0 In Passeios/ Recentes

Ladeira do Castro: Uma galeria a céu aberto em plena Lapa

ladeira-do-castro_kari_desbrava

Uma ladeira colorida e que chama atenção em meio aos caos da Lapa. É assim que conheci a Ladeira do Castro, uma ruela que liga Santa Teresa a Rua do Riachuelo. Na verdade, o mesmo personagem (o Barbudinho) grafitado em todos os cantos possíveis deste bairro boêmio é que me fizeram olhar para ela.

ladeira_do_castro_entrevista_kari_desbrava

Painel do Cazé na Ladeira do Castro Foto: Reprodução/Facebook

Lá estava ele, o Barbudinho, de novo desenhado em um dos muros da Ladeira do Castro. Aí reparei que tinha outro grafiti. E outro. E outro. E vários. Curiosa que sou, fui pesquisar quem era o criador do Barbudinho e aí descobri um maravilhoso trabalho: o da revitalização daquela ladeira esquecida em pleno centro do Rio.

Tal trabalho me fez entrevistar o Fernando Sawaya, ou melhor o  Cazé, criador do personagem Barbudinho e de tantos outros grafites espalhados por aí. Com vocês, um pouquinho dessa arte (que amo <3), da história do Cazé e claro, da Ladeira do Castro.

Kari: Seu trabalho me chamou atenção por estar em muitos muros da Lapa e pelo personagem, conhecido como Barbudinho. O que te inspirou a criar o Barbudinho? É um autorretrato?

Cazé: O Barbudinho surgiu da vontade de apresentar um personagem que fugisse dos padrões estéticos. Começou com um traço bruto, sem olhos e boca. Depois passou a ter expressões faciais. Hoje em dia o personagem é bem parecido comigo. Quase um autorretrato. Porém, não foi proposital. Nunca pensei em fazer um autorretrato, simplesmente nasceu esse personagem. 

Como você começou a grafitar na Lapa? Sempre passo por aqui e vejo seus desenhos nos muros… 

Moro na região Centro-Lapa fazem 5 anos. Desde então vem colorindo os muros da região. 

O seu trabalho na Ladeira do Castro é muito bonito. Como surgiu a ideia de começá-lo? Você se inspirou no Beco do Batman, em São Paulo, para criá-lo? 

O projeto começou em novembro de 2015. Estava pintando o meu primeiro painel de grafite na Ladeira do Castro quando percebi o grande potencial do lugar em se tornar uma Galeria de Arte a Céu Aberto. Logo, foi neste dia que idealizei o projeto que possui o mesmo nome da rua: Ladeira do Castro. Junto com a minha sócia, Luciana Vasconcellos, construí o projeto.

ladeira_do_castro_kari_desbrava

Alguns dos grafittes feitos por diversos artistas na Ladeira do Castro Fotos: Karilayn Areias

A Ladeira do Castro é uma rua estreita que liga Santa Teresa ao Centro do Rio de Janeiro, bem próxima à Lapa. Parece que ela está escondida entre esses bairros, com a sua estrutura antiga de paralelepípedos, é difícil imaginar a distância que ela percorre. Ela é transversal a rua Riachuelo e termina no Largo dos Guimarães. No meio da ladeira podemos observar o relógio da Central do Brasil.

Atualmente há mais de 70% de muros ocupados por intervenções artísticas – grafites, colagens, painéis de pastilhas cerâmicas, crochê, renda.

O Beco do Batman é uma referência muito conhecida no Brasil, sendo comum as pessoas associarem a Ladeira do Castro ao Beco do Batman. Porém, existem outras galerias de arte a céu aberto no cenário brasileiro. A arte urbana é uma arte democrática presente no espaço público, logo, é natural a construção espontânea de galerias de arte a céu aberto.

Há manutenção dos desenhos? Com que frequência? 

As intervenções artísticas na Ladeira do Castro ainda não tiveram manutenção porque o projeto é recente. A proposta do projeto é que haja constante renovação das intervenções artísticas.

Como você iniciou no graffiti

Amo arte desde pequeno. Comecei desenhando quando criança. Na adolescência descobri o grafite e a cada dia quero aprender mais tipos de arte. Sou um artista versátil… Domina as áreas de grafite, pintura a óleo, ilustração e motion design. Grafito há mais de 15 anos e trabalho como ilustrador há 5.

caze_entrevista_kari_desbrava

Cazé na exposição Som da Lata, na Galeria Upoint, no Beco da Codorna, em Goiânia Foto: Ricardo Pereira/Reprodução Facebook

De lá pra cá, já tive minhas artes exibidas em 11 exposições. Mais recentemente realizei a exposição “Som da Lata” em Goiânia; Também idealizei e produzi a exposição “Onde Leva a Rua”, no Rio de Janeiro além da curadoria e produção da exposição “Mini Graffiti”, no Rio de Janeiro.

Dos graffitis que já criou tem algum que seja seu xodó? Qual?

Gostou muito do mural feito no Beco das Artes, Ilha da Gigoia.

barbudinho_caze_entrevista_kari_desbrava

Grafite feito no Beco das Artes, na Ilha da Gigóia

Como a arte urbana modifica as cidades?

Acredito que a cultura e a educação são dois pilares importantes para o desenvolvimento de uma cidade.

Por trabalhar na rua você deve ter contato com variados tipos de pessoas.  Já teve alguma experiência curiosa?

A abordagem das pessoas é muito positiva. Busco sempre evoluir como pessoa e como artista. Então, tenho um interesse grande em dialogar com as pessoas, em ouvi-las, aprender com todos a minha volta. Gosto de me relacionar com todo mundo.

Um experiência curiosa foi quando estava pintando na Tijuca e ganhei uma caixa de bombom de uma moradora idosa, 20 reais de uma pessoa que passou em frente ao graffiti e uma garrafa de água de um dono do bar próximo. Tudo no mesmo dia.

Qual o seu desejo para o Rio de Janeiro?

Desejo incentivo à cultura e à educação, pois só assim uma cidade deixa de ser partida.

 

Se você quiser acompanhar o trabalho do Cazé pode seguir ele nas redes sociais:

Facebook Cazé: https://www.facebook.com/cazearte/?fref=ts

Facebook Ladeira do Castro: https://www.facebook.com/ladeiradocastro/

Instagram Cazé: https://www.instagram.com/cazearte/?hl=pt-br

Como chegar

Você pode conferir os grafites da Ladeira do Castro por dois caminhos: da Rua do Riachuelo subindo a ladeira ou da Rua Mirante Alexandrino descendo a ladeira.

Leve sua câmera para fotos. E claro, devido a violência do Rio, fique atento com seu equipamento fotográfico. Caso não ache o local seguro, evite andar com ele exposto.

Vocês já conheciam a Ladeira do Castro? Gostaram da entrevista? Me conta nos comentários!

***

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes socias. 😉

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars

 



You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox
Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox