10 In Carioquices/ O que comer no Rio/ O que fazer no Rio/ Rio de Janeiro

Manual de sobrevivência: Carnaval no Rio de Janeiro

carnaval_kari_desbrava

O Carnaval tá chegando e a Cidade Maravilhosa se prepara para a folia. Essa festa, seja na Sapucaí, seja na rua com os famosos blocos, encanta turistas do mundo todo. Eis então, o motivo deste post. Uma ajudinha para quem decidiu passar esses quatro dias por aqui. Um verdadeiro manual de sobrevivência para quem quer aproveitar o melhor do Rio de Janeiro.

A cidade do Rio

Como uma metrópole, o Rio de Janeiro é cheio de contrastes. E eles já começam na geografia da cidade. Cercado pelo mar e por montanhas, a chegada ao Rio pode ser algo que te deixa literalmente de boca aberta por causa da vista.

Rio de Janeiro_Kari_Desbrava

Além disso, tem toda aquela coisa da desigualdade social, que também é bem visível durante um passeio. Aqui, favela e asfalto andam literalmente junto & misturado. Que honestamente, é o grande charme do Rio.

Por conta dessa mistura, temos um dos maiores carnavais do mundo, com desfiles das escolas do Grupo Especial, Grupo A e as escolas mirins na Sapucaí e os 452 blocos (número de blocos oficiais deste ano!!!) que põe os foliões para dançar.

Dicas Gerais

Para aproveitar o melhor da Carnaval no Rio, separei algumas dicas. Diferente de outras cidades do Brasil, o Carnaval por aqui é na cidade toda. No Centro, da Zona Sul a Zona Norte, na Zona Oeste. Em todo canto vai ter um bloquinho passando. Por isso, é bom ficar atento a algumas questões. Vamos a elas:

Não use carro

Ir de carro para bloco ou para os desfiles na Sapucaí é furada na certa. Vai ser difícil de achar um lugar para estacionar, sem falar no trânsito de pessoas, que em alguns locais podem ser milhares, ruas fechadas, interferindo na sua rota. Olha, motivos para deixar o carro em casa é o que não falta. Por isso, dê preferência para usar o transporte público. Com o metrô, você consegue se deslocar para os principais eventos que rolam na cidade nesta época do ano, sem transtorno. Ah, vale lembrar que durante o Carnaval o Metrô Rio funciona 24 horas. (Podia ser sempre assim, né??!)

Leia mais: 5 aplicativos para ajudar você a se virar no Rio de Janeiro

Saiba para onde vai

Saber para onde vai está intimamente ligado a dica acima. Se você sabe para onde quer ir vai conseguir se planejar como chegar no local desejado, sem precisar apelar para um táxi ou Uber e gastar uma grana com deslocamento. Como falei acima, dê preferência para o transporte público.

Banheiros

Achar banheiros durante o Carnaval pode ser uma missão complicada. A Prefeitura disponibiliza os banheiros químicos, mas eles estão longe de dar vazão para a quantidade de pessoas que vem para a cidade. Por isso, quando pintar aquela vontade de ir ao banheiro, vá logo! Assim, você evita fazer xixi na rua. Além de sem uma falta de educação tremenda, fazer xixi na rua pode render multa no valor de R$ 510.

Visual leve

O Rio é uma cidade tropical. Por isso, o clima aqui é quente e úmido. Normalmente, é um solzão durante o dia, com sensação térmica pra lá de quente, com chances de pancadas de chuvas durante a noite. Ou seja, usar roupas pesadas e com muito tecido durante o dia não é uma boa ideia. Dê preferência para tecidos leves e roupas fresquinhas.

Usar um bom tênis para não machucar o pé com latas, garrafas, entre outros objetos, também é uma boa pedida. E não esqueça dos óculos de sol e protetor solar.

Ah, também vale carregar uma capa de chuva ou guarda-chuva caso você não queira correr o risco de se molhar.

Hidratar sempre

Por causa do tempo quente, é sempre bom se hidratar. E não tô falando de bebida alcoólica e sim de água mesmo. Intercalar a cerveja com copos d’água é uma forma de evitar a ressaca  e ter mais disposição no dia seguinte.

Segurança

Resolvi abrir um tópico especialmente para segurança por motivos meios óbvios. Infelizmente, o Rio de Janeiro é manchete por vários casos de violência. Não tô aqui para fazer alarde, pois toda metrópoles sofre com problemas de segurança.

“Ah, então por qual motivo abriu um tópico só para falar disso?”

Para alertar e desmistificar algumas coisas. Primeiro, é preciso ter cuidado em qualquer parte do mundo. E aqui no Rio, indico não andar com objetos de valor como cordões e celulares a mostra. Furtos e roubos desses objetos infelizmente são muitos comuns por aqui. Então, para evitar dor de cabeça tenha atenção.

Uma outra dica, é não levar para o bloco seu smartphone de última geração e sim um celular mais velhinho. Assim se acontecer algo, você não terá um grande prejuízo. Ou então, use uma doleira. E coloque nela somente o essencial.

Nada também de anda por ruas escuras, desertas e todas aquelas medidas de segurança que normalmente temos.

De resto, se joga e aproveita!

Como se locomover

Metrô

Se você vai para os blocos do Centro ou da Zona Sul, a melhor forma de chegar é de metrô. Assim, você evita ficar preso no trânsito e perder a festa. Para usar o metrô no Rio é muito fácil. Compre um bilhete pré-pago na bilheteria e recarregue-o sempre que os créditos estiverem acabando. Desta forma, você evita ter que ficar circulando com muito dinheiro por ai sem falar que evita pegar filas, economizando tempo.

O Rio tem três linhas: 1, 2 e 4. A linha 1 vai de Botafogo à Pavuna. A 2 da estação Uruguai até General Osório/Ipanema. E a 4 de General Osório até Jardim Oceânico (na Barra da Tijuca).  Durante o Carnaval, o metrô funciona 24 horas e não é preciso fazer baldiação na estação Estácio.

Se você vai para o Sambódromo deve descer na Estação da Praça Onze (linha 1) e caminhar até o até a Av. Marquês de Sapucaí.

VLT 

De VLT você pode passear pelas principais ruas do Centro do Rio. Logo, ele é uma ótima opção se você deseja curtir os blocos por essa região. Além disso, o VLT passa pela Rodoviária Novo Rio e pelo Aeroporto Santos Dumont, pontos de chegada e partida da cidade. Outro fator positivo, é que ele passa por diversas estações de metrô e por atrações como a Orla Conde, onde fica o Museu do Amanhã, o Museu de Arte do Rio, o grafite “Etnias”, pintado pelo Kobra, o Aquario, entre outras.

Mapa das estações do VLT Foto: Reprodução

Mapa das estações do VLT Foto: Reprodução

BRT 

O BRT passa por boa parte da Zona Norte, Oeste e tem integração com o metrô facilitando a vida de quem quer chegar na Zona Sul e Centro. Existem duas linhas: BRT Transoeste e o BRT Transolímpica, como é possível ver na imagem abaixo. Dependendo do lugar da cidade para onde você vai, ele é uma boa opção.

mapa-estacoes_brt_kari_desbrava

Clique na imagem e veja o mapa ampliado

Ônibus

De ônibus você consegue se deslocar pelo Rio todo. Apesar da variedade de linhas, durante o Carnaval não é a melhor opção, devido as interdições de trânsito. Sem falar, no risco de ficar preso no engarrafamento. Realmente, se você tiver indo para a muvuca, opte pelo metrô e/ou BRT/VLT.

Onde se hospedar

– Ibis Botafogo, Copacabana e Centro

A rede Ibis é uma rede de hotel que preza pelo conforto e preço em conta. Apesar de não ter me hospedado nos hotéis da rede que ficam na Cidade Maravilhosa, me hospedei no Ibis de Belo Horizonte e adorei a experiência. Levando em consideração que geralmente redes de hotel seguem o mesmo padrão, o Ibis e uma ótima opção.

-Hostelzinho Vidigal 

O Hostelzinho Vidigal é um hostel que fica na Favela do Vidigal. Se você não conhece uma comunidade carioca e tem curiosidade, ele pode ser uma boa opção. Lembrando que a favela do Vidigal é pacificada.

Além disso, no Vidigal você pode conhecer o Bar da Laje e fazer a trilha do Morro Dois Irmãos, uma das mais bonitas vistas do Rio.

-Casa Francisco

Localizada em Santa Teresa, a Casa Francisco é super bem avaliada pelos viajantes no Booking. Com nota 9,5, quem se hospedeu nela avaliou bem os quesitos: limpeza, conforto, localização, comodidade, funcionários e custo-benefício.

– Airbnb

Se você não curte hostel, nem pousada e não quer gastar rios de dinheiro em um hotel um boa opção é se hospedar através do Airbnb. Nesse post contei como funciona o serviço, além de trazer a experiência de outros viajantes que já usaram a plataforma. Outro ponto que deve ser destacado, é que no Airbnb você se hospeda na casa de um local. Logo, você verá a cidade através dos olhos deste morador.

Se você se interessou por essa experiência, receba R$ 100 de desconto em sua primeira aventura na plataforma!

Você também pode procurar mais opções de hospedagem no Booking.com. Assim você ajuda o Kari Desbrava a continuar produzindo conteúdo de qualidade sem pagar nada a mais por isso!

Onde comer

– Dona Olinda 

Com um buffet variado, o Dona Olinda é uma alternativa para quem está hospedado na Barra da Tijuca. Com boa comida, a padaria e restaurante também tem vista para a praia do Pepê.

Pães e bolos

– Bar da Laje

Localizado no Vidigal, o Bar da Laje é um restaurante point da cidade. A comida é gostosa e tem uma vista de cair o queixo. Recomendo o espetinho de Salsichão com um cerveja, ou então, a feijoada.

Bar_da_Laje

– Cadeg

O Cadeg é uma espécie de mercadão do Rio de Janeiro. Ele fica em Benfica, na Zona Norte do Rio. Lá você encontra bons restaurantes e lojas que vendem diversos artigos, como bebidas, comidas, plantas, flores, entre outro.

– Confeitaria Colombo

Tradicional, a Confeitaria Colombo é um ponto turístico da cidade. Fundada em 1894, o prédio tem arquitetura que remete a época em que o Rio era capital da República. Vale o passeio pela comida e sem dúvida nenhuma pelo ambiente.

A Colombo também criou uma filial no Forte de Copacabana e recentemente no aeroporto do Galeão. Apesar de ambas terem os mesmos quitutes, a mais bonita arquitetura com certeza é a da original.

– Arab

O Arab é um restaurante de comida árabe que fica na Lagoa Rodrigo de Freitas. Visitá-lo vale tanto pela comida quanto pela vista, que mais uma vez, é exuberante.

O que fazer

Os pontos turísticos clássicos:

-Corcovado

O Morro do Corcovado certamente é o ponto turístico mais conhecido do Rio. É lá que fica o Cristo Redentor e a vista mais linda da cidade (acho que já disse várias vistas mais lindas nesse texto, mas é que o Rio tem muita vista linda e não consigo eleger somente uma, ok?). Visitá-lo é quase uma obrigação quando se vem ao Rio.

E há diversas formas de chegar no Cristo, mas as mais comuns são: de van — com pontos de partida no Largo do Machado, Copacabana, Barra da Tijuca e Paineiras — ou de trem, com ponto de partida no Cosme Velho. Se for de van,   recomendo a parada no Centro de Visitantes das Paineiras, inaugurado antes dos Jogos Olímpicos 2016. 

Corcovado_kari_desbrava

-Pão de Açúcar

O bondinho do Pão de Açúcar também é bem conhecido por turistas. A atração fica no bairro da Urca, na Zona Sul da cidade.  Os ingressos para visitação custam R$76 para adultos. Menores de 6 anos não pagam. O horário de visitação é de 8h às 19h50.

Serviço: Av. Pasteur, 520 – Urca. Tel. 2546-8400

-Praias de Copacabana e Ipanema

Copacabana e Ipanema são dois clássicos cariocas. Passear pela orla das duas praias é um programa e tanto. Você também pode andar de bicicleta, patins, skate, jogar vôlei, altinha. A regra aqui é se divertir. 

ipanema_kari_desbrava

-Vista Chinesa

A Vista Chinesa é um mirante em estilo chinês que fica no bairro do Alto da Boa Vista, dentro da Floresta da Tijuca. De lá você consegue ver o Corcovado, o Pão de Açúcar e o Morro Dois Irmãos.

-Centro histórico e Lapa

Muita gente quando lembra do Rio só  fala das belezas naturais. O que algumas pessoas esquecem é que o Rio de Janeiro já foi a capital da república e muito da história do Brasil aconteceu por aqui. Tanta história é refletida na arquitetura da cidade e monumentos. A maioria deles pode ser visto na região Central da cidade que engloba áreas como Centro, Praça Mauá/Zona Portuária e Lapa.

No Centro é possível conhecer o Theatro Municipal, o Museu de Belas Artes, o Real Gabinete Português de Leitura, a Cinelândia, entre outros prédios que guardam um pouco do que foi a cidade.

Na Lapa, você encontrará muita diversão e badalação seja nos bares, casas de festa ou na rua. A Lapa aqui no Rio é o local onde todas as tribos se encontram e convivem.

Sai do óbvio 

Parque das Ruínas e Santa Teresa

O Parque das Ruínas fica em Santa Teresa e tem uma das vistas mais bonitas do bairro. O local também tem um Centro Cultural com programação para toda família. É um bom passeio para casal, família, amigos e até mesmo sozinho. 

7cf25b_97e906b800164841a9e82f8b58e51b20

O bairro de Santa Teresa também é um espetáculo a parte com muitos bares e ateliês. O passeio por ele com certeza é encantador.

Serviço: Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre, 169 – Santa Teresa. Telefone: (21) 2215-0621/2224-3922

– Grumari

Grumari é o paraíso escondido. É uma praia rústica e relativamente vazia, se comparado com as praias da Zona Sul, que fica na Zona Oeste da cidade. Para chegar lá, só com carro.  Leia mais sobre esta praia neste post.

grumari_kari_desbrava

– Joatinga 

Bonita por natureza. Assim defino a Joatinga. Com cerca de 300 metros de faixa de areia, a praia é pequena mais é uma graça. Com um ar mais rústico do que outras praias urbanas, a Joatinga consegue ser ainda assim aconchegante. Leia mais sobre esta praia neste post.

Vista da Praia da Joatinga Foto: Karilayn Areias

Vista da Praia da Joatinga Foto: Karilayn Areias

– Voe de asa delta

Uma das experiências mais loucas e gostosas que já fiz e que recomendo para todo mundo. O Rio tem uma das pistas de vôo livre mais conhecidas do mundo e com uma vista (de nooooovo) incomparável!

Leia mais sobre como é voar de asa delta neste post.

DCIM104GOPRO

-Trilha da Pedra do Telégrafo

Essa trilha virou modinha no Instagram e viralizou na vida real. É lá que as famosas fotos em que a pessoa fotografada parecia estar a beira do precipício são tiradas. A trilha é um pouco puxada, mas vale cada segundo. E imagina qual o motivo de valer tanto? … Dessa vez não vou nem responder, hehehe

Pedra_do_telegrafo_kari_desbrava

– Trilha do Morro da Urca

Com tanta beleza natural o que não falta no Rio é trilha para fazer. E uma opção bem tranquila, até para aqueles que não estão acostumados com aventura, é a trilha do Morro da Urca. Com subida moderada, o tempo médio de duração da trilha é de 45min.

KariDesbrava Morro da Urca Trilha

Quanto custa viajar para o Rio de Janeiro?

De acordo com o site Quanto Custa Viajar, uma viagem para o Rio custa em média R$ 105 por dia. Fiz uma simulação de 8 dias na cidade maravilhosa e viajando no modo mochileiro, a média de gasto total da viagem é de R$ 993. No modo econômico, a estimativa é de que cada pessoa gaste R$ 1.532 durante a viagem. Já no modo conforto, uma viagem para o Rio pode custar em média R$ 3.134. 

Para visualizar a simulação clique aqui.

Uma coisa que gosto de ressaltar é que esses gastos são uma estimativa. Você pode gastar mais ou menos dependendo do seu modo de viagem e prioridades. Os valores acima são somente um norte para quem deseja planejar uma viagem ao Rio.

‘Top 100 atrações do Rio de Janeiro’

Se você quer mais dicas de como se divertir no Rio de Janeiro baixe o e-book ‘Top 100 atrações do Rio de Janeiro’. A publicação, feita por blogueiras do coletivo De Viagem em Viagem e colaboradoras, é GRATUITA e tem dicas de praias, trilhas, rodas de samba, Rio com crianças, Rio em dias de chuva, restaurantes, entre outros.

CLIQUE AQUI E BAIXE O E-BOOK

ebook_kari_desbrava

E aí, ficou alguma dúvida? Me conta nos comentários que a gente conversa!

Ah, e se você gostou deste post compartilhe nas redes sociais :)

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



You Might Also Like

10 Comments

  • Reply
    Matheus Crespo
    24/02/2017 at 19:11

    Nossa Kari que post mais sensacional mandou muito bem.
    Realmente é pegar essas dicas e ir curtir o carnaval despreocupado.

  • Reply
    Gê Azevedo - Mineiros na Estrada
    24/02/2017 at 19:37

    Kari, que guia completão!
    Serve para a vida, não só para o carnaval, não.
    Vou compartilhar!
    Beijos!

  • Reply
    Beneth Santana Torquato
    25/02/2017 at 09:39

    Ahhh O Rio de Janeiro… Realmente uma cidade maravilhosa! Confesso que não sou muito de carnaval, mas o do Rio eu quero muito conhecer!

  • Reply
    Taís
    25/02/2017 at 11:19

    Que legal suas dicas, Kari! Tenho certeza que vão ajudar bastante quem estiver indo passar o Carnaval por aí! :)

  • Reply
    Carlos Roberto e Gleidys
    25/02/2017 at 18:19

    Muito legal, útil e completo. Linkando

  • Reply
    Dayana
    26/02/2017 at 06:58

    O Rio é uma cidade rica de atividades e coisas bacanas, né? O negócio é saber driblar os bloquinhos nesse período de carnaval. hahaha Ou então: se misturar a eles! 😛

    Ótimo post!

  • Reply
    Adriana Magalhães Alves de Melo
    26/02/2017 at 09:02

    Post maravilhoso! Já vou compartilhar!

  • Reply
    Juliana Brandao
    26/02/2017 at 15:31

    Adorei as dicas. O Rio é lindo mesmo, tenho que concordar, afinal tenho muito amor pela minha cidade!
    E gostei de lembrar a da doleira para o carnaval. Sempre saí com ela e foi tranquilo, afinal é uma cidade grande com mais gente do que o normal, logo todo cuidado é pouco com nossos pertences.
    Adorei também as dicas de restaurantes!
    Parabéns!

  • Reply
    Fran Agnoletto
    26/02/2017 at 20:02

    Sonho em conhecer o carnaval do Rio.
    Quem sabe tiro esse sonho do papel em 2018 e aproveito suas dicas.

  • Reply
    Naiara Back de Moraes
    28/02/2017 at 18:13

    Desde que me mudei pra Portugal, o Carnaval foi uma data extinta da minha vida. Mas ainda tenho esperanças de vivênciar um Carnaval de verdade. E se for pro rio, tenho aqui tudo o que preciso 😀

  • Leave a Reply

    Inline
    Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox
    Inline
    Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox