Browsing Category

Rio de Janeiro

0 In Mais recentes/ Rio de Janeiro

Rock In Rio: dicas para aproveitar o melhor do festival

Compartilhe:

Muita gente já está ansiosa para o Rock In Rio deste ano, que acontece nos dias 27 a 29 de setembro e 3 a 6 de outubro, no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Com atrações como Drake, Card B, Alok, Foo Fighters, Ivete Sangalo, entre outros, o festival atrai cariocas e turistas. Mas, você sabe quais são as melhores dicas para aproveitar o melhor do festival? Se liga na lista abaixo e aproveite ao máximo o Rock In Rio 2019:

Tá vindo pro RJ? Reserve sua hospedagem com o Booking.com

Vai viajar? Programa-se!

Se você não é do Rio de Janeiro e vai ter que vir para a Cidade Maravilhosa, a dica é organizar sua viagem com antecedência. Procure por hotéis perto do local do evento ou que tenha opções de transporte que te deixem lá.

Ah, não esqueça de verificar se irá precisar de um seguro viagem ou alugar um carro.

Veja o line-up com antecedência

Sua banda preferida vai se apresentar no festival? Tem muitos artistas que você não quer perder o show? Então, não esqueça de conferir quando e em qual horário irá acontecer as apresentações para você não perder nada.

Em 2011, queria muito assistir o show da banda NX0, mas por calcular mal quanto tempo levaria para chegar lá, acabei perdendo a apresentação deles e fiquei mega chateada.

Vá de transporte público

A melhor forma de chegar no Rock In Rio é de transporte público. Assim, você não fica preocupado onde tem que estacionar ou se vai ter que descer muito longe e andar pra caramba para chegar no local onde acontecem os shows.

Caso você vá de transporte público, a melhor opção é ir de BRT. A passagem desse modal custa R$ 4,05 e você descerá em na estação do Parque Olímpico. Agora guarde está dica: se tiver que pegar o metrô também, adquira um cartão Riocard ao invés de um cartão específico do metrô, pois o cartão do metrô não passa no BRT!

Já para quem quer conforto e não gosta de andar de transporte público, a melhor forma de chegar ao festival é com o “Rock In Rio Primeira Classe”, um ônibus do evento que leva e traz o público. Nesse caso, o passe custa R$ 100 e pode ser comprado aqui.

Nesse caso, os pontos de embarque e desembarque são Botafogo Praia Shopping, Shopping Nova América, Aeroporto Santos Dumont, Aeroporto Galeão, Niterói, Petrópolis, Ipanema, Copacabana, Tijuca, Rio Design Barra, Shopping DownTown, Praia da Barra da Tijuca, Méier, Rodoviária Novo Rio, Recreio, Centro e Lagoa Rodrigo de Freitas.

Leve canga, capa de chuva e casaco

Você pode tá achando exagerado, mas esses itens salvam vidas! rs A canga é excelente para aquela hora que você já tá cansada de tanto bater perna e precisa sentar.

Já capa de chuva e o casaco nem preciso explicar muito, né? O Rio tem um tempo instável, logo levar uma capa de chuva e um casaco pode te livrar de passar frio e pegar um resfriado…

Ah, não custa lembrar que sempre vá para esse tipo de evento com calçados e roupas confortáveis. Assim, você não deixa de se divertir por conta de dor no pé, por exemplo. Itens como óculos, protetor solar e repelente também vale a pena ser levados! Para a mochila não ficar muito pesada, considere embalagens de viagens, que são menores.

Cuidado com objetos de valor

Eventos com muita gente quase sempre registram furtos. Por isso, tenha cuidado com objetos de valor como celulares e câmeras. Leve somente o essencial, e se tiver algo de valor considerável coloque em uma doleira/pochete. Assim, você tem certeza que seus objetos estão mesmo ali. Ah, nada de colocar objetos de valor nos bolsos ou em mochilas viradas para trás.

Dinheiro ou cartão?

Na dúvida, leve os dois. Mas, com relação ao dinheiro, leve somente o necessário para emergências: tipo o valor da corrida do local do evento para sua casa. O cartão é mais seguro, em caso de perda ou roubo, é facilmente cancelado, além de serem aceitos nos estabelecimentos que vendem comida e bebida no evento.

Invista em um power bank (bateria extra)

Hoje em dia os celulares guardam a nossa vida, né? Através dele pedimos um carro em apps de transporte, avisamos que estamos bem, marcamos de encontrar os amigos, tiramos aquela selfie… Então, nada de deixar a bateria acabar! Leve um power bank (bateria externa) e garanta bateria carregada durante toda a festa.

LEIA MAIS: A experiência de curtir o Rock In Rio

Saiba o que pode e o que não pode levar para comer

Se você quer curtir o festival de maneira mais econômica, saiba que você pode levar coisas para comer. Mas, para entrar com comidas elas precisam seguir algumas regras. Confira quais:

Você pode levar:

– Alimentos industrializados devidamente lacrados, tipo biscoitos (bolachas), torradas, barras de cereal etc. Será considerado um limite de até cinco itens por pessoa.

– Sanduíches e frutas, desde que estejam cortadas e acondicionadas em embalagem transparente e não rígida, do tipo “Zip Lock”.

O que não tiver dessa maneira, pode ser descartado na revista na entrada do evento.

Você não pode levar:

– Latas;

– Garrafas de qualquer gênero, tamanho ou material (exemplos: garrafas de água mineral, “squeezes”, etc), exceto garrafas plásticas para consumo de água, desde que sem tampa. A tampa poderá ser retirada pela segurança na entrada ou em qualquer local do evento;

– Cadeiras / banquinhos;

– Capacetes;

– Bebidas;

– Bastão de selfie (extensor para tirar autorretrato);

– Isopor;

– Objetos de vidro, plástico ou metal (perfumes, cosméticos, inclusive desodorantes de qualquer tipo, pasta ou escova de dente);

– Skate, bike ou qualquer tipo de veículo motorizado ou não;

Desbrave a Cidade do Rock

A cidade do Rock tem muita coisa para fazer. Além dos shows, você pode aproveitar os stands das marcas patrocinadoras do festival, andar nos brinquedos, passear pela rock street, ir na Game XP, etc. Para saber tudo que terá nessa edição, confira o mapa interativo do evento

Marque um ponto de encontro com seus amigos

Também como em qualquer evento que reúna uma grande quantidade de pessoas, não esqueça de marcar um ponto de encontro com seus amigos, caso você vá acompanhado (a). Assim, caso alguém se perca é só ir até o local previamente combinado.

Não compre muitas fichas de cervejas em um lugar

Essa dica aqui é de ouro! rs Quando for comprar fichas de cerveja, não compre muitas em um mesmo lugar, pois elas só poderão ser retiradas no local. Então, caso você queira andar pela cidade do Rock e se afaste do estabelecimento terá que voltar um bocado e enfrentar uma multidão para pegar a bebida. E, vai por mim, não vale o estresse!

Saia antes do último show acabar ou um tempo depois

Essa dica vale tanto para o Rock In Rio quanto para qualquer outro evento. Na hora de ir embora, saia uns minutinhos antes ou um tempo depois. Assim, você não enfrenta a multidão que também está saindo do local e vai para casa com mais tranquilidade.

Com essas dicas tenho certeza que você vai arrasar no Rock In Rio. Agora, só resta desejar bom festival!

 

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ Rio de Janeiro

5 lugares para fazer um bate e volta do Rio de Janeiro

Compartilhe:

Que o Rio de Janeiro tem diversos atrativos e encanta moradores e turistas, isso a gente sabe! Mas que tal conhecer as cidades no entorno? Na lista abaixo, reuni 5 lugares para fazer um bate e volta saindo do Rio.

Vai viajar? Reserve sua hospedagem com o Booking.com

Ah, antes de falarmos sobre os destinos, vale falarmos aqui uma boa dica: destinos bons para bate e volta são aqueles em que levamos até 2 horas para chegar. Pois se você considerar a ida e a volta, você levará até 4 horas para aproveitá-lo. logo, um destino que leve mais de 4 horas não vale a pena para um bate e volta.

Agora, vamos para a lista:

Niterói

A cidade Sorriso, como é conhecida, fica a apenas 21 quilômetros do Rio. Para chegar lá, o turista pode ir tanto pela Ponte Rio-Niterói quando pelas barcas, com embarque na Praça XV. Destaque aqui para as atrações: Museu de Arte Contemporânea (MAC), Parque da Cidade, a Praia de Itacoatiara e o Forte de Santa Cruz da Barra. 

 

Precisando de um automóvel? Alugue seu carro com a Rentcars

Paquetá

A Ilha de Paquetá é um bairro do Rio de Janeiro que com certeza vale a pena conhecer. Lá a tranquilidade e o clima pacato são marcos do local, além da bela vista para a Baía de Guanabara. Fica a 15 quilômetros do Rio e só é possível chegar de barca. 

Saquarema

Saquarema é o destino mais distante dessa lista. Fica a 118 quilômetros da cidade do Rio. Mas vale a pena conhecer! Capital do surf e do vôlei, a cidadezinha guarda belos encantos, como as praias, a Igreja de Nossa Senhora de Nazareth, a Lagoa Vermelha e o Mirante Morro da Cruz. 

Petrópolis

Conhecida como a Cidade Imperial, Petrópolis fica na Região Serrana, a 60 quilômetros do Rio. A cidade tem muitas atrações e um clima super gostoso. Aqui você pode conferir o roteiro que fiz em um dia por lá.

Faça seu seguro viagem e curta sem preocupações

Teresópolis

A 91 quilômetros, Teresópolis tem seus encantos. Algumas atrações que valem a pena conhecer na cidade são: o Palácio Teresa Cristina; a Granja Comary, palco de preparação da seleção brasileira; e o lago artificial com vista para os picos da Serra dos Órgãos. 

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ O que fazer no Rio/ Rio de Janeiro

O que fazer no Rio de Janeiro: Visita ao Forte de Copacabana

Compartilhe:

Já comentei aqui com vocês que o Rio de Janeiro reúne “várias cidades” em uma só. Por aqui você encontra história, natureza, gastronomia, entre outros. E quando o passeio reúne tudo isso? É o caso do Forte de Copacabana, que fica no bairro que leva o mesmo nome, localizado na Zona Sul da cidade.

Tá vindo para o Rio de Janeiro? Reserve sua hospedagem com o Booking.com

O local é perfeito para passeios com a família, amigos, o crush e porque não sozinha, não é mesmo? Por pertencer ao Exército Brasileiro, o forte é patrulhado por militares, o que para alguns pode proporcionar mais sensação de segurança.

O passeio

O melhor conselho que posso dar a quem deseja conhecer o Forte de Copacabana é: vá com um calçado confortável e ande pelo local. Vá até a pedra onde estão localizados os canhões virados para o mar, aprecie a vista para o Pão de Açúcar e da orla carioca, conheça o Museu Histórico do Exército… Contemple, aproveite!

Ah, já que tá lá… cogite comer em um dos estabelecimentos que ficam dentro do forte: uma filial da Confeitaria Colombo e o Café 18 do Forte. Quando fui tentei comer na Colombo, mas como era domingo a fila de espera estava enorme, o que me fez desistir e ir comer no concorrente. 

Experimentei o dadinho de tapioca (R$ 34), recheado com queijo canastra e acompanhado de geleia de pimenta e ragu de carne seca, e bolinho de bacalhau (R$ 32). O preço como vocês podem observar é um pouco salgado e as porções não são muito grandes, mas serviram duas pessoas e saimos satisfeitas.

Quer mais dicas de viagem sobre o RJ? Acesse a categoria Rio e veja mais infos

Comer com essa vista deixa qualquer refeição mais agradável

Bolinho de bacalhau e dadinho de tapioca, do Café 18 do Forte

 

Se não quiser gastar muito, leve uma garrafinha com água e uma barrinha de cereal (essa dica vale para qualquer passeio!). Mesmo que você não pare para comer em um dos restaurantes, o local e a vista são tão bonitos que com certeza valem a visita.

Serviço:

Forte de Copacabana – Praça Coronel Eugênio Franco, 1 Posto 6. Aberto de terça a domingo, das 10h às 18h. Ingressos: R$ 6 (inteira | R$ 3 (meia). Às terças, entrada franca. Aos domingos todo mundo paga meia. Mais Informações: E-mail: relpub@mhexfc.eb.mil.br | Tel: +55 (21) 2522-4460.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações!

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ Rio de Janeiro

‘Os vários Rios’: que tipo de viagem fazer para o Rio de Janeiro?

Compartilhe:

Como já diz a alcunha, a Cidade Maravilhosa é realmente maravilhosa. Porém, uma viagem ao Rio pode deixar os viajantes confusos. Digo isso, pois o Rio de Janeiro é ‘várias cidades dentro de uma’ e, logo, você pode vir para cá e aproveitar um só ou um pouco de cada Rio.

A escolha, é claro, fica a critério do viajante. E esse post é mais uma tentativa de ajudar você a escolher qual ou quais Rios de Janeiro que conhecer. Vamos nessa?

VAI VIAJAR? Reserve sua hospedagem pelo Booking.com  

Rio natureza

O Rio tem muita atração para quem gosta de natureza. Começando pelas praias. As conhecidas, famosas no mundo todo, são Ipanema e Copacabana. Mas, também temos Arpoador, Leblon, Leme, Prainha, Reserva, JoatingaGrumari… Ih, a lista é enorme.

Para quem gosta de natureza também temos muitas trilhas. Morro da Urca, Dois Irmãos, Pedra Bonita, Pedra do TelégrafoPontal, Mirante do Caeté, Mirante Dona Marta, entre outros. Aqui a lista é farta quando falamos de paisagem de cair o queixo!

Rio histórico

Se você gosta de história, o Rio de Janeiro também é o destino perfeito. O Rio foi a capital do Brasil entre 1793 a 1960 e por conta disso possui um acervo histórico muito grande.

Para conhecer uma pouco mais da história do Rio e do Brasil visite o Paço Imperial, a Praça XV, as diversas igrejas espalhadas pelo centro, o Theatro Municipal, a Biblioteca Nacional, o Museu de Belas Artes, o Real Gabinete Português de Leitura, a Cinelândia, a Pedra do Sal, o Cais do Valongo…

O Centro foi por onde a cidade do Rio começou a se desenvolver, podendo se transformar no que é hoje. Portanto, uma passeio nessa região é mergulhar na história e entender mais do que somos. 

As infos deste texto estão lhe ajudando? Então reserve sua hospedagem pelo Booking e ajude o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso 😀  


Booking.com

Rio boêmio 

Como não podia deixar de ser, em uma viagem ao Rio você pode conferir toda malandragem carioca. Para curtir o melhor da boemia da cidade que tal passear pela noite da Lapa? Ou curtir um samba em Santa Teresa?

Para os mais destemidos, atravessar a cidade e curtir um samba na quadra das escolas de samba pode ser uma boa pedida.  

 

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações!

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ O que comer no Rio/ Rio de Janeiro

Mirante da Floresta: café da manhã no Rio de Janeiro ao lado da maior floresta urbana do mundo

Compartilhe:

Imagina ter a experiência de tomar um suculento café da manhã ao lado da maior floresta urbana do mundo, replantada pelo homem, a Floresta da Tijuca? Pois fique sabendo que isso é possível sim! E o serviço é oferecido pelo Mirante da Floresta, que fica no bairro da Tijuca, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Localizado fora do rota tradicional geralmente procurada por turistas e moradores, o Mirante da Tijuca reúne boa comida, um local aconchegante, além de estar bem pertinho da natureza. O local é tão silencioso que a gente até esquece que está em uma cidade grande.

+ Pedra Bonita: o que você precisa saber para fazer essa trilha

As panelas são comandadas pelo receptivo chef Rodrigo Dirques. No buffet, servido de 9h30 às 12h, é possível experimentar uma grande variedade de pratos, dignos de um hotel 4 estrelas, segundo os responsáveis pelo estabelecimento. Pra comer, você encontrará bolos, pães caseiros, frutas, sucos, frios, ovos mexidos, entre outras iguarias.

  + Dicas para conhecer o Parque Lage, no Rio de Janeiro

E participar dessa “orgia gastronômica” não custa os olhos da cara, leitor. O preço cobrado é R$ 45 por pessoa, sendo que crianças de 6 a 12 anos pagam 50% e crianças com menos de 5 anos não pagam. Mas, fique atento, pois o serviço deve ser pago em dinheiro ou no débito, já que eles não aceitam cartão de crédito.

Ah, como o espaço é relativamente pequeno, as vagas para o café da manhã são limitadas. Vale dá uma ligada para o Mirante para verificar a disponibilidade da casa. Já as reservas acima de oito pessoas devem ser solicitadas através do e-mail: atendimento@mirantedafloresta.com.br . Todos os pedidos estão sujeitos a confirmação, que será realizada através do e-mail informado pelo cliente.

Sobre a melhor forma de chegar ao local, o ideal é ir de táxi ou Uber, já que o local não possui estacionamento.

+ Onde se hospedar no Rio de Janeiro?

Hospedagem e sustentabilidade

Além do serviço de café da manhã, o Mirante da Floresta também oferece hospedagem, já que o local é categorizado como bed and breakfast (cama e café), segundo o Ministério do Turismo e o Sebrae. O local possui três quatros, que podem ser alugados por mês.

O Rodrigo e o Ivan Fortes, donos do estabelecimento, fundaram o mirante com quatro pilares: gastronômica, turismo, ambiental e social. A gastronomia fica por conta do café e o turismo pela ida até o mirante, que como disse, fica ao lado da Floresta da Tijuca.

Já o ambiental e social me chamaram a atenção e também merecem ser destacados. A decoração do mirante foi feita com objetos reciclados ou comprados em brechós, e a parede, por exemplo foi pintada com uma mistura de barro, coletado no próprio terreno, e cola. De acordo com o Ivan, eles também recolhem água da chuva e a reutilizam.

A parte social fica por conta das oportunidades de emprego dadas a quem mora na comunidade que fica ao lado do mirante, a Favela da Coreia.

Você pode conferir mais sobre como o Mirante da Floresta foi construído assistindo a esse vídeo do Projeto Colabora:

Serviço:

Mirante da Floresta. Rua Henrique Fleiuss, 450 – Tijuca. Telefone: (21) 2527-2907. Café da Manhã servido de 9h às 12h30. Preço: R$45 por pessoa. Crianças de 6 a 12 anos pagam 50%. Crianças com menos de 5 anos não pagam. Formas de pagamento: Cartão de débito ou dinheiro.

*O blog foi conhecer o destino a convite da administração do Mirante da Floresta. Entretanto, o texto reflete a opinião do autor. Para dúvidas sobre parcerias, consulte nossas políticas editoriais.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações!

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ O que fazer no Rio/ Rio de Janeiro

Passeios pelo Rio de Janeiro: como visitar a Ilha Fiscal

Compartilhe:

Quem nunca se perguntou o que funciona naquele castelo bem no meio da Baía de Guanabara? O edifício verde, com arquitetura digna de um prédio pertencente a contos de fadas é a Ilha Fiscal, local onde ocorreu “O Último Baile do Império”, realizado alguns dias antes da Proclamação da República.

O passeio na ilha é uma verdadeira volta pelo túnel do tempo, e fica difícil não imaginar como funcionava a rotina do local em outros tempos. Para ajudar ainda mais a imaginação dos viajantes, o guia que acompanha o grupo vai salpicando relatos, para o delírio dos visitantes, que não poupam interjeições que demostram ora surpresa, ora espanto.

Como visitar

O passeio até à Ilha Fiscal é feito na escuna Nogueira da Gama, trajeto que dura cerca de 10 minutos. Em caso de mau tempo, o deslocamento é realizado de van. Entretanto, segundo a guia que nos acompanhava, se a mar estiver muito revolto, as visitas podem ser canceladas, já que as ondas alcançam a pista por onde passa o veículo, impossibilitando a visitação.

Conhecendo a Ilha Fiscal, no Rio de Janeiro: tempo nublado não ofuscou a beleza do passeio

Os ingressos para conhecer a Ilha custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) e são vendidos no período das 11h às 15h10. Já as visitas acontecem de quinta a domingo em três horários: 12h30, 14h 15h30. Os ingressos devem ser comprados no Espaço Cultural da Marinha e o embarque acontece 20 minutos antes do horário marcado para o início do passeio. Ou seja, se você comprar o passeio de 12h30 deve embarcar 12h10, para que a visita comece no horário agendado.

Além da Ilha Fiscal, o visitante ainda pode conhecer o Navio Bauru, que participou da Segunda Guerra Mundial e está atracado no píer, e o Submarino Riachuelo. Nesse caso, outro ingresso, que dá direito as duas visitas, nos valores de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia) devem ser adquiridos. A visitação de ambas as embarcações é feita de quarta a domingo, das 12h às 17h. Às terças a visitação é gratuita.

Serviço:

Visita a Ilha Fiscal – Avenida Alfred Agache, s/n Centro Cultural da Marinha – Centro. De quinta à domingo em três horários: 12h30, 14h e 15h30. Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Os ingressos serão vendidos no período das 11h às 15h10. O embarque acontece 20 minutos antes.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações!

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ Rio de Janeiro

Tour hop-on hop-off no RJ: conhecendo a cidade de ônibus

Compartilhe:

Vocês sabiam que é possível conhecer o Rio de Janeiro com um ônibus panorâmico que passa pelos principais pontos turísticos da cidade? Pois é! O passeio é organizado pela Rio Line Turismo, que tem sua sede localizada em Copacabana, na Zona Sul.

O tour tem início na praia do Leblon e passa por pontos como as praias de Ipanema, Copacabana, Leme e Vermelha, na Urca; a região Central da cidade, com destaque para a Cinelândia, Lapa, o AquaRio e a Zona Portuária, a Cidade do Samba (onde dá para fazer o tour Carnaval Experience); e o Maracanã, na Zona Norte.

LEIA MAIS: Ônibus panorâmico| passeando com a linha de turismo em Porto Alegre

O que é hop-on hop-off?

Nos tours hop-on hop-off você pode embarcar e desembarcar quantas vezes quiser durante o período de validade do bilhete, que pode ser de 24h, 48h ou 72h. Esse tipo de passeio tem o objetivo de facilitar a locomoção dos turistas, já que o trajeto feito pelo ônibus é sempre turístico, e é uma ótima opção para quem está viajando sozinha, por exemplo.

No caso do tour realizado pela Rio Line Turismo, os pontos de embarque e desembarque são: Praia do Leblon; Praia de Ipanema; Praia de Copacabana; Praia do Leme; Pão de Açúcar; Marina da Glória; Catedral Metropolitana; AquaRio; Cidade do Samba; Rio Zoo; Maracanã; Sambódromo; Trem do Corcovado; e Lagoa Rodrigo de Freitas.

Funcionamento, preços e gratuidades

O tour hop-on hop-off (que você desembarca e embarca em pontos pré-estabelecidos) acontecem todos os dias, das 9h às 17h. Porém, você deve ficar de olho no horário de embarque na parte da tarde, pois o Maracanã só está incluído nas rotas que saem do ponto inicial até as 14h por conta do horário de funcionamento do estádio.

Com relação aos preços, há três opções de tarifas: a light, a 24h e a 48h. Na light, que custa R$75, você embarca no ônibus, mas não tem direito a descer e embarcar no ônibus. Logo, o ingresso dá direito a volta completa sem desembarque e embarque.

Já na 24 h (R$ 95), o número de embarques e desembarques é ilimitado dentro do período determinado no bilhete. No de 48h, o ingresso custa R$ 115, e dá direito a acesso ilimitado por esse período. Os ingressos podem ser comprados diretamente no ônibus ou na agência da empresa Rio Line.

Sobre as gratuidades, crianças abaixo de 5 anos têm direito a entrada franca. Crianças maiores de 5 e menores de 10 anos, pagam meia tarifa. Maiores de 10 anos, pagam tarifa cheia. Maiores de 60 anos não tem descontos.

Serviço:

Rio Line Turismo. Avenida Atlântica, n° 2364, Copacabana.

 

*O Kari Desbrava participou do tour inaugural do ônibus hop-on hop-off no Rio de Janeiro a convite da Rio Line. Entretanto, este texto expressa a opinião da autora, independente da parceria.

 

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações!

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ O que fazer no Rio/ Rio de Janeiro

Tour Maracanã | Visita ao templo do futebol brasileiro

Compartilhe:

Leia ouvindo: Uma partida de futebol, do Skank

Os apaixonados por futebol, e até os que não são muito ligados ao esporte, irão concordar que visitar os bastidores do que já foi o maior estádio do mundo é realmente emocionante. O Tour Maracanã é uma oportunidade para moradores e turistas conhecerem a história do local que já foi palco das finais de duas Copas do Mundo e de uma edição de Jogos Olímpicos. 

A visita guiada tem duração média de 40 minutos e pode ser feita com um guia bilíngue ou sozinho. Durante o passeio, é possível visualizar objetos que contam momentos históricos do estádio, entre eles a camisa 7 do Brasil usada por Manéna na Copa de 62 e a bola e rede que foram usadas no jogo em que Pelé fez seu milésimo gol: a partida entre Vasco e Santos, em 1969. 

+ Visita guiada pela Arena da Baixada, em Curitiba

Camisa, bola e rede que foram usadas no jogo em que Pelé marcou seu milésimo gol na carreira

Camisas históricas: Uniforme que foi do jogador Roberto Dinamite, do Vasco; Camisas de cinco times cariocas; Objetos que pertenceram ao Zico, do Flamengo; Camisas do América

Camisas do Brasil: desde 1938 até 2016

 

Os amantes do futebol também se depararão com um acervo doado por Zico, o maior artilheiro da história do Maracanã, com 333 gols. Entre as peças estão uma camisa do Flamengo usada em 1979; a faixa de campeão mundial pelo Fla em 1981; a bola do último jogo da carreira, pelo Kashima Antlers (Japão), em 1994; e uma chuteira que usou quando defendeu a Udinese (Itália).

Além disso, entramos em um dos vestiários, decorado com camisas de clubes que disputam o Campeonato Brasileiro da Série A, sala de aquecimento dos jogadores e de coletiva de imprensa.

E para coroar o passeio, a parte que considero mais emocionante durante visitas a estádios: a de entrar no gramado. Acompanhado de um áudio que imita o grito da torcida não é difícil imaginar como é a sensação de vivenciar aquele estádio lotado. Também aproveitamos e sentamos no banco de reservas, o que nos fez sentir verdadeiros jogadores de futebol.

+ 5 aplicativos para ajudar você a se virar no Rio de Janeiro

‘Calçada da fama’ tem marca de pés de importantes nomes do futebol

Vestiário é decorado com as camisas dos times que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro

Mari, do Mariana Viaja, eu e Olívia, do Olívia Garimpando Por Aí

Recordação

Além das memórias e diversas fotos, eu, Olívia e Mari resolvemos gravar um vídeo 360. A imagem foi capturada em uma cabine da Twist Cam e cada uma posou com a bandeira do seu time e uma taça. O valor do serviço custa R$ 40 e pode ser pago em dinheiro ou cartão. Confira como ficou:

 

Serviço:

Tour Maracanã – Avenida Presidente Castelo Branco, s/n – Portão 2. Diariamente, das 9 às 16h. Tour guiado: R$ 60/ R$ 30 (meia). Tour não guiado: R$ 50/ R$ 25. 

Gravação em 360, pela Twist Cam: R$ 40.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações!

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Carioquices/ Mais recentes/ Rio de Janeiro

Dicas para conhecer o Parque Lage, no Rio de Janeiro

Compartilhe:

Leia ouvindo: Beautiful, do Snoop Dogg e participação de Pharrell Williams

Localizado no bairro do Jardim Botâncio, o Paque Lage é um dos atrativos da região. Em 1957, o espaço foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) como patrimônio histórico e cultural da cidade do Rio de Janeiro e desde então atrai cariocas e turistas. Com entrada franca, o parque tem entre seus atrativos o jardim, projetado pelo paisagista inglês John Tyndale, e o palacete que já foi cenário até de clipe internacional.

O local já viveu três períodos históricos: foi um engenho de açúcar, uma chácara e um parque. Mergulhando nesses três momentos históricos, o visitante vê o lavandário, onde os negros escravizados lavavam as roupas; o jardim dos namorados, as grutas, o castelinho e o aquário, projetados em um período em que o local ainda era uma propriedade privada; e o palacete que tem uma história bem curiosa…

Jardim do Parque Lage foi pensado para “parecer uma pintura” e “ser contemplado”

O que parece uma gruta por fora esconde um aquário por dentro

Palacete do Parque Lage: o Taj Mahal brasileiro

Se você pensou que só a Índia tinha seu Taj Mahal, você se engana. Nós brasileiros também temos a nova versão da história. O palacete do Parque Lage foi construído por causa de uma promessa de Herinque Lage a sua esposa, a italiana e cantora lírica Gabriela Beanzoni. Quando a pediu em casamento, o milionário prometeu que construiria um castelo para ela se aceitasse o pedido. E como promessa feita é promessa cumprida, dez anos depois, Gabriela ganhou seu presente, que teve as pedras trazidas de seu país, além de um salão feito especialmente para ela, com uma acústica pensada em seus acordes vocais.

Mas, como nem tudo são flores, após presentear a mulher, Henrique faleceu. Como tinha dívidas, o imóvel foi tomado pelo governo como forma de pagamento. Porém, ao invés de ser leiloado acabou virando parque público, como o conhecemos hoje.

Visita guiada

Todas essas curiosidades aprendi na visita guiada pela coordenadora Kátia Rosendo. O passeio acontece de terça a sexta, às 14h, e sábado, às 12h30, e custa R$ 30 por pessoa. A partir de 15 pessoas é necessário agendar e dar um sinal de 50% na secretaria da escola.

As inscrições devem ser feitas por pelo e-mail: visitas.eavparquelage@gmail.com ou pessoalmente, na secretaria da Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV), até meia-hora antes do horário de início do passeio. Grupos, visitas especiais, escolas ou atendimentos em inglês, devem ser agendados com antecedência por e-mail ou telefone: (21) 2334-4088.

Jardim do Parque Lage: feito para comtemplar

Dicas para visitar o Parque Lage

Como toda atividade ao ar livre, é necessário alguns cuidados ao visitar o Parque Lage. Reuni em tópicos quais são eles:

– Leve protetor solar. Afinal, você não quer terminar o passeio como um camarão né?

– Não se esqueça do repelente. Nada pior do que ir para uma atividade ao ar livre e lembrar que não passou repelente depois da primeira picada de mosquito…

– Se você quer menos tumulto vá durante a semana. Fim de semana é sempre mais tumultuado. Ainda mais para tirar a tão famosa foto na frente da piscina que foi cenário do clipe ‘Beautiful’, do rapper Snoop Dogg.

– Você pode fazer piquenique nas áreas reservadas para isso. Vale atentar aqui para as normas de utilização dos espaços, que não permitem música, uso de bolas ou acessórios que deteriorem o ambiente ou que possa representar algum risco aos animais. Confira todas as regras aqui.

– O food truck do parque não ceita cartão. Logo, se quiser comprar alguma coisa nele, e no camelôs em volta do parque, leve dinheiro, e de preferência trocado, já que naquela região não tem lugar para trocar.

– O Parque Lage possui um restaurante, o Bistrô Plage. Como geralmente vive cheio avalie se não vale reservar seu lugar antes caso não tenha paciência para esperar vagar um lugar.

Serviço

Parque Lage. Rua Jardim Botânico, 414 – Jardim Botânico. Horário de funcionamento: Parque: Diariamente, das 8h às 17h (durante o horário de verão, até às 18h). Bistrô Plage: 2ª a 6ª feira – 09h às 23h. Sábado – 13h às 23h. Domingo – 09h – 23h. Tel. do Bistrô: (21) 2535-7336.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações!

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Carioquices/ Mais recentes/ Rio de Janeiro

Lugares para conhecer a cultura afro-brasileira no Rio

Compartilhe:

Dia 20 de novembro é comemorado o Dia Nacional da Consciência Negra. A data é uma forma de homenagear e celebrar a cultura afro que tanto contribuiu para a formação da cultura brasileira e carioca. Com influência na nossa língua, na música e na gastronomia, nada mais justo do que conferirmos um roteiro para aprendermos mais sobre nossa história: 

+ Onde se hospedar no Rio de Janeiro  

Pequena África

A pequena Africa fica na Zona Portuária e abrange bairros como o Centro, Saúde e Gamboa. Na época do Brasil colônia, o local era porta de entrada dos negros escravizados e por isso a região guarda muitas influências deste tempo e da cultura afro.

Por lá você pode conhecer o Cais do Valongo, que foi tombado Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO; o Jardim Suspenso do Valongo; a Pedra do Sal, onde segunda e sexta rola um famoso samba; e o Instituto de Pesquisa dos Pretos Novos.

 

Dica da #Kari: Se você gosta de um tour guiado, pois acha que assim adquiri muito mais conhecimento que não aprenderia sozinho, fica a dica do tour pela Pequena África, com a Gabriela Palma, do Sou + Carioca. 

+ 10 lugares para conhecer no Rio de Janeiro

Beco do Rato

Ainda na região do Centro, é possível visitar o Beco do Rato, na Lapa. O local é um bar conhecido por sua agenda cultural ligado ao samba, além de pinturas e fotos que remetem a sambistas e entidades da umbanda.

Jongo da Serrinha 

O Jongo é uma manifestação cultural de matriz africana que em 2005 foi reconhecida pelo IPHAN como Patrimônio Cultural Nacional.  Sua origem está ligada à presença de africanos de origem Bantu, de Angla, trazidos para o trabalho escravo, nas fazendas de café e cana de açúcar do sudeste brasileiro. Por resistência, ganhou um espaço localizado no Morro da Serrinha, em Madureira.  

Museu do Samba

O Museu do Samba fica ao lado da Quadra da Mangueira e guarda relíquias da nossa cultura popular. Nele você encontra fantasias do carnaval, conhece a história das principais agremiações e aprende muitas outras curiosidade sobre esse ritmo. 

+ Manual de sobrevivência: Carnaval no Rio de Janeiro

Renascença Clube

O Rena, como é carinhosamente chamado, é um espaço de resistência, valorização e resgate da cultura afro. Situado no Andaraí, o clube surgiu para que as famílias negras tivessem um espaço para se reunir, já que na época (1951) o preconceito racial era muito forte. Tem uma vasta programação cultural com destaque para o Samba do Trabalhador, que acontece toda segunda-feira. 

Cacique de Ramos

É Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado do Rio de Janeiro e um dos mais importantes antros do samba carioca. Nos deu de presente artistas como Fundo de Quintal, Zeca Pagodinho, Beth Carvalho, entre outros. Se for lá, não deixe de tocar na Tamarineira. 

+ 5 aplicativos para ajudar você a se virar no Rio de Janeiro

Tour Carnaval Experiencie

Além da história do Carnaval, o tour também mostra a história do samba, ritmo criado no Rio de Janeiro, da importância da Tia Ciata, as primeiras músicas, e como chegamos no maior espetáculo da terra.  

Quadras da Portela e do Império Serrano 

As duas quadras ficam no bairro de Madureira e as duas escolas tem histórias pra lá de especiais. Tradicionais no Carnaval carioca, conhecê-las também é conhecer mais da cultura afro.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe: