Browsing Category

Malta

0 In Mais recentes/ Malta

Intercâmbio em Malta: quanto custa viver na ilha?

Compartilhe:

Um dos itens que determinam o orçamento de uma viagem é o custo de vida do lugar para onde estamos indo. Entre os motivos que me fizeram escolher Malta para fazer intercâmbio estão o baixo custo de viver na ilha. Mesmo sendo bem distante do Brasil (8911 km separam os dois países, sendo esse valor a distância em linha reta) e ter uma moeda mais valorizada (o euro), ir para Malta saiu mais barato do que um intercâmbio no Canadá, por exemplo.

>>> Procurando hospedagem? Faça sua reserva com o Booking.com

Muitos me perguntam como Malta pode ser mais barato e me pedem para mostrar quanto custavam as coisas por lá. Por isso, resolvi listar o preço dos meus gastos.

Mas, antes de começarmos, duas coisas: por curiosidade, gostaria de deixar aqui o valor do salário mínimo dos malteses, que é 757,64 euros, o que convertendo dá aproximadamente R$ 3.155. O valor do mínimo lá foi atualizado em janeiro de 2019. Segundo, como fiz o intercâmbio por uma agência, não vou listar gastos como água, luz, moradia, já que esses gastos vem embutidos no valor do pacote cobrado pela agência que contratei. Entretanto, esse post do site Intercâmbio e Viagem pode ajudar quem procura por esta informação.

>>> Vai viajar? Faça aqui seu seguro viagem

Custo de vida em Malta

Ônibus:

Existem dois tipos de ônibus em Malta: os paradores e os expressos e as passagens variam conforme o tipo de condução que você pegar e da época do ano em que você estiver lá.

Você pode pagar a passagem com moedas (nunca com notas e nesse post explico porquê). Mas também pode comprar o Talinja Card, o cartão para pagar a passagem, que variam entre 15 e 39 euros.

Ah, vale lembrar que Malta não possuí metrô e a outra alternativa de locomoção em grandes distâncias é alugar um carro.

Mercado:

Durante o período que morei em Malta, fiquei hospedada na região de St. Julians. A região é muito turística e, por isso, mais cara. O mercado que fazia compras era o Valyou e abaixo segue os preços dos mantimentos que comprei:

Compra no mercado em Malta

2 l de Água da marca Vera Naturale: 0,91

500 ml de Água da marca Vera Naturale: 0,30

Pacote de Nescafé com 6 itens: 1,81

Pacote de macarrão de 1kg: 1,43

Caixa de leite de 500 ml: 0,47

Nuggets de peixe: 4,81

Queijo cremoso: 2,46

Presento: 1,54

Pão: 1,10

Yorgut: 0,38

Suco de caixa 250 ml: 0,53

Ice tea 1,5l: 1,47

Cerveja Cisck grande: 0,89

Kinder Bueno: 0,70

Achocolatado: 2,70

Pringles: 1,99

Sabonete líquido: 2,94

Kit Nivea para viagem com hidratante, desodorante, entre outros itens : 9,49

Com cerca de 50 euros é possível fazer uma compra para semana ou até mais. No geral, os itens em Malta tem o preço bem em conta e uma boa variedade. Com exceção para as carnes que são mais caras.

Restaurante

Como em qualquer lugar do mundo, em Malta comer na rua é mais caro do que comer em casa. Porém, ainda assim, é possível comer fora na ilha sem perder um rim.

Geralmente, por estar hospedada em St. Julians, quando comia fora ia a um restaurante chamado Estilos, que tinha uma promoção em que você pagava 50% de segunda a sábado e abria 24 horas. Ou seja, um prato que custava 18 euros, saia por 9. Apesar do prato sair bem em conta, o mesmo não valia para as bebidas.

Almoço no Estilos

Já em Pacevill era possível comer pedaços de pizzas por 2 euros. Também tem uma rede chamada Alice Pizza em que é possível comprar a pizza por pedaços.

Saindo dos lugares mais baratos, também experimentei os hambúrgueres do Hugo’s e comi em locais como o restaurante Cuba, que achei que tinha um preço bem salgado.

*Os valores são referentes a maio de 2019

Confira mais conteúdos sobre Malta:

12 lugares que você DEVE conhecer em Malta

15 diferenças culturais entre Brasil e Malta + 1 semelhança

5 coisas que AMEI e 2 que ODIEI em Malta

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações!

Beijos,

Kari.

Gostou desse conteúdo? Então, reserve sua hospedagem, adquira seu seguro viagem e alugue seu carro através do #KariDesbrava. Você ajuda ao blog e não paga nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Faça seu Seguro Viagem com a Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars

Compartilhe:
0 In Intercâmbio/ Mais recentes/ Malta

15 diferenças culturais entre Brasil e Malta + 1 semelhança

Compartilhe:

Já contei aqui para vocês que realizei um intercâmbio de um mês em Malta. Quando estamos fora do nosso país de origem é natural repararmos nas diferenças culturais que existem entre os destinos. Abaixo você pode conferir 13 coisas que funcionam de formas distintas no Brasil e em Malta:

>>> Procurando hospedagem? Faça sua reserva com o Booking.com

1- Em Malta é proibido beber na rua, e caso você seja pego tomando uns goro in street levará uma multa de 80 euros.

2- Os homens também não podem andar sem camisa, se não são multados.

3 – Aqui a direção é mão inglesa (volante à direita) e os veículos andam no que seria nossa contramão.

>>> Vai viajar? Faça aqui seu seguro viagem

4 – Apesar de ser proibido, os malteses fumam dentro de estabelecimentos fechados. Caso sejam pegos, adivinhem? Levam multa.

5 – Um dos pratos mais tradicionais é o coelho. Já uma opção comum e mais barata é o pastizz, um salgado de massa folhada recheado de queijo, ervilha, entre outros.

Pastizz

6 – Os malteses jogam o papel higiênico no vaso sanitário e não na lixeira.

7 – Ah, e os banheiros e cozinhas lá não possuem ralos. Eles limpam com produtos químicos.

8 – Eles também são super pontuais, influência da colonização britânica.

9 – No geral, os estabelecimentos de St. Julians e a população dessa parte da ilha estão bem acostumados a lidar com brasileiros. Aliás, somos reconhecidos de longe, mesmo sem abrir a boca, já que segundo eles somos amigáveis e festivos.

10 – Malta não produz a própria energia elétrica. Lá a luz chega por cabo da Itália.

11 – Como é uma ilha, Malta também não tem água doce. Então, para ter água potável eles dessalinizam a água.

12 – A água da torneira é potável, mas por conter grande quantidade de sódio, que não estamos acostumados, o guia recomenda a compra de água no mercado.

13 – Por toda essa questão da água, o tempo de banho recomendado é de até 10 minutos.

14 – As festas aqui tocam música brasileira sim! Os hits vão desde do funk ao hit “Aí se eu te pego”, do Michel Teló. Ah, e eles amam reggaeton e Maroon 5.

via GIPHY

15 – A arquitetura de Malta é algo que realmente encanta. Os prédios e as paisagens as vezes lembram o Oriente Médio, à vezes lembram a Europa, fruto do mix cultural que é esse país.

Bônus: a semelhança

Bom, essa não é uma diferença, mas sim uma semelhança. Assim como no Brasil, em Malta também é proibido fazer topless e caso você seja pego fazendo levará uma multa. Nas praias é possível ver alertas da proibição, como mostra a foto abaixo:

***

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações!

Beijos,

Kari.

Gostou desse conteúdo? Então, reserve sua hospedagem, adquira seu seguro viagem e alugue seu carro através do #KariDesbrava. Você ajuda ao blog e não paga nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Faça seu Seguro Viagem com a Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars

Compartilhe:
0 In Intercâmbio/ Listas/ Malta

5 ferramentas para estudar inglês sozinho

Compartilhe:

Quem acompanha o blog sabe que fiz um intercâmbio em Malta. Como o intuito da viagem no fim das contas era aprender inglês, reuni algumas dicas de ferramentas que tô utilizando para estudo do idioma. Algumas utilizei antes do intercâmbio, outras conheci durante a viagem. Mas, entraram na lista aqueles que testei e curti. Confira:

>>> Leia mais: 12 lugares que você DEVE conhecer em Malta

Site ‘Bendito Inglês’

Esse site tem roteiros semanais que são ótimos para quem estuda sozinho. Bacana para quem está no nível básico até os que já tem certa fluência.

Duolingo

O app já é super famoso e não é nenhuma novidade. Gosto de usá-lo diariamente para sempre ter contato com o idioma every day (todo dia). .

Lyrics Training

É um app em que você pode treinar o listening (audição), já que você seleciona a música e visualiza o videoclipe com a letra. Também é possível ativar um quiz, em que ao ouvir a letra o usuário vai marcando qual é a palavra correta. Indicado desde os níveis básicos até o avançado.

>>>LEIA MAIS: 5 coisas que AMEI e 2 que ODIEI em Malta

Kahoot!

Site de jogos educativos em que você pode procurar a matéria em que estiver estudando no momento.

Canais no youtube

Ultimamente tenho acompanhado os canais dos professores Cintya Sabino, Junior Silveira e a Carina Fragoso.


E você, usa alguma ferramenta para estudar inglês que não tá nessa lista? Deixa a dica nos comentários!

Gostou desse conteúdo? Então, reserve sua hospedagem, adquira seu seguro viagem e alugue seu carro através do #KariDesbrava. Você ajuda ao blog e não paga nada a mais por isso.

Compartilhe:
0 In Europa/ Mais recentes/ Malta

5 coisas que AMEI e 2 que ODIEI em Malta

Compartilhe:

Fazer um intercâmbio te proporciona conhecer mais de um destino. Afinal, por um período você se torna morador e passa a vê-lo com os olhos de um local e não de um turista. Pensando nisso, elaborei um top LOVE e TOP HATE para listar as coisas que mais amei e mais odiei em Malta. 

Vamos começar pelas coisas boas? 

TOP LOVE 

Número 5: toca Maroon 5 em tudo quanto é canto

Isso é real oficial! Se você ama Maroon 5 saiba que vai escutar as músicas da banda em todos os lugares que você for. No shopping, no restaurante, na praia… Na playlist de música ambiente dos malteses sempre tem Maroon 5. Quem é fã da banda comandada pelo Adam com certeza vai amar!

via GIPHY

>>> Vai viajar? Faça aqui seu seguro viagem

Número 4: os motoristas param para os pedestres

É tão bom pisar na faixa de pedestre e poder atravessar! Em Malta é assim: pedestre vai atravessar o motorista para. A exceção são as pistas trânsito rápido, onde, nos locais apropriados, temos que apertar um botão para o sinal fechar. Ah, falando em sinal, quase não há sinais de trânsito em Malta.  

Número 3:  qualidade e custo de vida 

Fiquei realmente impressionada com o baixo custo de vida em Malta. Com cerca de 30 euros, era possível fazer uma compra para semana no mercado. Comer fora, apesar de ser bem mais caro do que comer em casa, ainda assim era barato.

A oferta de produtos industrializados também é bem maior do que aqui no Brasil.  É tanta variedade que a gente vai no mercado e tem vontade de levar tudo para casa! E olha que apesar de ser barato, Malta não é o paraíso das compras. 

>>> Procurando hospedagem? Faça sua reserva com o Booking.com

Número 2: segurança 

Andar na rua sem o medo de ser assaltado não tem preço. Por lá é comum as pessoas andarem com seus smartphones ou objetos pelas ruas sem a preocupação deles serem levados. E com certeza (juntamente com a questão do respeito ao pedestre) essa vai ser a coisa que mais vou sentir falta de Malta. 

Número 1: paisagens 

Malta é uma ilha linda! Como consequência disso, para todo lado que se olha você encontrará uma paisagem que encanta e nos deixa perplexos de como esse mundo tem lugar bonito. Blue Grotto, em Comino; Blue Window, em Gozo; a orla de Sliema; o mar em Valetta; o pôr do sol em Gondel Bay; as ruelas de Mdina, e outras infinidades de lugares fazem de Malta um paraíso no meio do Mediterrâneo.  

>>> Leia mais: 12 lugares que você DEVE conhecer em Malta

Blue Lagoon, em Comino

Agora é a hora das coisas ruins…

TOP HATE

Top 3: massa, massa, massa 

No terceiro lugar das coisas que odeie em Malta está a comida. Explico: a comida maltesa não é ruim. Mas, devido a influência italiana, a maior parte do que encontramos para comer é massa. Veja bem, amo carboidratos. Mas, se alimentar só deles não dá! Além de arruinar o equilíbrio alimentar de qualquer um, comer só massa enjoa. Nessa viagem constatei como é possível sentir falta da comida que estamos acostumados! 

Massa é bom, mas demais enjoa…

Top 1: cigarro e motoristas de ônibus

Não leitor, você não está doido! Pulei do Top 3 para o Top 1, pois dois itens empatam no primeiro lugar das coisas que mais odiei em Malta: o quanto eles fumam e os motoristas de ônibus. 

Os malteses fumam muito, muito, muito. Para vocês terem noção do quanto, eles fumam até dentro de estabelecimentos e sair para festa lá é sinônimo de voltar fedendo a futum (nome carinhoso — só que não — que dei para o cigarro).

Motoristas de ônibus te fazem treinar a paciência

Já os motoristas de ônibus… Ah, eles são um poço de grosseria. Com raras exceções, eles fecham a porta na sua cara e arrancam com o ônibus sem o menor ressentimento.

Duvida? Então deixa eu relatar uma coisa para vocês: em um fim de semana que estava tentado chegar em Gozo, uma das ilhas que compõem Malta, o motorista fechou a porta na minha cara (e de quem mais estava no ponto) e andou com o veículo após um italiano tentar furar fila. Detalhe: o ônibus estava vazio e o próximo só passava uma hora depois!!! 

Adivinha? Os próximos ônibus que passaram não pararam, pois já estavam lotados. Resultado: demorei mais de TRÊS HORAS para chegar na outra ilha.   

Por essa e outras eles entram no meu Top Hate de Malta. 

Gostou desse conteúdo? Então, reserve sua hospedagem, adquira seu seguro viagem e alugue seu carro através do #KariDesbrava. Você ajuda ao blog e não paga nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Faça seu Seguro Viagem com a Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars

Compartilhe:
0 In Europa/ Mais recentes/ Malta

12 lugares que você DEVE conhecer em Malta

Compartilhe:

Malta, uma ilha localizada bem no meio do Mar Mediterrâneo, foi privilegiada pela natureza. O país, que é repleto de belas paisagens, também tem muita história e pensando nisso listei 12 lugares que você deve conhecer quando passar por lá. Confira:

Blue Lagoon

Com água da cor azul piscina, é impossível não se impressionar com a beleza da Blue Lagoon, localizada na ilha de Comino. A dica aqui é chegar o mais cedo possível para poder aproveitar essa paraíso sem a penca de turistas que vão chegando com o passar das horas.

Blue Window

A Blue Window era uma pedra que ganhou o apelido de Blue Window já que ela funcionava como uma moldura para a paisagem de Gozo. Infelizmente, ela caiu em 2017 após uma forte tempestade. Independente disso, é um lugar que vale a visita, tamanha a beleza.

>>> Vai viajar? Faça aqui seu seguro viagem

Sliema

Sliema é uma das cidades mais turísticas de Malta. Com grande oferta hoteleira, o local se destaca devido a grande quantidade de restaurantes, lojas, além da belíssima orla e as piscinas naturais, local onde o pessoa aproveita para pegar um sol.

Valeta

Capital de Malta, Valeta é uma das cidades muradas da ilha. Recheada de história, passear por Valeta é se encantar com as belezas arquitetônicas do local. Destaque para a Tritons Fountain, Upper Barrakka Gardens, a Co-Catedral de São João, a vista para o mar e o sorvete em forma de flor da Amorino.

Mdina

Essa também é uma das cidades muradas de Malta. Ficou muito conhecida após ser cenário da série “Game Of Thrones”. A graça é andar pelas ruelas e se deixar encantar com a atmosfera medieval de Mdina. Ah, se tiver mais tempo dê um pulo em Rabat, povoado bem ao lado.

Popeye Village

O local foi construído para ser cenário do filme “Popeye”. Anos depois a cidade cenográfica virou uma espécie de clube. Muitos vão até lá para tirar foto com o conjunto de casinhas atrás. Mas, super aconselho entrar e aproveitar para conhecer o lugar por dentro.

>>> Procurando hospedagem? Faça sua reserva com o Booking.com

Paradise Bay

É uma das poucas praias de Malta que possuí faixa de areia e a que tem a melhor infraestrutura, já que possuí restaurantes, banheiros, loja de conveniência e chuveiro.

Golden Bay

Também é uma praia que possuí faixa de areia. Super indico para assistir o pôr-do-sol. Ah, aproveite e pare no restaurante logo no início da praia e como uma suculenta pizza.

Feirinha de Marsaxlokk

Acontece todos os domingos, de 8h às 12h. Lá encontramos de tudo: desde comidas típicas maltesas a lembrancinhas para presentear quem amamos. Destaque para os barquinhos coloridos que enfeitam a orla, herança dos fenícios.

Blue Grotto

É uma gruta que “esconde” uma água tão azul que encanta. Você pode vê-la de cima ou passear de barquinho para conhecer a caverna por dentro.

St. Peter’s Pool

É uma “praia de pedra” onde a galera vai para pegar sol e aproveitar a natureza. Os mais corajosos aproveitam para pular na piscina natural. Chamo de corajosos porque além do pulo, a pessoa ainda tem que enfrentar a água gelada.

Paceville

É o local em St Julians onde quem gosta de festa se encontra, já que reúne a maior concentração de clubes e casas noturnas de Malta. De dia é uma rua comum, mas a noite se transforma em uma efervescência só. O chato é só a quantidade de fumantes por metrô quadrado. Já expliquei para vocês que os malteses fumam muito e isso foi uma das coisas que mais me irritou lá.

Gostou desse conteúdo? Então, reserve sua hospedagem, adquira seu seguro viagem e alugue seu carro através do #KariDesbrava. Você ajuda ao blog e não paga nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Faça seu Seguro Viagem com a Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars

Compartilhe: