Browsing Category

Viagens

1 In Para mulheres/ Viagens

Desafio: Vai viajar sozinha? 10 curiosidades sobre minhas viagens

kari-desbrava

Fui desafia pela Rayane Azevedo, do blog AzWanderlust, a responder dez perguntas sobre minhas viagens sozinha. Como adoro um desafio topei de cara e as respostas você confere abaixo.

Ah, o desafio foi elaborado pela Rayane e pela Mariana, do Mariana Viaja. Clique aqui e aqui para conferir as respostas dessas minas viajantes :)

E como não poderia deixar de ser, antes de começar a responder as minhas perguntas, desafio a Marcela Falco do blog Diário de Navegador a responder as 10 perguntas.

1 – Quando e onde foi sua primeira vez (de viagem solo, viu? rs)?

A primeira vez que viajei sozinha foi aos 16 anos para Saquarema. Não foi exatamente uma viagem solo, pois foi somente o trajeto de ida sozinha. Mas, pra mim, na época foi emocionante e angustiante ao mesmo tempo ter em mãos a responsabilidade de me virar completamente sozinha, mesmo que por algumas horas.

Depois disso, passear sozinha na minha própria cidade se tornou algo natural. Então, é super comum me ver pelo Rio conhecendo novos lugares na minha própria companhia. Agora, viagem viagem mesmo, a minha primeira solo foi em maio deste ano para Belém e Ilha de Marajó. Além do desafio de estar sozinha, também tive o desafio de não ser um destino tão desenvolvido e em que não é comum ter mulheres viajando sozinha. Foi desafiador e, por isso, acredito que voltei mais confiante.

LEIA MAIS: Dicas para planejar uma viagem sozinha

2 – Por que você foi sozinha: era uma vontade ou foi necessidade?

Necessidade. Queria muito curtir o Carnaval na região dos Lagos, mas só poderia ir depois do pessoal que estava na casa. Então, comprei a passagem e fui.

3 – Você costuma planejar ou é daquelas que arruma a mala e vai?

Gosto de planejar. Sou metódica demais pra me jogar sem o mínimo de planejamento. Mas, um dia desejo viajar assim, sem planos para ver como é a experiência.

kari-solo-travel

Na sequência: em Marajó, Belém, Niterói e no Centro do Rio

4 – Já passou algum perrengue desesperador por estar sozinha? E como deu a volta por cima?

Não e que bom que não! Mas, se acontecer volto aqui e mudo a resposta.

5 – Costuma ficar em albergue ou hotel? E prefere mala ou mochila?

Sobre o albergue ou hotel vai depender da localização, preço, etc. Agora, sobre mala ou mochila com toda certeza mochila. É mais prático e mais fácil de carregar e vigiar as coisas. Mala dá muito mais trabalho.

6 – O que deu muito errado? E o que deu muito certo?

Errado ainda nada. Agora certo todas as experiências e amigos que fiz no caminho. Além do autoconhecimento adquirido. Isso é uma coisa que ninguém me tira :)

7 – Já pegou carona ou se hospedou na casa de alguém?

Não. Prefiro os meios tradicionais, rs. Não tenho esse nível de desapego, mas admiro muito quem tem. Quanto a se hospedar na casa de alguém sozinha, acho que se eu reservar através de uma plataforma como Airbnb até tenho coragem. Agora, carona essa acho que tô fora mesmo! hehehe

LEIA MAIS: Mas, e você vai sozinha?

8 – Você acha que viajar sozinha é perigoso?

E que lugar não é perigoso? O mundo como todo é perigoso. Por isso, não acho que essa resposta seja uma justificativa para não viajar sozinha. Acho que viajar sozinha traz mais vantagens do que desvantagens. Agora, é claro que sempre tomamos alguns cuidados, como não dar mole com os pertences, sempre nos comunicar com nossos amigos e familiares, compartilhar a localização, não exagerar no álcool…

9 – Tem filho, namorado, marido, cachorro papagaio? Como conciliar isso com as viagens solo?

Namoro, mas não acho que isso seja impedimento para ter um momento meu. Temos tempo para nós, para nós com nossos familiares, para nós com nossos amigos e para cada um ficar sozinho também. E nesse tempo sozinha porque não viajar? Acho isso super saudável pro relacionamento, afinal ninguém precisa esquecer sua individualidade só porque está namorando.

10 – O que não pode faltar na sua bagagem?

Roupas confortáveis e versáteis. Viajando, sozinha ou não, só tem eu para carregar a minha bagagem logo levar muito peso, já que sou eu que vou ter que carregar, está fora de cogitação. Apesar de não ser fácil levar pouca coisa, posso dizer, com certo orgulhinho, que tenho conseguido :)

BONUS: Inspire mais mulheres a viajarem sozinhas! Em três palavras, o que é viajar sozinha para você?

Viajar sozinha é ter mais liberdade para fazer as coisas na hora que quiser e se quiser. O que significa ser mais independente também. Além de melhorar o conhecimento sobre nós mesmos. É um mergulho em si próprio.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Belém/ Viagens

O que conhecer em Belém do Pará

Mercado Ver-o-peso em Belém, no Pará

Belém, no Pará, é uma cidade encantadora. Com uma variedade cultural grande, há muitos encantos para se conhecer na capital paraense. Criada para ser a capital do Império, Belém tem um ar bucólico. Nos pontos turísticos da cidade é possível “respirar história” e facilmente imaginar como era a Belém de outros tempos.

Sobre as questões práticas, é uma cidade pequena. Logo você conhece os principiais pontos turísticos em três dias no máximo. Então, se quiser passar mais tempo no Pará aproveite para ir as Ilhas mais próximas da capital como Algodoal e Salinas ou estique até outras maravilhosas paisagens como as da Ilha de Marajó ou Alter do Chão. 

INSCREVA-SE NO CANAL DO BLOG NO YOUTUBE

 

Roteiro de três dias em Belém

Mercado Ver-o-peso

Comece o dia pelo mercado Ver-o-peso. Lá você vai encontrar iguarias como o peixe frito com o açaí, além de ver as mais variadas especiarias típicas do Norte. Lá também encontramos a barraquinha das rezadeiras com os mais variados tipo de banho.

Ps: Furtos em Belém, principalmente no Ver-o-peso são bens comuns. Por isso, compartilho aqui a dica de que ouvi de vários moradores: não ande exibindo seus pertences (celulares, cordão, relógios, etc) e se tiver com bolsa mantenha ela para frente, além de andar sempre atento.

Forte Feliz Lusitânia e Casa das Sete Janelas

Saindo do Ver-o-peso caminhe até o Forte das Feliz Lusitânia e a Casa das Sete Janelas. O local é bem conservado e ambos possuem um vista privilegiada do Rio Guamá.

Forte Feliz Lusitânia

Estação das Docas

Esse foi um dos cantinhos que mais gostei em Belém. Reformada em 2000, a estação das Docas virou uma espécie de grande louge com restaurantes e lojinhas. Quando for lá não deixe de experimentar os sorvetes da Cairu. Experimentei os sabores: açaí, tapioca, castanha do Pará e murici e olha são todos maravilhosos.

Estação das Docas  Estação das Docas

Estação das Docas

No fim do dia, aproveite e faça o passeio de barco pelo Rio Guamá com a Valverde Turismo. Nesse post conto essa maravilhosa experiência. Ao retornar a estação das docas, prove uma cervejinha na Amazon Beer.

Segundo Dia

Museu Emílio Goeldi, Basílica de Nossa Senhora de Nazaré e Theatro da Paz

O segundo dia pode começar por um passeio no Museu Emílio Goeldi. Nele você confere uma exposição e no fim um tem um zoológico com diversas espécies como onça, arara azul, guarás, etc. La dentro também tem um aquário, mas quando fui estava fechado.

Museu Emílio Goeldi

Museu Emílio Goeldi

Algumas quadras depois na mesma calçada que o museu está a Basílica de Nossa Senhora do Nazaré. Com estilo neoclássico, a igreja sedia em outubro o Círio de Nazaré, que arrasta mais de dois milhões de fiéis pelas ruas de Belém.

Depois siga para o Teatro da Paz e faça uma visita guiada. No passeio é possível entender o quão rica Belém era no Ciclo da Borracha e por qual motivo tanta prosperidade não durou depois desse período. 

Theatro da Paz

Theatro da Paz

Terceiro Dia

Mangal das Garças

Comece o dia almoçando no restaurante do Mangal das Garças, que é muito bem avaliado, e depois faça o passeio pelo local. No Mangal você pode conhecer um aviário e um borboletario, além de observar os animais se alimentando.

Uma curiosidade sobre o Mangal: os animais foram tirados do habit natural pelo homem e seriam destinados para o tráfico de animais. Entretanto, os bichos foram recapturados em apreensões do Ibama e hoje ele vivem no Mangal por ainda não conseguirem se adaptar a natureza, estando mais vulneráveis aos predadores.

Mangal das Garças

Mangal das Garças

Na minha viagem fiquei três dias em Belém e quatro dias em Soure, na Iha de Marajó. Confira mais dicas sobre o Pará:

Pará: diversidade cultural e riquezas do Norte do Brasil

Passeio de barco em Belém do Pará

O que fazer na Ilha de Marajó

Passeio na Fazenda Bom Jesus, na Ilha de Marajó

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



1 In Dicas de Viagem/ Viagens

Porque e como comecei a viajar

kari-desbrava-viagem

Leia ouvindo A estrada, do Cidade Negra

Mudar faz parte da vida. Todos nós mudados. Não somos os mesmos que éramos há alguns anos atrás. E ouso dizer que isso é ótimo.

 Apesar de ser uma taurina convicta (se você não entende de horóscopo, taurinos odeiam mudanças rs), aprendi a lidar com mudanças e hoje, entendo que elas são necessárias para amadurecermos e virarmos seres humanos melhores.

E foi graças a essas mudanças que a vida dá que surgiu meu interesse por viagens (que por mais que a vida mude, e eu compreenda melhor isso, torço muito para que essa minha vontade de viajar nunca passe kkkk). Surgiu como algo natural, sem modismos.

Sempre tive muita vontade de viver. Curiosidade é meu segundo nome. Queria saber como as pessoas pensavam, porque tinham tais hábitos, porque eram tão diferentes da minha realidade. Só que a idade e o orçamento não acompanhavam tal gana. Aí a solução que encontrei foi desbravar minha própria cidade. Cidade essa tão partida, com modos tão diferentes de se viver dentro de um território tão pequeno. Mas que ao mesmo tempo parecia caber o mundo todinho nela.

Até que comecei a trabalhar, ganhar meu suado dinheirinho e conhecer somente o Rio de Janeiro já não bastava. O mundo é muito maior que o RJ e eu precisava descobrir isso com meus próprios olhos.

O fato de ser nova, de ainda não ter casado, de ainda não ter filhos e ter um salário só pra mim contribuí para que consiga viajar mais. Porém, nessa vida de blogueira conheci tanta gente diferente e que viaja mesmo assim. Gente que viaja sozinho, com o marido, com os filhos, com a família inteira, com os animais, intercalando todas essas formas de viajar. Viajando de forma luxuosa ou de forma mochileira. Foi aí que percebi que viajar é muito mais uma questão de prioridade do que de falta de grana.

Se antes gastava meu dinheiro com comida (olha o lado taurino hahaha) e com besteiras que nem anotava. Hoje guardo minha grana para viagens. Abdico de saídas, de bebedeiras, de passeios no shopping, de roupas para conseguir conhecer um lugar novo.

E foi assim, sem mágica, sem loucuras, sem coisas ilícitas que comecei a viajar mais. Hoje, ainda não conheço nem metade dos lugares que sonho visitar. Mas, já dei os meus primeiros passos. E agora, conhecer todo esse mundão é só questão de tempo.

 

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



2 In Dicas de Viagem/ Viagens

Três dicas para comprar passagens aéreas mais baratas

avião

As passagens aéreas podem ser um dos maiores gastos de uma viagem. Por isso é bom ficar atento a algumas coisas para economizar na compra dos bilhetes. No poste de hoje, listei as TRÊS principais dicas que uso quando compro as minhas. Confira:

Monitore as tarifas

Use e abuse da tecnologia para achar passagens aéreas mais em conta. E o que não falta são aplicativos ou sites que fazem isso para você. Independente do aplicativo, eles funcionam basicamente da mesma forma: você cria um alerta com a data e local para onde pretende viajar e ele te avisa (por notificação no celular, e-mail, etc) quando aparacer a passagem mais barata. O Google Flights é um ótimo exemplo disso.

Outro aplicativo que gosto muito é o Voopter. Nele você cadastra até quatro datas diferentes e ele te avisa quando aparece a tarifa mais barata. Recentemente consegui comprar quatro passagens para Curitiba por R$ 100 cada. Isso mesmo que você leu, cada passagem saiu por 100 prata. Muito barato!

A monitoração do valor das passagens podem ser feitas por outros aplicativos ou sites como: Kayka, Momondo, Skyscanner, Wego, eDestinos, Decolar.com, Viaja Net, Flight Tonight (para voos baratos de emergência), entre outros.

Busque com o navegador anônimo

Outra coisa que sempre faço quando estou buscando por algo que quero comprar (qualquer coisa mesmo, independente de ser para viagem ou não) é procurar com um navegador anônimo. Quando você busca por um produto ou serviço com o navegador comum, os sites guardam os seus dados de navegação e quando você procura de novo pá: o preço tá maior.

Isso acontece pois quando você entra em um site, os robôs rasteiam os dados de cada visitante. E ao entrar no site novamente, os mesmos robôs sabem que não é a sua primeira vez naquele site e logo aumentam o preço. Às vezes o preço aumenta até durante a própria navegação. 

Por isso é tão importante procurar com o navegador anônimo, pois como o nome mesmo já dá ao entender, ele não deixa seus dados visíveis para estes robôs e daí você paga o preço mais barato.

Procure nos horários menos concorridos

Comprar uma passagem aérea na hora em que todo mundo está navegando na internet é aumentar as chances de pagar mais caro por elas. Logo, minha dica é procurar por passagens de madrugada. Nesse horário a maior parte dos mortais estão dormindo e logo os preços ficam mais baixos.

Alguns sites dizem que comprar a passagem aérea na terça-feira é mais barato. Bom, eu nunca consegui o preço mais em conta nesse dia, mas fica aí uma dica que você pode tentar. Já que tentar não custa nada, não é mesmo?

Dica extra: Além dos aplicativos que citei acima, use o Melhores Destinos. Ele mostra uma notificação a cada promoção de passagem aérea e você pode conseguir o seu bilhete para o lugar dos sonhos por um preço beeeem em conta. Acho que ele mais algum dos aplicativos citados anteriormente formam uma boa força tarefa na missão de encontrar passagens aéreas baratas.

Seguindo essas três dicas garanto que você conseguirá economizar! Aí é só aprontar as malas e viajar! 

 

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



4 In Entrevistas/ Felicidade/ Viagens

‘Não é preciso ser rico para viajar. É questão de prioridade’ – Entrevista com Marianne Rangel, do blog Despachadas

Marianne Rangel, do blog despachadas, em Kefalonia, na Grécia

Estreei aqui no blog uma sessão de entrevistas. Já batemos um papo com a Rafaela do canal no Youtube Brasilicans e com a Mariana Bueno, do blog Marina Viaja. E hoje, vamos conversar com a Marianne Rangel do blog Despachadas.

A Marianne desenvolve um trabalho muito bacana, com altas dicas sobre viagens e a venda de roteiros personalizados. Conversamos sobre como surgiu a ideia do blog, dicas de planejamentos, momentos bacanas e nem tão bacanas assim das viagens, e claro, como para viajar mais não é preciso ser rico. Confere só!

O Despachadas tem 9 anos e nasceu de um desejo de compartilhar sua primeira Eurotrip com seus amigos e familiares. O que você aprendeu sobre viagens nesse tempo?

Aprendi que com a internet e planejamento é possível ir a qualquer lugar do mundo! E que não é necessário ser rico para viajar! Tudo é questão de prioridades! Conheci pessoas incríveis e lugares inesquecíveis que valem mais do que qualquer outra coisa que o dinheiro pode comprar!

Ainda tem um destino que é seu sonho de consumo ou já conheceu todos que mais queria?

Sempre tem! Minha listinha só cresce! Hehehe Sonho em conhecer o Japão, Nova Zelândia, ver a Aurora Boreal na Islândia, Finlândia e Noruega, ai.. difícil escolher só um!

Marianne Rangel, do blog despachadas, em Londres

Marianne Rangel, do blog despachadas, em Londres

Tem alguma dica de viagem que você tem que compartilhar com os leitores do blog… Qual?

Uma dica importante (e que nem sempre consigo seguir) é: viaje leve! É bem mais confortável e menos sofrido do que carregar uma mala de 20kg pra cima e pra baixo. Pratique o desapego e organize looks básicos que combinem entre si para evitar excessos.

Outra dica é se panejar com uma certa antecedência! Não precisa ser tanto tempo antes, uns 6 a 4 meses está bom. Organizar uma viagem em cima da hora é certo que pagarão mais caro, tanto em passagens como em hospedagem.

Pra finalizar, se for possível escolher o mês pra viajar nas férias, tente sempre escolher os meses de meia estação, como Abril-Maio e Setembro-Outubro. Claro que, levando em considerações o clima e fenômenos naturais específicos de cada região. Normalmente, pra maioria dos lugares, esse período tem clima mais ameno, tem menos turistas e, por não ser alta temporada, os custos de passagem e hospedagem costumam ser bem mais baixos!

Como ou quais ferramentas você usa para planejar suas viagens?

Uso vários sites no processo de planejamento. Um deles e o primeiro que uso é o google maps, onde marco o trajeto dos países que quero ir e todos os pontos que quero visitar, restaurantes, aeroporto, hotel, estação de trem, e qualquer outra coisa que eu considere importante. Faço isso antes da viagem para me situar no lugar, estudar a cidade e saber distância entre os pontos. E durante a viagem uso o app google maps com todos os pontos marcados, e assim chego facilmente em qualquer lugar!

Para buscar passagens uso os buscadores Skyscanner ou Kayak. Para organizar minha viagem uso o app TripIt, e para buscar os meios de transporte entre as cidades uso o site Rome2Rio. Com esse pacote de ferramentas vou pra qualquer canto do mundo! hehehe

Como surgiu a ideia dos roteiros? Pode aproveitar o espaço e fazer aquela propaganda, rs

A ideia dos Roteiros Personalizados surgiu da tentativa de unir o útil ao agradável. Há 9 anos, desde a minha primeira Eurotrip e criação do blog, eu já fazia roteiros personalizados para as minhas viagens. Quando voltava de viagem, tantas pessoas me pediam dicas e ajuda que eu acabava montando roteiros pra todos. E durante todo esse tempo as pessoas elogiavam meus roteiros e perguntavam quando eu iria abrir a minha agência. Como trabalhava em empresa, fazia como hobby, porque era uma coisa que eu curtia muito! Porém, 9 anos depois, embora fosse bem sucedida profissionalmente, não estava mais feliz no trabalho. Resolvi mudar de empresa, achando que isso iria resolver minha tristeza,mas não. O problema era comigo, com minha realização pessoal. Foi quando decidi transformar meu hobby em profissão. Porque não ganhar dinheiro fazendo o que amo, se é uma coisa que eu sei fazer como ninguém e faço com o maior prazer do mundo? Foi assim que, no final de 2015, surgiu o serviço de Roteiros Personalizados Despachada! 😊 

Marianne Rangel, do blog despachadas, em Punta Del Este

Em Punta Del Este

Lista três lugares que você mais ama no mundo…

Amo tantos lugares no mundo, que é difícil escolher só 3. Mas vou tentar: Sem dúvida o primeiro é Londres, pois foi o primeiro lugar que pisei na Europa. Foi amor à primeira vista! As Ilhas Gregas (qualquer uma hehe) também mexem com meu coração! E pra finalizar, Marrakech. Amei esse lugar, a cultura, as pessoas, tudo tão diferente do que estamos acostumados, que me encantou. Também amei Fernando de Noronha! Deixa 4, vai! hehehe 

Marianne Rangel, do blog Despachadas, em Marrakech

Com um camelo em Marrakech

E três que você não curtiu tanto…

Viajar é sempre tão maravilhoso, que mesmo não amando o lugar, eu gosto só por estar viajando!Mas vou citar os que menos gostei. O que não quer dizer que eu não voltaria! haha Não curti muito Los Angeles. Cheguei de noite e tive uma péssima impressão da cidade. Além disso achei a calçada da fama bem sem graça. Gostei bem mais de Santa Mônica e me arrependi de não ter me hospedado lá. Outra cidade que não é muito meu estilo é Las Vegas. É legal conhecer, mas não curto muito cidades tão artificiais. Gosto de ruelas, história, conhecer cultura, hábitos, comida local… E por último, não que eu não tenha gostado, mas Marbella , na Espanha, foi uma cidade que não me impressionou. É bonitinha e tudo mais, mas é dispensável.

É melhor viajar sozinha, acompanhada de amigos, em casal ou com a família?

Já viajei das 4 formas e cada uma delas é especial! Depende do momento de cada pessoa.

Já passou por alguma situação engraçada durante as viagens? Qual?

Muitas! Vou contar algumas:

– Já viajei 14 horas de ônibus, de Berlim para Praga, ao lado de um senhor polonês que não falava nem uma palavra em inglês. Conversamos durante toda a viagem por mímicas, super nos entendemos, e no final ele me deu um papel com o endereço dele para visitá-lo quando fosse na Polônia!

– Era madrugada em um hostel em Roma, quando acordei com um barulho de água. Acendi minha luz da cama e me deparei com um colega de quarto em pé fazendo xixi na penteadeira.

– Em uma viagem interna pela Europa, de cia low cost, tive que vestir 2 calças, um vestido, 1 blusa, 1 casaco, 2 relógios e 55 pulseiras de uma única vez pra não pagar excesso de bagagem!

Tenho tantas outras que passaria o dia contando aqui! hahaha

Viajar é…

Inspirador, libertador e transformador! É muito mais que apenas visitar pontos turísticos! É se (re)conhecer ou se (re)encontrar! Em qualquer situação da vida, boa ou ruim, viaje! 

Zakybthos, na Grécia

Zakybthos, na Grécia

 

E aí gostou da entrevista? Me conta nos comentários!

Quer ver algum blogueiro sendo entrevistado no Kari Desbrava? Manda sua sugestão para: karidesbrava@gmail.com :)

 

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Dicas de Viagem/ Viagens

Glossário do viajante: Entenda o significado de alguns termos

dicionario

É curioso, e totalmente normal, como nos atrapalhamos com alguns termos quando estamos começando a entender de um assunto novo. Se você é um viajante inexperiente pode ser que já tenha visto por aí algum termo que não entendeu direito o que significa.

Pensando nisso, resolvi listar algumas palavras do universo viajante e explicar seus significados para ajudar aqueles que ainda estão iniciando neste mundo.

Confira:

Camping: Camping pode ser tanto o hábito de acampar ao ar livre fazendo uso de uma barraca quanto um terreno reservado para esse tipo de atividade.

Conexão: Nos voos com conexão, o passageiro deve desembarcar em outra cidade, diferente do destino escolhido mas dentro da rota, e em seguida embarcar em outro avião rumo ao destino final. 

 LEIA MAIS: Dicas para planejar sua viagem sozinha(o)

Day user: Termo em inglês que significa “dia de uso”. Quando se compra um day user está se comprando o direito de utilizar a infra-estrutura de um hote por um dia, sem direito a hospedagem.

Escala: Os voos com escala são aqueles em que o avião pousa em uma ou mais cidades antes do destino final, para desembarque e embarque de outros passageiros. Nesse caso, não é preciso deixar a aeronave.

Hostel: Um hostel ou albergue é um tipo de acomodação que se caracteriza pelos preços convidativos e pela socialização dos hóspedes. Normalmente, o tipo de quarto mais barato dos hostels são os compartilhados, que podem ser masculino, feminino ou misto. Hostels também possuem quartos privados, mais caros que os quartos compartilhados, porém mais em conta do que o de hotéis. 

Quarto de hostel

Quarto de hostel

Hotel: Local onde o viajante se hospeda. Geralmente, possuem mais serviços que hostels ou pousadas.

Leia mais: O que levar na mala de mão + check list para imprimir e ajudar a organizar a viagem!

Milhas: Milhas ou programa de milhagens são os programas de fidelidade das companhias aéreas. Cada companhia tem o seu programa e quando o viajante acumula milhas, ele pode trocar por novas passagens. 

Asa do avião e céu azul

Milhas fazem parte do programa de fidelidade das companhias aéreas

Mochilão: Mochilar é conhecer lugares por um preço mais em conta e sem luxos.

LEIA MAIS: Como tirar o passaporte 

Passaporte: Documento pessoal e intransferível que identifica o viajante em países que permitem sua entrada.

Pousada: Uma pousada é um estabelecimento comercial, semelhante a um hotel, entretanto, geralmente, é mais modesto em questão de tamanho e administrado de maneira familiar.

Road trip: É um termo em inglês que usamos para nos referirmos a uma viagem de carro.

Seguro Viagem: O seguro viagem nada mais é do que um seguro que você deve fazer quando vai viajar. Ele serve, basicamente, para lhe auxiliar no caso de algum imprevisto durante a sua viagem. Para entrar em determinados países é obrigatório fazer um seguro viagem. 

 Faça sua cotação do seguro viagem com a Real Seguros e ajude o Kari Desbrava a continuar produzindo conteúdo de qualidade sem pagar nada a mais por isso

Solo travel: Significa viajar sozinho (a), sem companhia.

Stopover: É que uma parada no meio da viagem, para que o passageiro possa passar um tempo em uma cidade de conexão. É uma conexão voluntária.

Visto: É a permissão de entrada que alguns países exigem. Há diversos tipos de visto, como o de turismo, o de trabalho, entre outros.

Tem alguma palavra que você tenha dúvida e não tá no glossário? Me conta nos comentários que vou atualizando o post 😉

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Belém/ Viagens

Passeio de barco pela orla de Belém

Vista da estação das Docas, em Belém do Pará

Banhada pelo Rio Guamá, Belém é um encanto entre as águas. E ao conhecer a capital paraense um dos passeios imperdíveis é o de barco pela orla. Com comida típica e muito carimbó, a viagem na embarcação se torna uma jornada tão inesquecível que você vai querer repeti-la…

Falo isso, pois esse foi o primeiro passeio que fiz em Belém e quase o fiz pela segunda vez antes de voltar ao Rio. 

LEIA MAIS: Dicas para planejar uma viagem sozinha  

Guia fala sobre histórias de Belém do pará durante passeio de barco

Guia fala sobre histórias de Belém do pará durante passeio de barco

Músicos se apresentam durante passeio de barco em Belém

Músicos se apresentam durante passeio de barco em Belém

O passeio sai da Estação das Docas e dura um hora e meia. Ele acontece de terça a domingo e precisa ter pelo menos 10 pessoas para ser realizado. Durante o passeio, vemos o Complexo do Ver-o-Peso, que abrange a Praça do Pescador, Solar da Beira, Mercado de Ferro, Mercado Municipal, Praça do Relógio e a Feira do Açaí; o Forte do Presépio, marco de fundação de Belém; os bairros da Cidade Velha e Condor; além do Ver-o Rio e a Estação das Docas. 

Na volta pela baía do Guajará, onde fica o Rio Guamá, um guia vai explicando a história de Belém e suas tradições. “Nos intervalos” da fala do guia, um casal dança carimbó ao som de um grupo que toca as músicas ao vivo. Tem apresentação do carimbó tradicional, da dança do Boto, de lambada, do calipso…

No barco também há venda de comidas típicas como o tacacá. E para quem é fã de uma cervejinha, tem também.

Casal dança carimbó

Casal dança carimbó

Belém do Pará visto do rio

Belém do Pará visto do rio

Ao final, os músicos vão perguntando da onde os passageiros são e vão cantando músicas para homenagear cada estado :)

Essa divertida excursão é feita pela Valverde Turismo e custa R$ 50. Mas, pera que tem segredinho. Às quartas-feiras, tem promoção (a pessoa aqui ama um desconto <3) e o passeio sai por R$35. Não é que eu fui logo em uma quarta? hehehe

Como disse no começo do texto, esse é um passeio que vale a pena demais. Através dele você consegue se imergir na cultura paraense logo de cara. Por isso, recomendo ele logo para o início da viagem.

Confira outros posts sobre o Pará:

Pará: diversidade cultural e riquezas do Norte do Brasil 

E você, conhece Belém? Deixa sua dica nos comentários!

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



2 In Entrevistas/ Felicidade/ Viagens

‘Viajar sozinha é uma oportunidade de aprendizado’ – Bate-papo com Mariana Bueno, do blog Mariana Viaja

mariana-viaja-paris

Inspirar outros pessoas a viajarem (mais) é a coisa que esse blog mais gosta de fazer. Depois de compartilharmos o relato da Rafaela, do canal no youtube Brazilicans, é a vez de batermos um papo com a Mariana Bueno, do blog Mariana Viaja.

A Mariana é mineira, jornalista, torcedora do Cruzeiro e capricorniana. Ela também faz parte do coletivo De Viagem em Viagem e nessa conversa falamos sobre como surgiu essa paixão por viagens, destino favorito, dica de como viajar mais e outras coisas. Confere só:

Como começou sua paixão por viajar? 

Quando pequena eu adorava ler e ficava imaginando que um dia ia ver de perto aqueles lugares. Mas nem sei se eu achava mesmo possível ou se era só coisa de criança. Nem sabia como era viajar. A primeira vez que vi o mar, tinha 10 anos de idade, foi a primeira vez que viajei, um ônibus, a família toda, a noite toda na estrada. Depois disso viajava para a praia a cada dois ou três anos e, para mim, era a coisa mais maravilhosa, o momento mais esperado da vida. E olha que era sempre para a mesma cidade, mas só de estar em um lugar diferente do meu, ver pessoas diferentes, eu já amava. Aí entrei na faculdade, comecei a trabalhar e fui vendo que era possível. Ou seja, a paixão é antiga, mas só virou realidade recentemente. Comecei e não parei mais!

Marina em Sergipe

Mariana em Sergipe

O que mudou na Mariana após começar a desbravar esse mundão?

Nossa, muita coisa! Sempre fui muito “bicho do mato”, muito fechada, e, na medida em que fui desbravando novos lugares, fui ficando mais aberta, porque fui vendo que não existe certo e errado, existem costumes, culturas, então cada um é de um jeito e tudo bem eu ser do meu jeito. A gente vai perdendo os pré-conceitos porque vai vendo muitas diferenças, vai aprendendo a enxergar além do nosso mundinho, a respeitar tudo isso e a se respeitar. Então viajar abriu e ainda abre muito a minha cabeça. Cada novo lugar é um novo aprendizado, cada nova experiência é uma nova Mariana que volta. Sempre crescendo, evoluindo e, acredito eu, me tornando uma pessoa melhor.

Até agora, qual a sua viagem favorita?

Ai… é uma escolha difícil. Cada vez que faço uma viagem costumo voltar falando que foi a melhor viagem que eu fiz. Então brinco que a favorita é sempre a mais recente. Estava superapaixonada por Portugal, ainda estou, e agora estou falando mais de Sergipe, que amei conhecer. Minha primeira viagem sozinha foi bem marcante, para Cuba. Mas Paris é um lugar que eu amo, sempre sonhei conhecer, e foi a primeira viagem internacional que fiz, então marcou também e, até agora, é meu lugar favorito no mundo!

LEIA MAIS: Mas, e você vai sozinha?

Já passou por algum perrengue durante uma viagem? Qual?

Graças a Deus nunca teve nada muito sério. Só aquelas coisas que na hora parecem tensas, mas depois acabo rindo. Na Itália eu fui picada por uns mosquitos e foi horrível porque sou alérgica a insetos. E não senti as picadas na hora (em Veneza), só no avião, a caminho de Roma, é que começou uma coceira insuportável. Eu não sabia o que fazer. Quando desembarquei e me olhei no espelho, meu corpo estava todo coberto por calombos vermelhos enormes, inchados. Era de noite, então só no dia seguinte pude ir a uma farmácia e comprar uma pomada, aí fui melhorando. Mas, na hora, foi um susto. Acho que de perrengues que me lembro esse foi o pior.

Tem algum lugar que você nunca conheceria?

Até tem… Mas pode ser que eu acabe mudando de ideia, porque sou dessas! rs E não é nada definitivo tipo “nuuuunca vou”, não tenho nenhum problema, só que são lugares que não me atraem tanto e, como a vida é curta e o mundo é grande, sei que vai ficar muita coisa de fora, então para alguns eu nem ligo de não conhecer, não tenho vontade.

“Na medida em que fui desbravando novos lugares, fui ficando mais aberta, porque fui vendo que não existe certo e errado, existem costumes, culturas, então cada um é de um jeito e tudo bem eu ser do meu jeito”

E o surgimento do blog… como foi?

Foi em 2015. Como eu sou jornalista e sempre gostei de escrever, toda vez que viajava fazia um diário de bordo, anotando como foi, os lugares que visitei, mais para ter de lembrança mesmo. De vez em quando algum amigo ia viajar e me pedia dicas, aí eu mandava o arquivo. E eu sempre senti falta de ter um espaço meu, onde eu pudesse escrever do meu jeito, de uma forma mais livre, sem as cobranças do trabalho. Sempre pensei em ter um blog e não sabia exatamente de que – não queria simplesmente ter só pra ter, sabe? Queria algo que fosse legal pra mim, mas que fosse legal para os outros também! Gosto de boas histórias (como as que lá atrás me faziam viajar) e gosto de contar histórias. Aí um dia me deu esse estalo de que poderia unir as duas cosias – viajar e escrever. No mesmo dia criei o nome, comprei o domínio, aí fui para Nova York de férias e, quando voltei, comecei a organizar. Faz dois anos e é muito bom ver que as pessoas gostam, receber feedback de leitores, isso dá mais ânimo para continuar! Porque é um trabalho e é difícil e puxado, mas tem valido a pena!

Em Portugal

Em Portugal

Indica algum livro e filme sobre viagens?

Sou apaixonada por “Comer, rezar, amar”, que é livro e filme. Eu gosto mais do livro. Resumindo e sem spoilers, é uma mulher que viaja sozinha para diferentes países durante um ano, para se conhecer melhor. Outro filme que eu amo é “O fabuloso destino de Amélie Poulain”, que é mais poético e me inspira muito a sonhar com novas viagens e a realizá-las. Em Paris até fui na lanchonete onde a personagem trabalhava. Na verdade qualquer livro ou filme que se passe em um lugar que não é o meu, vai despertar em mim a vontade de conhecer!

Infográfico: 10 dicas de segurança para viajantes

E alguma dica para ajudar as pessoas que querem começar a viajar mais…

Se planejar, se programar. Ver tudo com antecedência é fundamental e ainda faz a viagem ficar mais barata. Pesquisar sobre o destino que deseja conhecer, calcular mais ou menos quanto vai custar e aí colocar no papel quanto vai ser preciso economizar e ter isso como meta, guardar um pouquinho todo mês. Porque quando a gente já tem algo mais concreto, fica mais fácil resistir a comprar uma roupa nova ou a ir a um evento caro. Prefiro guardar pra viagem. E também ficar sempre ligada em sites de promoções de passagem, para conseguir preços melhores. Outra dica é acessar os blogs, porque os relatos e dicas reais podem sempre ajudar e dar novas ideias.

Passeando por Inhotim, Minas Gerais

Passeando por Inhotim, Minas Gerais

Quais são os próximos destinos?

Vou Chile ainda este ano. E, no Brasil, quero conhecer Blumenau. Mas tudo pode mudar a qualquer momento! 

LEIA MAIS: Dicas para planejar uma viagem sozinha

Qual recado você manda para a mulherada que quer começar a viajar sozinha?

Meu lema é “vai, e se der medo, vai com medo mesmo”. Porque eu sei que bate um monte de inseguranças, é natural. A gente corre mesmo mais riscos, a sociedade em que vivemos ainda é muito machista, mas é a partir da gente que isso vai mudar. É nas nossas atitudes, nos pequenos passos, que vamos impondo respeito. Então, se não tiver coragem de ir muito longe, comece indo perto, uma cidade vizinha, só passar um dia e voltar, ou um fim de semana.

Depois passe para lugares mais longes, períodos maiores e, assim, vai se habituando. Acho que ninguém deve deixar de viajar e conhecer lugares lindos porque não tem companhia naquele momento! Viajar sozinha é uma oportunidade de aprendizado e crescimento!

 

Gostaram do bate-papo? Deixa nos comentários o que achou e que blogueiro você gostaria de ver por aqui! 😉

 

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Dicas de Viagem/ Recentes

Dicas para planejar uma viagem sozinha

kari-desbrava-para-viajando-sozinha-4

Viajar sozinha não é um bicho de sete cabeças. Mas, claro, que é necessário alguns cuidados a mais para evitar problemas. A preocupação vai desde a segurança de quem viaja sozinha (principalmente se for mulher) aos gastos, que podem ficar maiores do que em uma viagem dividida com alguém.

SE INSCREVA NO CANAL!

Por essas e outras que divido abaixo algumas dicas para quem quer viajar sozinha, mas não sabe por onde começar.

Pesquise, pesquise, pesquise

A pesquisa é algo essencial para qualquer viajante. Nela você define seu destino com base no orçamento disponível. Também é nessa parte que começamos a encontrar as particularidades do destino escolhido. Quais são as diferenças culturais? Os hábitos alimentares? É tranquilo de se locomover? Há opções de meios de transporte? Entre outras questões. 

18588945_1573470499352333_5033669419750232935_o

Nas ruínas de Joanes, em Salvaterra, Ilha de Marajó, no Pará

Planeje com antecedência

Planejar uma viagem com antecedência é fundamental. Assim é possível até economizar, quem sabe, para uma próxima viagem. Ou então não voltar com dívidas.

O planejamento com antecedência também previne que você entre em enrascadas. Ficar sem dinheiro durante a viagem? Não conseguir fazer o passeio que você tanto queria? Não saber como se deslocar de um lado para o outro? Tudo isso e muito mais pode ser evitado com planejamento.

Calcule os gastos

Saber quanto se vai gastar durante uma viagem é essencial para se evitar perrengues e essa etapa faz parte do planejamento. Uma boa dica é definir quanto você gastará por dia. Se exceder o limite estabelecido, no dia seguinte poupe. Se não gastou o combinado com você mesmo, você escolhe: gaste o que sobrou ou guarde junto com a reserva para emergências. 

18718125_1431868343542955_763303038_n

Fazenda Bom Jesus, em Soure, Ilha de Marajó

Faça um seguro viagem

Melhor prevenir do que remediar. A gente nunca sabe quando precisaremos de auxílio. E viajando, assim como no dia a dia, também estamos expostos a diversas situações desconfortáveis ou perigosas. Por isso, fazer um seguro viagem é tão importante. Para alguns destinos, como para países da Europa, é até obrigatório. Por isso, neste caso, deixe aquele pensamento de economia boba de lado. Sua segurança é fundamental. E ninguém merece pagar uma fatura caríssima de um atendimento médico só porque não fez o seguro.

Faça seu seguro viagem através do blog. Assim você ajuda o Kari Desbrava a produzir conteúdo de qualidade sem pagar nada a mais por isso

Deixe o medo em casa

kari-desbrava-para-viajando-sozinha-3

Deixar o medo de lado é essencial para conhecer novos lugares e novas pessoas

 

Depois de pesquisar e planejar a viagem é hora de se jogar e curtir. Tenha cuidado no destino escolhido, mas sem paranoias. Quem vive em grandes metrópoles já está acostumando a não dar mole por aí com objetos de valor ou andar sem cara de perdido, bancando o turistão. Ande com segurança, firme no seu propósito, que com certeza você voltará com uma bagagem de histórias para contar. 

Leia mais: Infográfico – 10 dicas para a segurança do viajante

Beijos,
Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Felicidade/ Viagens

Mini Gentilezas: Projeto arrecada produtos de higiene e doa para moradores de rua

solidariedade-kari-desbrava

Sabe aquela ação que te toca o coração e que você quer espalhar para o mundo? Foi assim que me senti quando descobri o Mini Gentilezas. Em minhas andanças pela internet, esbarrei no blog Finestrino e lá ouvi falar pela primeira vez do trabalho deste projeto. O Mini Gentilezas recolhe produtos de higiene pessoal e os distribuí para pessoas em situação de rua.

Não sei vocês, mas sempre que passo por alguém que reside na rua, zilhares de perguntas rondam minha cabeça. Qual é a história daquele ser humano? Por que ele foi morar na rua? Onde está a família daquela pessoa? Como fazem para se manter bem mentalmente quando as pessoas passam por elas e fingem que não as veem? Ou como lidam com a cara de medo dos outros que acham que elas vou roubá-los…

Por essas e outras questões, pois ser humano nenhum merece viver na rua, é que projetos como o Mini Gentilezas me tocam tanto e que ações assim realmente merecem ser divulgadas.

argilando-mini-gentilezas-capa-2016-im-e1481596986543

Projeto arrecada produtos de higiene e dá para moradores de rua Foto: reprodução Facebook

Um país melhor…

Sem demagogia nenhuma… (Afinal, não estou aqui para me candidatar a nada…) Apesar da crise que estamos vivendo (crise política, econômica, social, ética), acredito mesmo que podemos e vamos ser um país melhor.

Mas, para isso é preciso lutar e apoiar causas que realmente nos tragam um futuro mais promissor. Nenhum país evolui se questões sociais não forem sanadas e, se a sociedade e o governo não olhar para os mais pobres. Um povo feliz, é um povo que produz mais, logo que transforma o país em um lugar melhor para se viver.

Como ajudar

Como disse acima, o Mini Gentilezas arrecada donativos de higiene pessoal e os destina para pessoas que vivem em situação de rua. O projeto tem postos de coletas em diversas partes do país, o que facilita muito a vida de quem quer colaborar. Para conferir qual é o posto de coleta mais próximo de você clique aqui

mini-gentilezas

E se você não sabe o que doar, te dou uma ajudinha. Sabe aquelas miniaturas de produtos de higiene, geralmente oferecidas por hotéis e aviões, quando a gente viaja? Quase nunca usamos esse produtos. Ou seja, ao invés de jogar fora, que tal fazer uma boa ação e doar para o Mini Gentilezas??? Assim você ajuda o próximo, além de evitar o desperdício. Duas causas em uma. :)

E você, tem o hábito de ajudar alguma causa social? Qual? Já conhecia o Mini Gentilezas? Me conta nos comentários! Vamos trocar uma ideia.

Siga o Mini Gentilezas nas redes sociais: Facebook | Instagram

Beijos,
Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox
Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox