Browsing Tag

dicas uruguai

0 In Mais recentes/ Relato dos colaboradores/ Uruguai

Guia de Montevidéu, Uruguai: o que conhecer, etc | Por Gabriella Nunes

Compartilhe:

Na sessão “relato dos colaboradores” de hoje vamos conferir as dicas da viajante Gabriella Nunes sobre Montevidéu, capital do Uruguai. No texto, você confere dicas preciosas de onde trocar o dinheiro, onde se hospedar, o que conhecer, entre outros. Confira:

Quer compartilhar seu relato com outros viajantes? Envie um texto contando como foi sua experiência para o e-mail: karidesbrava@gmail.com

***

Mesmo que não seja tão popular quanto a vizinha Buenos Aires, a capital do Uruguai, Montevidéu, tem seus encantos. A facilidade de acesso leva cada vez mais brasileiros a descobrir o paisito e se você é um deles, abaixo poderá conferir algumas informações úteis para o planejamento da sua viagem.

Que moeda levar e onde trocar?

É verdade que o momento atual (junho de 2018) não oferece a melhor cotação devido a alta do dólar e as turbulências econômicas que enfrentam Brasil e Argentina, vizinhos gigantes que afetam diretamente a pequena economia uruguaia. Ainda assim, com algumas dicas é possível conseguir um melhor rendimento do seu dinheiro.

Leve reais e troque por pesos aqui. As casas de câmbio são muito abundantes em Montevidéu, em quase toda esquina tem pelo menos uma. Mas as que costumam oferecer as melhores cotações estão na principal avenida da cidade, a Av. 18 de Julio, no Centro. Há dezenas delas ao longo da rua, o que permite que você possa comparar os preços enquanto caminha e escolha a que oferece mais vantagem.

Para quem estiver hospedado no bairro de Pocitos ou de Punta Carretas, na Av. 21 de Setiembre há três casas de cambio que também costumam oferecer ótimas cotações: a Cambio Aspen (21 de Setiembre, entre Ellauri e Pedro Berro), a Gales (21 de Setiembre esquina com Ellauri) e a La Favorita (21 de Setiembre, entre Roque Graseras e Tomás Diago).

Dica esperta: Nunca troque no aeroporto! A cotação é muito desfavorável, podendo chegar a quase 30% menos que a média das casas de cambio no centro. Troque somente o suficiente para pagar o táxi do aeroporto ao centro, mas só se realmente for necessário. O restante, deixe para trocar no centro da cidade.

Como sair do aeroporto?

O Aeroporto Internacional de Carrasco está localizado fora de Montevidéu – cerca de 30 a 40 minutos –, o que inevitavelmente encarece o preço da corrida até o centro da cidade. Há quatro maneiras de se locomover do aeroporto até os principais bairros de Montevidéu:

– Táxi: É a opção mais cara, custando entre $1300 a $1700 pesos, dependendo do horário (Aproximadamente R$ 140 a R$ 180).

– Uber: Opção um pouco mais econômica que taxi, mas que só aceita pagamento em cartão crédito. Varia de $400 a $700 pesos (Aproximadamente R$ 45 a R$ 75).

– Vans credenciadas: Possuem um stand dentro do aeroporto e aceitam pagamento em real. Em janeiro/2018 o preço era R $50.

– Ônibus Interurbano: Opção mais econômica, mas que só funciona durante o dia e nem sempre tem espaço para guardar as malas. Custa $60 pesos (Aproximadamente R$ 7). 

>>> LEIA MAIS: O que ninguém fala sobre morar fora do Brasil

Onde se hospedar?

– Bairros mais econômicos: Ciudad Vieja, Cordón, Parque Rodó, Barrio de los Judios.

– Bairros residenciais, de classe média: Pocitos, Punta Carretas.

– Bairros residenciais, de classe alta: Malvin, Punta Gorda e Carrasco. 

Parque Rodó

Minha recomendação: Hospede-se em Pocitos ou Punta Carretas. A maioria dos pontos turísticos da cidade estão localizados na Ciudad Vieja ou em Cordón, porém são bairros que costumam ficar desertos e menos seguros ao anoitecer ou nos finais de semana, quando o comércio fecha. Pocitos e Punta Carretas, embora sejam considerados bairros mais nobres e não tão próximo dos pontos turísticos, são mais seguros, possuem ruas charmosas que podem render lindas fotos, além de muitas opções de cafés e restaurantes interessantes.

Também são bairros ladeados pela orla de Montevidéu (a rambla, como eles chamam por aqui), onde você pode passear tranquilamente e apreciar o pôr do sol no final da tarde. Quanto ao acesso aos pontos turísticos no centro, Pocitos e Punta Carretas são cortados por muitas linhas de ônibus, o que permite o fácil deslocamento para qualquer ponto da cidade.

Já os bairros mais elitistas Malvin, Punta Gorda e Carrasco, embora sejam lindos, ficam muito distantes. Dessa forma, acredito que o custo-benefício não compensa. 

>>> LEIA MAIS: Viajar sozinha é perigoso?

O que conhecer em Montevidéu?

Uma boa pedida, especialmente para quem vai ficar por pouco tempo na cidade, é conhecê-la através do Bus Turístico de Montevidéu. Trata-se de ônibus de dois andares, que percorre todos os pontos turísticos que valem a pena conhecer na cidade. Estão equipados com fones de ouvido, o que permite que durante o trajeto você também possa conhecer um pouco sobre a história de Montevidéu através de áudios em espanhol, português ou inglês.

Ao comprar o ticket, que atualmente custa $689 pesos (aproximadamente R$ 70), você recebe um mapa com o trajeto e os principais pontos de interesse. Você pode descer em cada parada e conhecer com calma os lugares indicados e depois seguir viagem no próximo ônibus – eles passam de 1h em 1h pelas paradas.

Caso você não consiga ver tudo em um dia, é possível continuar o passeio no dia seguinte, pois o ticket tem validade de 24hs. Para mais informações sobre o Bus Turístico, acesse: https://www.busturisticomontevideo.com.uy/

Se você, contudo, é desses que prefere fazer os passeios por conta própria, aqui vai uma lista de lugares que valem a pena conhecer: Em Ciudad Vieja e Cordón visite a Plaza Independencia, Teatro Solís, Puerta de la Ciudadela, Peatonal Sarandí e a Plaza de la Constituición, Fuente de los Candados (na Av. 18 de Julio). Se curte feirinhas de ruas, também não pode deixar de passear na “Feria Tristán Narvaja”, que acontece todos os domingos na rua que leva o nome da feira e que atravessa a Av. 18 de Julio. 

Plaza da Indepedencia

Visite também o imponente Palácio Legislativo, o Mercado Agrícola, passeie pelo Parque Rodó e conheça a Edificio Mercosur – um antigo hotel que se transformou em patrimônio cultural da cidade e hoje abriga a sede de organismos internacionais como o MERCOSUL, a UNESCO e a OEA.

A foto no famoso letreiro de Montevidéu, no bairro de Pocitos, certamente será uma boa lembrança da cidade. E se tiver um tempinho, faça um passeio de bicicleta pela orla até a Plaza de la Armada, em Punta Gorda: lá você terá uma linda vista da cidade e um pôr do sol espetacular no verão.

Sobre o Mercado del Puerto…

Quase todos os turistas que vão à Montevidéu dizem que o Mercado del Puerto é parada obrigatória para quem visita a cidade. Eu discordo. O lugar é totalmente voltado para turistas e abriga dezenas de restaurantes de parrilla (o churrasco uruguaio), que disputam insistentemente os clientes que ali passam.

Os preços não são muito convidativos e, na minha opinião, estão longe de ser a melhor parrillada que você pode comer aqui, apesar de toda a fama que carregam. Talvez seja legal ir apenas para conhecer, mas não acho que se perde muita coisa se isso não for possível.

A noite em Montevidéu

Montevidéu é uma cidade cheia de bares e restaurantes interessantes. E apesar dos preços nem sempre serem tão convidativos, é possível encontrar lugares com propostas e ambientes agradáveis e divertidos. Uma coisa curiosa é que aqui é super comum que os bares, após um determinado horário, encerrem o serviço do restaurante e afastem as mesas, transformando o ambiente numa espécie de baladinha – o que eles chamam de boliche.

Porém, se você está esperando baladas semelhantes as que encontramos no Brasil, não é bem assim. As baladas mais comuns, mesmo as que são mais voltadas para o público jovem, geralmente só tocam cumbia (um ritmo super popular por essas bandas) e por vezes raggaeton.

Festas de música eletrônica ou mesmo de música pop internacional até existem, mas não são muito comuns. Talvez em Punta del Este, durante o verão, seja mais fácil encontrar… Aliás, no verão, muitos bares e restaurantes fecham em Montevidéu e se mudam temporariamente para Punta del Este.

Outras informações úteis sobre preços:

– Preço ônibus urbano comum: $36 (aproximadamente R$4)

– Preço médio de café da manha/lanche: $300 a $450 pesos (aproximadamente R$35 a
R$50)

– Preço médio de almoço/jantar (prato + bebida): $400 a $700 pesos (aproximadamente R$45
a R$75)

– Preço médio de drinks: $180 a $250 pesos (aproximadamente R$20 a R$30)

Outras cidades para conhecer no Uruguai

Colonia del Sacramento, Punta del Este, José Ignacio, Piriápolis, Cabo Polonio, Punta del Diablo… Para informações sobre passagens de ônibus para esses destinos, recomendo dar uma conferida no site do Terminal de Ônibus de Tres Cruces: https://www.trescruces.com.uy/horarios-destinos/ 

Casa Pueblo, em Punta Del Este

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe: