Browsing Tag

Cultura

0 In Belém/ Ilha de Marajó/ Listas/ Pará/ Viagens

8 músicas para vivenciar o Pará

carimbó-para

O Pará é um estado muito rico culturalmente. Sua gastronomia, música e história são fantásticas e encantam qualquer viajante que vai conhecer a terra do açaí. A paixão do povo paraense pelas suas tradições fazem qualquer um sentir orgulho daquele povo e até querer sentir o mesmo orgulho pelo lugar da onde se veio.

Pensando nesse amor pelas tradições, selecionei uma lista com 8 músicas que são a cara do Pará. Algumas conheci durante minha viagem por aquelas terras. Outras descobri pesquisando quando voltei. Mas, independente disso, todas vão fazer você se sentir como se estivesse lá. Aperta o play!

1 – Ai Menina, Lia Sophia

2 – No Meio do Pitiu, Dona Odete

3 – Curió do Bico Doce, Gonzaga Blantez

4 – Voando Pro Pará, Joelma

5- Garota do Tacacá, Pinduca

6 – Carimbó, Banda Calypso

7 – Pout-Pourri Pra Dançar Carimbó | Rebola, Banda Calypso

8 – Meteoro, Banda Iza Show

Bom, essa foi minha seleção musical! Curtiu?

Me conta nos comentários se você acrescentaria mais alguma música!

 

Confira outros posts sobre o Pará:

Pará: diversidade cultural e riquezas do Norte do Brasil

Passeio de barco pela orla de Belém

Review Manga Hostel: hospedagem em Belém do Pará

O que fazer na Ilha de Marajó

Passeio na Fazenda Bom Jesus, na Ilha de Marajó

 

Beijos,
Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Dicas

Saiba o que é o Passaporte Cultural Rio

passaporteamanha - div

Oi pessoal!

Hoje vou falar do Passaporte Cultural Carioca, que é uma ótima oportunidade de conhecer o Rio sem precisar gastar muito. A iniciativa permite que cariocas e turistas curtam espetáculos, exposições, shows e eventos de forma gratuita ou com desconto.

Para isso é preciso se cadastrar no site do Passaporte Cultural Rio e retirar o documento em um dos estandes, que ficam na Barra da Tijuca, Cinelândia e Centro Cultural Banco do Brasil. Você também pode receber o passaporte pelos Correios. O Passaporte é gratuito para brasileiros e turistas pagam R$ 15.

Para retirar seu Passaporte Cultural Rio é necessário apresentar o número do seu CPF acompanhado de um documento com foto. A retirada do passaporte é pessoal e intransferível.

O passaporte é válido de maio a setembro e você deve apresentá-lo nos eventos ou parceiros comerciais cadastrados para ganhar o desconto ou gratuidade.

CONHEÇA MEU CANAL NO YOUTUBE

Foto: Site Cidade Olímpica

Foto: Site Cidade Olímpica

Serviço:

Postos de Retirada: Terminal Alvorada – Avenida das Américas s/n, Trevo das Palmeiras, galeria do Terminal Alvorada, Barra da Tijuca.

Cinelândia – Praça Floriano, s/n, em frente ao nº 31, Centro.

Centro Cultural Banco do Brasil – Rua Primeiro de Março, nº 66, Centro.

E aí gostou da dica? O que você faz para se divertir gastando pouco? Me conta nos comentários

***

Se você gostou deste post compartilhe nas redes sociais. 😉

Beijos,
Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Carioquices

O Rio de Janeiro não é só praia

Subúrbio Carioca

Dias desses vendo fotos do Rio de Janeiro no Instagram (me segue lá: @KariDesbrava) vi um perfil em que achei maneiríssimo. A identificação com o perfil foi imediata já que meu coração, além de ser carioca, é suburbano. <3

Nada contra aos perfis que exaltam nossa natureza, as belas praias e meninas e meninos bonitos que desfilam seus corpos bronzeados pela orla. Pelo contrário, eles também retratam a vida carioca. Entretanto, o @rio.suburbano retrata a vida simples. A vida de um local. De um carioca. Sem glamour. Sem exaltação. Sem faniquitos.

O Rio não é só praia _ kari desbrava

 

O Rio é muito mais que praia. Foi essa frase que me fisgou para o perfil do @RioSuburbano e me fez ter vontade de escrever esse texto. Quando decidi que queria escrever sobre essa cidade, e posteriormente criei este blog, essa foi a justificativa que me motivou.

Não tem como falar do Rio sem falar da Zona Sul, obviamente. Ela é nosso cartão postal. É por ela que turistas conhecem a nossa cidade e aprendem mais um pouco sobre nós. Agora, não podemos reduzir o Rio somente a ela. O Rio é o Centro. O Rio é a Zona Oeste. O Rio é a Zona Sul. O Rio é a Zona Norte. O Rio é o subúrbio. O Rio é a Baixada Fluminense.

Apesar das nossas mazelas (e qual cidade do mundo não tem as suas?), é essa mistura de morro e asfalto que faz de nós o que somos e nos torna únicos. E olha, eu tenho um orgulho danado do que somos. E para retratar a nossa essência selecionei algumas fotos do perfil @rio.suburbano para você também admirar ou conhecer mais sobre a vida do subúrbio carioca. Saca só:

380 festas da Penha. 380 anos de tradição! Uma das MAIORES festividades religiosas do Brasil que durante todos os domingos de Outubro reune fiéis católicos em seu santuário. Hoje a glória da festa se resume aos resquícios dos relatos históricos e das famílias que viveram o fim do explendor cultural suburbano nos últimos 50 anos. Hoje o BRT testemunha no alto da pedreira o santuário que fez sombra para um Largo da Penha inundado por um mar de cores de pele, sons de tambores e cordas, dialetos diferentes, heresias e devoções, peregrinações, seja por trem, carruagens ou a pé. A festa reconhecida por El-Rei de Portugal, Brasil e Algarves, D. João VI, em 1817, hoje vislumabra as poucas barracas que ainda acreditam na força da fé e da cultura, entregues ao medo e ao descaso de uma cidade que virou as costas para o seu passado rural e agora olha apenas o Cristo no alto do Corcovado como sendo seu único e legítimo símbolo. Os piqueniques no gramado, os sons, doces e comidas dos escravos e portugueses, as confusões da polícia reprimindo os profanos, a santidade da velha senhora que trouxe os netos para celebrar Nossa Senhora da Penha de França… Não, eles nunca vão apagar a História… 🙏 #riosuburbano #meuriosuburbano #riodejaneiro #rj #suburbiocarioca #errejota #ruasdazn #zonanorteetc #aboutrio #rindodejaneiro #rionagema #carioquissimo #orionaoesopraia #orionaoesozonasul #orioquenaosemostra #orioquenaosainafoto #rio450 #rio2016 #Penha #FestadaPenha #rotinacarioca #Brazil #BR

Uma foto publicada por Rio Suburbano (@rio.suburbano) em

 

 

Foto do alto de página: Aluísio Ezequiel (@aezequiel)

***

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes sociais. 😉

Beijos,

Kari.



0 In Passeios/ Sambas

Roteiro da Boemia Carioca #2: Beco do Rato

Beco_do_Rato_Kari_desbrava

[Leia o post ouvindo Nascente da Paz – Fundo de Quintal]

O “Roteiro da Boemia Carioca” de hoje vai falar de um reduto do bom samba. E é justamente por ser do samba que muita gente que curte outros ritmos musicais talvez nunca tenha ouvido falar de lá. Eu mesma conheci faz pouco tempo e fiquei completamente encantada com o local. Adivinha de onde to falando? Tchan, tchan, tchan!!! É claro que é do Beco do Rato.

Beco do Rato: Uma ótima opção para quem quer curtir um bom samba

Beco do Rato: Uma ótima opção para quem quer curtir um bom samba Foto: Karilayn Areias

Localizado na Rua Joaquim Silva, na Lapa, o bar abriu em 2005 e de lá pra cá é só sucesso. A primeira coisa que me chamou a atenção foi o cuidado com a decoração. Tem quadros de famosos sambistas “espalhados” cuidadosamente por todos os lados. Também há fotos, uns mini-postes no salão,  o nome de sambistas e compositores cravados na mesa e uma enorme estátua de São Jorge. O dono da casa, seu Márcio Pacheco, responsável também pelo Samba Luzia, é filho de Ogum e por isso a bela homenagem ao santo.  

A programação do local é muito variada. Às terças, a partir das 19h, acontece as “Terças Desamplificadas” que traz uma roda de samba e o espaço para novos compositores mostrarem seus trabalhos e perpetuarem o ritmo que é a cara do Rio. Quinta-feira lá é dia de mais samba, desta vez com a roda sendo comandada por Mosquito e Inácio Rios. Já as sextas, é dia de voz é violão com Bruno Garcia, a partir das 18h.

 

Para comer, tem diversas iguarias. Eu recomendo o sanduíche de linguiça mineira com queijo (lingüiça mineira with cheese sandwich) ou os pastéis que são uma delícia. Quem curte uma cervejinha e um bom samba, não pode deixar de conhecer esse cantinho tão especial do Rio.

Serviço

Beco do Rato. Rua Joaquim Silva, n° 11, Lapa.

 

***

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes sociais.

Beijos,

Kari.

 

 

 



0 In Carioquices/ O que comer no Rio/ Passeios

Roteiro gastronômico e cultural de Benfica

Festival_Cadeg_kari_desbrava

Benfica é um pequeno bairro da Zona Norte do Rio localizado entre São Cristóvão e Bonsucesso.  Antes conhecido por sua violência, depois da instalação da UPP na favela do Arará são outros fatores que chamam a atenção para o bairro. Com um roteiro boêmio, a região esconde riquezas culturais que muitos cariocas e turistas ainda não conhecem. Abaixo listarei um pouco das maravilhas culturais e gastronômicas do local.

Roteiro Gastronômico

Cadeg – É no bairro de Benfica que está o Mercado Municipal do Rio (Cadeg). Lá é possível encontrar de um tudo: flores, queijos, bebidas, boa comida, etc. Para a alegria geral da nação, neste mês de novembro está rolando o 3° Festival Gastronômico onde o bacalhau é o carro-chefe dos principais pratos.  Além disso, a programação conta com apresentação de uma banda cover do Legião Urbana e um campeonato de boxe. Legal, né?

Quem curtiu a ideia, pode aproveitar o festival até o dia 22 deste mês. Mas, independente do festival ou não, a Cadeg é um lugar muito legal de se conhecer, principalmente se você está em busca de boa comida.

O Mercado Municipal do Rio é um boa opção por quem procura por boa comida Foto: Taísa Azevedo

O Mercado Municipal do Rio é um boa opção por quem procura por boa comida Foto: Taísa Azevedo

Zinhos Bier- Com uma pizza dos deuses, o Zinhos Bier é referência gastronômica da região. Do churrasco a boas sobremesas, o restaurante tem um cardápio variado. Outra boa pedida do bar é a promoção chopp brahma de 350 ml por 2,50, de terça a quinta-feira, das 16 às 19h. Sempre bom lembrar que o estabelecimento oferece wi-fi grátis.

Adonis – A marca do bar é o chopp gelado. Há quatro opções para os amantes da bebida: tulipa grande, a versão schnitt (com bastante colarinho e servido na pressão), no tamanho garotinho e na versão black, com 500ml e servido em copo especial. Já a estrela do cardápio da casa é o bacalhau, com destaque para o saboroso bolinho de bacalhau.

Roteiro Cultural

Samba de Benfica – Com quatro anos de existência, o “Samba de Benfica” realiza uma roda de samba no segundo domingo de cada mês, a partir das 15h. A roda de samba surgiu depois de um grupo de amigos se reunirem para tocar o ritmo carioca.  A entrada para curtir a boa música é gratuita.

Foto: Flávio Santos/ Reprodução Facebook

Roda de Samba “Samba de Benfica” Foto: Flávio Santos/ Reprodução Facebook

E aí, que tal aproveitar o fim de semana pra apreciar uma boa comida e cair no samba?

 

Serviço:

Cadeg. Rua Capitão Felix, 110, Benfica. Te.: (21) 3890-0202 / 3526-5717.

Zinhos Bier. Rua São Luís Gonzaga, 2330, Benfica. Tel.: (21) 3890 1704.

Adonis. Rua São Luiz Gonzaga, 2.156 – Loja A, Benfica. Te.: (21) 3890-2283.

Samba de Benfica. Rua Professora Esther de Melo, altura do número 260, Benfica.

 

***

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes sociais. 😉

 

Beijos,

Kari.

 

 

 

 



0 In Agenda

Agenda do fim de semana – Rio de Janeiro

Visualismo

Heeeeey!

Hojé é sexta-feira! Dia de farrear, curtir a doidado ou simplesmente descansar depois daquela semana cansativa. Para celebrarmos o nosso tão merecido fim de semana e fazer jus a agenda de eventos que tem contemplado o Rio resolvi listar o que vai bombar nos dias 11, 12 e 13 deste mês. Confere os baphos:

Eventos movimentam fim de semana no Rio de Janeiro

Eventos movimentam fim de semana no Rio de Janeiro

Art Rio

Quando? Dias 11, 12 e 13, de 13h às 21h.

Onde?  Entrada principal do Pier Mauá (em frente à Praça Mauá). Rua Rodrigues Alves, 10, Centro.

Quanto? R$ 30,00 inteira | R$ 15,00 meia-entrada. Ingressos à venda na bilheteria do evento.

Mais informações: http://www.artrio.art.br/pt-br/noticias/informacoes-importantes-sobre-artrio-2015

 

Rolé Carioca – Campo de Santana

Quando? Sábado (12/09),  às 10h.

Onde? Campo de Santana, Centro.

Quanto? Entrada franca.

Mais informações: https://www.facebook.com/events/1488825634763252/1490110174634798/

 

Baile do Amor

Quando? Sábado (12/09), às 22h.

Onde? Espaço Bella Vista. Rua Jardel Jercolis, 50, Glória.

Quanto?  1 Lote: 20,00| 2 Lote: 30,00 | 3 Lote: 40,00

Mais informações: https://www.facebook.com/events/1042382485774212/1052856664726794/

 

Festival de Food Truck

Quando? Hoje de 17h às 22h, Sábado e domingo (12 e 13) das 13h às 22h.

Onde? Jardim do Méier. Rua Arquias Cordeiro, 404-416, Méier.

Quanto? Entrada Franca.

Mais informações:  https://www.facebook.com/events/996902477029146/

 

Rocky Spirit

Quando?  Sábado (12/09) e domingo (13/09), a partir das 17h30.

Onde? Parque dos Patins. Avenida Borges de Medeiros, s/n, Lagoa.

Quanto? Entrada franca.

Mais informações: http://rockyspirit.com.br/

 

Visualismo 

Quando? Hoje e sábado (12/09), a partir das 17h.

Onde?  Praça Mauá, 2, Centro.

Quanto? Entrada franca.

Mais informações: http://visualismo.com.br/

 

Rio Parada Funk

Quando? Domingo (13/09), de 10h às 20h.

Onde? Largo da Carioca e Praça Tiradentes, ambos no Centro.

Quanto? Entrada franca.

Mais informações: https://www.facebook.com/events/914865245232897/

 

Ufa! Quanto evento minha gente, rs. E vocês, conta pra mim qual é o seu plano nos comentários!

Quer conhecer mais sobre o Rio de Janeiro? Então você vai gostar de ler quais sãos as estátuas mais legais da cidade, como foi meu dia de aventura e ecoturismo ou saber mais sobre Museu de Arte do Rio.

 

Beijos,

Kari.

 



0 In O que fazer no Rio/ Passeios

Um dia na Feira de São Cristóvão

Feira_de_são_cristovao_Kari_Desbrava

Fala pessoal! 😉

Como vocês estão?

Na semana passada, mais precisamente no Dia dos Pais, resolvi levar minha coroa, que é nordestina, a Feira de São Cristóvão. E claro, pensei: isso merece ser postado no blog. E aqui estou para contar a vocês o quão legal é a feira.

Localizada no bairro de São Cristóvão, dãaaaa, a feira reúne tudo de mais gostoso da cultura nordestina. E tô falando das comidas, das bebidas, dos artesanatos, da música. Tudo, tudinho mesmo, reunido em um só lugar.

Com minha tia como guia, acho que herdei esse gosto de mostrar as coisas legais para as pessoas hehehe, fomos ao restaurante Chiquita. Lá comemos um bolinho de carne seca como entrada e depois um churrasco de carne de sol, que de tão bom esqueci de tirar foto. :(

Bolinho de carne seca do Chiquitita: uma delícia

Bolinho de carne seca do Chiquita: uma delícia

O local me encantou, não somente pela comida, que é dos Deuses, mas também pela decoração. Tudo muito bem pensado, como artigos nordestinos usados na dança do bumba meu boi até a Maria Bonita, que aparece do meu lado na foto abaixo. Além disso, também andamos pelas diversas lojinhas e me esbaldei nos artesanatos. Paramos um pouco para observar a galera curtindo o forró e apreciamos um pouco dos shows que estavam rolando nos dois palcos que tem lá.

Desbravando a Feira dos Nordestinos ?? #karidesbrava #feiradesaocristovao #riodejaneiro #nordeste

Uma foto publicada por Kari Desbrava (@karidesbrava) em

 Por fim, antes de irmos embora, paramos no museu que tem dentro do pavilhão. Essa pra mim foi a parte mais emocionante, já que ao entrar demos de cara com uma maquete que retratava o cotidiano simples do Nordeste e a escultura de um caminhão pau-de-arara, que me fez lembrar meu avô, que foi agricultor. Um homem simples, mas sábio.

? #karidesbrava #feiradesaocristovao

Um vídeo publicado por Kari Desbrava (@karidesbrava) em

Feira em três momentos: A decoração do restaurante Chiquita, o corredor do pavilhão e um pouquinho da culinária

Feira em três momentos: A decoração do restaurante Chiquita, o corredor do pavilhão e um pouquinho da culinária

Caminhão pau-de-arara

Caminhão pau-de-arara

Lá também garanti minha foto com Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, e Padre Cícero. Até fiz meus pedidos a ele, quem sabe não ganho aquela forcinha divina, hahaha.

Eu com o Luiz Gonzaga e Padre Cícero

Eu com o Luiz Gonzaga e Padre Cícero

Minha mãe adorou revisitar um pouquinho das origens dela. E se você quiser visitar a feira, ela fica no Campo de São Cristóvão, s/n . Seu funcionamento é de terças às quintas, das 10h às 18h, com entrada franca. Já às sextas, sábados e domingos, o valor do ingresso custa R$ 3, exceto nos dias de grandes shows, que não costumam ser muito mais caro que isso.

Para chegar lá a melhor opção é o ônibus, já que a estação de metrô mais próxima fica do outro lado do bairro e é uma boa caminhada. Se for de carro, por lá tem estacionamento enorme que custa em torno de 10 reais a noite toda.

Tem alguma história na Feira de São Cristóvão? Conta para mim nos comentários! E para finalizar este post, curtam o gostinho de um bom forró.

***

Se você gostou deste post compartilhe nas redes sociais.

Beijos,

Kari.

 



1 In O que fazer no Rio/ Passeios

Visita ao Museu de Arte do Rio (MAR)

Museu_de_arte_do_Rio_Kari_Desbrava

Vou contar para vocês como foi a visita ao Museu de Arte do Rio (MAR). O MAR fica na região da Zona Portuária do Rio e tem visitação gratuita todas as terças-feiras. Por causa dos 450 anos do Rio, aos domingos aqueles que tiverem o passaporte dos museus (tema do próximo post) também poderão visitá-lo sem pagar nada.

Mais voltando ao MAR, ele tem uma vista SEN-SA-CI-O-NAL e a visitação é feita de cima para baixo. Ou seja, você começa a visita sendo contemplado com uma bela vista como mostra a foto abaixo:

7cf25b_44eeb632c7034faab9e5edea0b63b9c4

Depois de ficar deslumbrado com a paisagem e tirar diversas fotos, é hora de conhecer o museu. :) As exposições vão variar de acordo com o calendário estipulado pelo instituição. No dia que eu fui, era Dias das Mães (sim, levei minha coroa para conhecer o museu :] pedido dela, viu!) e vi a exposição “Do Valongo a Favela: imaginário e periferia”, que trazia toda um reflexão sobre essa temática.

7cf25b_a9d05110313b4eb9b166fb578fe72fbe

7cf25b_923c9da302634fcb8ed2c449bf4eb9bd

Além dela, também estavam em cartaz um mostra sobre o fotógrafo Kurt Klagsbrunn e outra abordando o tema transporte gratuito. Também conferimos (eu e minha coroa) a exposição fixa do Projeto Morrinho, que fica no térreo. Foi muito legal ficar tentando achar o nome das comunidades que conheço, hahaha (Abraços Arará!).

7cf25b_5bfecd70b01b4aada1b381be2a2954c7

Por fim, tomamos um café com pão de queijo na lanchonete dentro do museu. Os preços são bem salgadinhos, mas se você tiver com uma graninha para pagar vale a pena.

7cf25b_2dbb7edc947b4a1287fbc33c368df2dc

É isso pessoal! Se você gostou desse post não se esqueça de clicar em curtir e compartilhar ele com seus amigos.

Abraços!

 

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox
Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox