acompanha o blog sabe que fiz um intercâmbio em Malta. Como o intuito da viagem no fim das contas era aprender inglês, reuni algumas dicas de ferramentas que tô utilizando para estudo do idioma. Algumas utilizei antes do intercâmbio, outras conheci durante a viagem. Mas, entraram na lista aqueles que testei e curti. Confira:

>>> Leia mais: 12 lugares que você DEVE conhecer em Malta

Site ‘Bendito Inglês’

Esse site tem roteiros semanais que são ótimos para quem estuda sozinho. Bacana para quem está no nível básico até os que já tem certa fluência.

Duolingo

O app já é super famoso e não é nenhuma novidade. Gosto de usá-lo diariamente para sempre ter contato com o idioma every day (todo dia). .

Lyrics Training

É um app em que você pode treinar o listening (audição), já que você seleciona a música e visualiza o videoclipe com a letra. Também é possível ativar um quiz, em que ao ouvir a letra o usuário vai marcando qual é a palavra correta. Indicado desde os níveis básicos até o avançado.

>>>LEIA MAIS: 5 coisas que AMEI e 2 que ODIEI em Malta

Kahoot!

Site de jogos educativos em que você pode procurar a matéria em que estiver estudando no momento.

Canais no youtube

Ultimamente tenho acompanhado os canais dos professores Cintya Sabino, Junior Silveira e a Carina Fragoso.


E você, usa alguma ferramenta para estudar inglês que não tá nessa lista? Deixa a dica nos comentários!

Gostou desse conteúdo? Então, reserve sua hospedagem, adquira seu seguro viagem e alugue seu carro através do #KariDesbrava. Você ajuda ao blog e não paga nada a mais por isso.

Compartilhe:
0 In Para mulheres

Insegurança, falta de dinheiro e de tempo livre impedem que as brasileiras viajem mais, aponta pesquisa

Compartilhe:

Sempre me perguntei por qual motivo as mulheres ainda viajam menos que os homens no Brasil. Bom, agora tenho a resposta para minha dúvida… Segundo uma pesquisa realizada pelo Voopter, em que mais de 5 mil mulheres foram ouvidas, os principais motivos para não viajar sozinha são: pouco dinheiro, falta de tempo e insegurança.

Ainda segundo o estudo, o principal impeditivo apontado pelas viajantes é a falta de dinheiro. Isso foi comentando em 86,6% dos casos. De acordo com o levantamento, o resultado reflete as diferenças salariais, já que elas ainda recebem 16% menos que os homens no Brasil, conforme dados do Ministério do Trabalho. Tal fato representa uma média de R$ 6 mil em um ano, dinheiro que poderia ser utilizado por uma viagem pela América do Sul, por exemplo.

Outro fator que atrapalha as mulheres a viajarem mais é a falta de tempo livre (50,8%). Este motivo possivelmente está atrelado a jornada dupla de trabalho, já que as brasileiras gastam em média 7,5 horas a mais que os homens por semana com atividades domésticas, aponta um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.

As mulheres também viajam menos por conta da insegurança e do medo (31,8%), principalmente da violência de gênero (45,7%). Esse é o grande desafio que ainda impede uma parte delas (37,3%) de embarcar em uma viagem solo, apesar de desejar viver essa experiência, que muitas brasileiras (54,2%) já experimentaram.

O levantamento também aponta que a maioria das mulheres não viaja a trabalho (74,6%) e quando o assunto é lazer, elas embarcam apenas uma vez ao ano (41,4%) ou até três vezes nesse mesmo período (35,3%). As viajantes que participaram da pesquisa têm majoritariamente entre 25 e 34 anos (37%) e entre 18 e 24 anos (33,6%).

A pesquisa faz parte da campanha Viaje, mulher!, que defende o direito de todas conhecerem novos lugares, culturas e pessoas, de forma segura e com liberdade. 

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe: