Browsing Category

Petrópolis

2 In Cidades Maravilhosas/ Petrópolis

Bate e volta Petrópolis: um pouco de história, dicas e o que conhecer

petrópolis

A 60 km do Rio de Janeiro fica uma das cidades com o clima mais gostoso do Estado. E não to falando só de temperatura não. Além do clima mais ameno, se comparado a capital, Petrópolis é um verdadeiro charme. Tal graciosidade é vista tanto em sua atrações turísticas quanto na gastronomia e na população local.

A cidade é tão linda e fica tão pertinho do Rio, cerca de 1h30 de carro, que super indico um bate e volta.

Um pouquinho de história

Conhecida como a Cidade Imperial, Petrópolis fica na Região Serrana e foi a primeira cidade planejada da América Latina. A cidade nasceu de um desejo de Dom Pedro I, mas só seu tornou realidade quando Dom Pedro II chegou ao poder. Em 1843 o então imperador assinou o decreto 155, em que arrendava a fazenda da Concórdia a Júlio Frederico Koeler, na condição dele transformar o local em uma cidade.

Koeler era conhecido por não usar mão de obra escrava em seus projetos. E com Petrópolis não foi diferente. O engenheiro teve a ajuda de nada mais nada menos que mil germânicos para transformar o local no conhecemos hoje.

O que conhecer em Petrópolis

A cidade tem muitas atrações e um clima super gostoso. Abaixo fiz uma lista do que indico conhecer. 

– Relógio das Flores

O Relógio das Flores fica no centro de Petrópolis, em frente a Universidade Católica e próximo a Casa de Santos Dumont. Ele foi construído em 1972 para comemorar os 150 anos da independência do Brasil.

Visitá-lo é simples, já que ele fica na rua. Tire algumas fotos e parta para a próxima atração. 

Relógio das Flores de Petrópolis

Serviço:
Relógio das Flores. Rua Barão de Amazonas, Centro. Mais informações aqui.

– Casa de Santos Dumont

Projetada pelo próprio inventor Santos Dumont, que morou no local, a residência é uma graça. Começando pela escada em que você tem que pisar com um pé de cada vez, iniciando pelo direito. Além disso, dentro da casa é possível ver diversos objetos que pertenceram a Santos Dumont e visualizar outras invenções deste gênio. 

Casa de Santos Dumont

Serviço:
Casas de Santos Dumont. Rua do Encanto, 22 – Jacintinho. Ingressos: R$ 8,00 (inteira); R$ 4,00 (meia). Mais informações aqui.

– Museu Imperial

Simplesmente foi um dos passeios que mais amei fazer em Petrópolis. Para passear pelo Museu é necessário calçar um espécie de pantufa então nem preciso falar que me senti uma criança ao andar deslizando pelo local, hehehe.

Além disso, conhecer um pouco mais de como foi a época do Império, mas especificamente a época em que Dom Pedro II estava no poder, me fez compreender ainda mais como chegamos até aqui e no que precisamos melhorar. Uma baita aula de história! 

Museu Imperial de PetrópolisServiço:
Museu Imperial. Rua da Imperatriz, 220 – Centro. Ingressos: R$ 10 (inteira); R$ 5 (meia). Mais informações aqui.

– Palácio de Cristal

Inspirado no Palácio de Cristal de Londres, o Palácio de Cristal de Petrópolis foi encomendado pelo Conde D’Eu. Na época, o local servia para abrigar exposições de produtos hortícolas e pássaros.

Atualmente, o local é utilizado para a realização de exposições e eventos, como o Baunerfest, festa anual em homenagem aos colonos alemães. O Palácio fica na praça Koblez ou da Confluência e tem entrada gratuita. 

Palácio de Cristal

Serviço:
Palácio de Cristal. Rua Alfredo Pachá, s/ nº – Centro Tel.: (24) 2247-3721. Visitação: terça a domingo, 9h às 18h. Entrada franca. Mais informações aqui.

– Cervejaria Bohemia

Se você gosta de uma cerveja, esse passeio é indispensável. O tour pelo prédio da cervejaria passa por uma exposição sobre a história da Cerveja (com capítulos dessa história pelo mundo e pelo Brasil), mostra como a bebida é produzida e ainda te dá três copos de cerveja pelo caminho. Tá bom, ou quer mais? Prometo um post completo sobre isso em breve.

 Cervejaria Bohemia

Cervejaria Bohemia

Serviço:

Cervejaria Bohemia. Rua Alfredo Pachá, 166 – Centro. Ingressos: R$ 32 (inteira); R$ 16 (meia). Mais informações aqui.

– Palácio Quitandinha

O Palácio ou Hotel Quitandinha fica no bairro de mesmo nome. O prédio foi construído a partir de 1941 pelo empreendedor mineiro Joaquim Rolla, para ser o maior cassino hotel da América do Sul. Em 1946 os cassinos foram proibidos no Brasil e o local acabou fechando por conta disso. Em 2007, o Sesc começou administrá-lo e hoje ocorrem diversos eventos no palácio.

Além disso, hoje em dia o Quitandinha abriga um boliche e uma churrascaria que tô louca para conhecer. No bate volta que fiz fiquei tão encantada com a cidade, que demorei mais em outros passeios e não deu para ir ao Quitandinha. Mas não faz mal. Pelo menos tenho uma desculpa para voltar a Petrópolis. (Como se precisasse de desculpa, né?)

Serviço:
Palácio Quitandinha. Av. Ayrton Senna, 12 – Quitandinha. Ingressos: R$ 8 (inteira); R$ 4 (meia). Mais informações aqui.

Se você gostou desse texto compartilhe com seus amigos nas redes sociais. Assim, você ajuda o blog a continuar produzindo conteúdo e inspirando viajantes 😉

 



Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox
Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox