Browsing Category

Mais recentes

0 In Mais recentes/ Rússia

Rússia: 15 curiosidades sobre a sede da Copa do Mundo 2018

Compartilhe:

A Copa do Mundo 2018 está batendo em nossa porta. Com isso, vemos um tal de Rússia pra lá, Rússia pra cá (pra quem não sabe a Rússia é a sede desta edição do mundial)… Mas, o que sabemos sobre a Rússia?

Para ler ouvindo:

Reuni 15 curiosidade sobre esse país tão distante do Brasil. Vamos conferir?

1 – A Rússia é o maior país do mundo. Com 17 milhões km2, ela faz fronteira com 14 países.

2- A cidade mais populosa da Rússia é a sua capital Moscou, também chamada de Moscovo.

3- A Rússia foi uma das grandes protagonistas da Guerra Fria, aquela disputa entre capitalismo e socialismo, onde o outro protagonista era os Estados Unidos.

4- Por conta da sua importância na história do mundo, estar na Rússia é respirar história e ter contato com outro tipo de visão de mundo.

5 – Na Rússia, o Natal é comemorado no 7 de janeiro, uma semana depois do Réveillon.

6 – Já o Réveillon é considerado o maior feriado do país, provocando uma comoção nos russos, que enfeitam suas casas para a chegada do novo ano.

7- Bastante formais, os russos mantém uma distância física durante uma bate-papo.

8 – O país tem mais de 120 mil rios, na qual a maioria permanece congelada durante o inverno, que é bem rígido.

9 – As estações de metrô na Rússia são verdadeiras atrações turísticas por conta de sua beleza.

10 – Moscou é uma das capitais mais frias do mundo.

11 – A temperatura mais baixa já registrada na Rússia foi de -42 °C. Aconteceu no ano de 1942.

12- Os russos são predominantemente cristãos, sendo a Igreja Ortodoxa Russa a denominação mais popular entre eles.

13 – O pão mais tradicional deles é o de centeio.

14- O alfabeto dos russos é o cirílico.

15- Na Rússia ninguém trabalha por 10 dias após o ano novo. E esse período não faz parte das férias anuais, que são de 28 dias.

Para se aprofundar

Há alguns dias o Globo Repórter fez um programa todinho sobre a Rússia, vale conferir:

**

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Felicidade/ Mais recentes/ Para mulheres/ Viagens

4 motivos para continuar viajando sozinha mesmo namorando

Mulher sentada em um banco
Compartilhe:

Dia dos namorados, cheiro de romance no ar e porque não pensar por quais motivos podemos e devemos continuar viajando sozinha mesmo depois de começar a namorar? Poderia escrever sobre destinos para viajar em casal, mas resolvi seguir na contramão e continuar incentivando a mulherada (e os homens também!) a viajar mesmo estando em um relacionamento. Vamos conferir?

Você não nasceu grudada (o) com ninguém

Tem mulheres (e homens!) que começam a namorar e esquecem da vida social e dos amigos. Os motivos para isso são vários, mas creio que o maior seja a insegurança. Acham que se saírem vão dar motivo para briga ou o outro vai sair também. E qual o problema dele (a) sair também?

LEIA MAIS: 14 blogueiras incentivam garotas a deixarem o medo de lado e viajarem sozinhas

Dicas para planejar uma viagem sozinha

Lembre-se que você não nasceu grudada com ninguém! Desculpe a estupidez, mas se você não é uma gêmea siamesa, não tem motivo para ficar dependendo da companhia de outra pessoa para fazer as coisas, como viajar, por exemplo.

Demonstra confiança

Confiar em quem nos relacionamos é fundamental para um namoro/casamento dar certo. E quer prova maior de amor do que seu amado ficar tranquilo com o fato de você viajar sozinha e vice e versa? Se você está em um relacionamento assim, onde a confiança impera, levante as mãos para o céu e agradeça! Caso não, procure melhorar isso e se não der, corra! Ou melhor, pegue as malas e viaje! hehehe 

Mulher em frente as ruínas

Desbravando a Ilha de Marajó na minha própria companhia

Mantemos a individualidade

Namorar é bom demais! Mas, manter a individualidade é super importante. Você tem uma história antes do relacionamento (e ele também!), jamais se esqueça disso. Precisamos ter tempo para tudo, inclusive para nós mesmos. Às vezes é preciso nos reconectamos conosco, darmos um tempo do outro para voltarmos a sermos companhias ainda melhores. E uma viagem solo é uma oportunidade para se autoconectar. Seu relacionamento com certeza vai agradecer 😉

LEIA MAIS: Viajar sozinha é perigoso?’ | Por Elma Souza

Insegurança, falta de dinheiro e de tempo livre impedem que as brasileiras viajem mais, aponta pesquisa

Voltamos cheias de história para contar

Viajar sozinha é sinônimo de voltar cheia de história para contar. É um lugar que você conheceu e achou a cara dele, é uma foto que você precisa mostrar pro seu companheiro, ou uma comida exótica que experimentou e deseja compartilhar como foi esse fato. Não importa tanto o que você tem para contar, aqui o mais legal é o fato de compartilhar o que se aprendeu com quem se ama. Isso renova e traz um frescor pro relacionamento, que é necessário para enfrentar o que a rotina é capaz de minar.

Nesse Dia dos Namorados desejo que você que lê esse texto seja muito feliz independente de ter um relacionamento ou não. Que viaje muito independente do seu estado civil e que aproveite todas as chances que tem de se fazer feliz!

E aí, você tem motivos para continuar viajando mesmo estando em um relacionamento que não estão no texto acima? Deixa nos comentários!

**

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ Rio de Janeiro

Rio e turismo: como ter um olhar mais positivo sobre a cidade?

Pessoas conversando
Compartilhe:

Em um momento de crise é complicado olhar o lado bom de uma situação. Como ser otimista se parece que o universo está conspirando contra nós? O Rio — e o Brasil — vive um momento de crise e muitas vezes ouço pessoas reclamando e reclamando, até que me questionei: ‘O que estamos fazendo para mudar?’

LEIA MAIS: Como e por que ser turista na própria cidade?

Detesto só reclamar de uma situação. Para mim, problemas existem para serem resolvidos e se você não está satisfeito com algo MUDE. Pensando dessa forma, durante a viagem por Brumadinho, conversando com os participantes que moravam no Rio, surgiu a ideia de fazermos uma roda de conversa sobre a cidade. Na ocasião, o governo tinha acabado de anunciar a intervenção federal, e tínhamos (quem estava na viagem) em comum a insatisfação sobre os rumos que a cidade vinha tomando.

Depois de algumas desistências e de muito pensar em como realizar isso, sobrou eu e Mari (do Mariana Viaja) e a ideia de falarmos sobre como o turismo poderia nos ajudar a ter um olhar mais positivo pela cidade. Um desafio e tanto, né? 

Pessoas posam para foto

Participantes da roda de conversa ‘Rio, eu gosto tanto de você’

 

Como falei acima, em um momento de crise, quem é que quer falar sobre coisas boas? É humano olhar para o lado negativo. Mas, nessas horas é preciso ativar o lado racional do cérebro e também saber enxergar as oportunidades. Um vez li que enquanto uns reclamam da crise outros fazem acontecer, já que esse momento pode ser uma possibilidade de MUDANÇA. Ouvi isso e guardei. E desde então, sempre que tô em um momento que não tá bacana, penso nisso: que preciso e posso fazer diferente.

A roda

A roda aconteceu nesse domingo (10), no Tupiniquim Hostel, em Botafogo. Além de mim e da Mari, contamos também com a participação da Gabriela Palma, idealizadora do projeto Sou + Carioca.

Mais do que querer apresentar soluções, tentamos explorar o lado positivo do Rio, sem glamorizarão e alienação. A ideia não era fechar os olhos para o que acontece de ruim. E sim, olhar por outro viés. Nós temos muitos problemas, mas também somos tão ricos. Temos tanta história, tanta cultura, temos um povo acolhedor e empático. E porque não valorizamos isso? 

Cristo Redentor

Cristo Redentor visto do terraço do Tupiniquim Hostel

 

Foi lindo vê cada participante da roda contando sua relação com o Rio e como eles contribuem ou contribuíram para uma cidade mais positiva. Rimos, debatemos, falamos do Rio Zona Sul, do Zona Norte, da Baixada, do Rio que somos e do que podemos ser… Minhas esperanças foram renovadas em ver tanta gente boa e determinada trabalhando para as coisas serem melhores. Então fica a lição, não desanime! Toda situação, por mais negativa que pareça, sempre tem um lado bom.

***

Se você achou esse vídeo interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ Vídeos

VÍDEO | Sozinha em Buenos Aires: dicas para uma viagem à capital argentina

Mulher em frente a Casa Rosada
Compartilhe:

Está pensando em viajar para Buenos Aires, na Argentina, sozinha? Então, nesse vídeo compartilho dicas para quem deseja se aventurar pelas terras portenhas, mas está cheia de dúvidas. Nesse vídeo você irá encontrar dicas sobre:

    • Segurança
    • Que roupa levar?
    • O que comer?
    • Assédio
    • Câmbio
    • Transporte
    • A água...
    • Kioscos
    • Chip de internet

Aperte o play!

 

LEIA MAIS: Aprenda a planejar uma viagem solo

***

Se você achou esse vídeo interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Dicas/ Mais recentes/ Vídeos

VÍDEO | Como é ficar hospedada em um hostel

Sala de estar
Compartilhe:

Tem dúvida como funciona um hostel? Se é seguro? Crianças podem se hospedar em um hostel? Respondo a essas e outras dúvidas nesse vídeo.

Se você achou esse vídeo interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Argentina/ Dicas/ Mais recentes

Como é viajar pela Aerolineas Argentinas?

Compartilhe:

Quando resolvi viajar para Buenos Aires comecei aquela pesquisa de preço das passagens aéreas. Até aí, nada demais já que esse é um procedimento padrão na vida de quem viaja. Sempre que busco por passagens aéreas tento juntar alguns requisitos, sendo eles, geralmente: bom preço aliado ao menor tempo possível dentro do avião. E a companhia que me proporcionava isso para esse destino era a Aerolineas Argentinas. Mas como é voar com a Aerolineas? Essa companhia é confiável? Bom, vamos lá.

A cia

Não vou falar sobre preço, pois pagar barato em uma passagem aérea depende de diversos fatores como época do ano em que se vai viajar, com quanto tempo de antecedência você comprou a passagem, do quão perto ou distante você está do destino para qual pretende ir, entre outros fatores. Aqui vou relatar o que curti e o que não curti na companhia aérea e espero que isso possa te ajudar a tomar sua decisão de compra.

Sobre os aspectos positivos:

– A Aerolineas tem comissários de bordo super atenciosos. O único porém é que como a companhia é argentina, a língua padrão deles é o espanhol. Isso pode ser uma fator complicador se você não está habituado com o espanhol, já que os hermanos falam um tanto rápido. Na dúvida, peça para eles “hablarem um poco mais devagar”.

– Curti bastante o lanche que eles dão durante o voo. No meu caso ganhei dois sanduíches de pão de forma (um braco e um negro) sem casca com queijo e presunto, um alfajor e uma bebida, que poderia ser refrigerante, café ou água. Pelo que observei, o passageiro pode escolher mais de uma bebida se quiser. 

Lanche dado durante o voo

 

– As aeronaves da companhia possuem Wi-Fi, para utilizá-las basta baixar o aplicativo da Aerolineas e usá-lo durante o voo. Não lembrei de baixar o aplicativo, mas vi passageiros ao meu lado usando e ninguém se queixou. Logo, funciona.

– O banheiro é bem limpo e cheiroso e tem água quente na pia. Achei bacana! 

Fazendo a espaçosa já que não tinha ninguém ao meu lado no voo

Sobre os pontos negativos:

– Não consegui fazer check in online e isso me incomodou. Gosto de já sair de casa para o aeroporto com isso resolvido, pois detesto filas e tudo que puder fazer online faço. Na ida fiz check in em uma máquina de autoatendimento. Já na volta, tentei fazer nessa mesma máquina e também não consegui. Então tive que ir até o guichê da cia aérea mesmo.

– A poltrona da aeronave é um pouco dura. Em um voo de 3 horas isso não é um problema. Mas, em voos mais longos pode se tornar. Talvez falha fazer um upgrade de poltrona para não ficar com a bunda quadrada.

Vale ou não fale a pena?

Apesar da parte do check in não ter me agradado nenhum pouco, gostei de voar de Aerolineas. Não tive nenhum problema com a companhia e nem vi outros passageiros com problema (sempre reparo no que acontece a minha volta!). Logo, se você é brasileiro e não conhece a Aerolineas Argentinas e tá na dúvida se deve comprar a passagem por ela, responde que sim.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
1 In Felicidade/ Mais recentes

Como a ansiedade prejudicou os meus projetos

Compartilhe:

Ansiedade: conhecida como o mal do século. Como saber se a temos? Como fazer para saber se nos autossabotamos através dela??? Eis uma pergunta difícil de ser respondida, e que precisa que exercitemos muito do nosso autoconhecimento para evitarmos cair em ciladas.

No início do mês vi o blog sair do ar e corri o risco de perder todo o conteúdo produzido nesses três anos por conta dela. Foi desesperador. Mas passado o susto consegui refletir sobre como uma decisão mal tomada pode trazer prejuízos e, por isso, resolvi escrever esse texto, para evitar com que você que o lê cometa o mesmo erro.

No início do blog eu não entendia muita coisa sobre blogs e tecnologia. Não sabia como bloggar, não fazia ideia de que plataforma escolher ou qual hospedagem usar, entre dúvidas. Mas tinha pressa. Afinal, eram centenas de ideias que borbulhavam na minha mente e que o mundo precisava descobrir, pensava.

Essa tal ansiedade em ver o blog no ar me vez cometer alguns erros. E o principal deles tem a ver com o problema que relatei aí em cima. Por não saber escolher a hospedagem, tive alguns contratempos. Entre eles o blog ficou fora do ar por alguns dias no início desse mês – logo no mês seguinte ao meu primeiro pico de acesso – e quando consegui colocá-lo na ar novamente, perdi todas as fotos (problema que ainda tô tentando resolver e peço desculpas a todos os leitores que entraram aqui no Kari Desbrava e se depararam com textos sem imagens).

A tal ansiedade me fez não pesquisar, me fez não buscar referências e simplesmente querer uma solução mágica para ter o projeto pronto.  Porém, SOLUÇÕES MÁGICAS NÃO EXISTEM. E como contei, foi por querer uma solução milagrosa que me prejudiquei.

O que aprendi com tudo isso é que não importa o quão empolgado você esteja: pare, respire e não tome decisões motivadas somente pela emoção. Quando se trata de contratar um serviço é preciso ter o máximo de referências e informações possíveis sobre o profissional e/ou a empresa na qual você irá trabalhar. Caso não, você pode se dar muito mal por isso, perdendo tempo, dinheiro e conteúdo.

Nesse artigo aqui há dicas de como evitar problemas com uma empresa de hospedagem caso você decida criar um blog. Tome ele como uma base e lembre-se: é preciso pesquisar, pesquisar e pesquisar muito antes de qualquer tomada de decisão. Assim, se aumenta as chances de acertos e minimiza-se os erros.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ Viagens

Três anos de #KariDesbrava: as melhores matérias do blog

Compartilhe:

Hoje, 25 de abril, o blog completa TRÊS ANOS. De lá pra cá muita coisa bacana aconteceu, mas um fato continua igual: o nosso compromisso com o despertar a vontade de viajar o mundo e de desbravar a própria cidade em cada pessoa que nos lê!

Queremos mostrar para vocês, queridos leitores, que viajar não precisa ser caro e, que se você tornar a viagem uma prioridade, com certeza mais destinos serão carimbados no seu passaporte. Queremos mostrar, que independente de tempo e de dinheiro, é possível olhar para o lugar onde se vive sempre com um novo olhar. Queremos mostrar que sozinha ou acompanhada é sempre bom desbravar!

Nesse anos, muitas matérias sobre esses assuntos foram produzidas aqui no #KariDesbrava. Confira agora uma retrospectiva das melhores matérias desses 3 anos de existência:

1 – Como e por que ser turista na própria cidade?

Desde o boom das redes sociais somos bombardeados de fotos dos mais diversos lugares do mundo. É a famosa que passa as férias em Fernando de Noronha. É a blogueirinha que a cada dia está em um canto diferente. Ou aquele conhecido que viajou para o outro lado do mundo. Vejo pessoas reclamando que não conhecem o destino dos sonhos, mas quando pergunto se já foram no ponto turístico famosão da própria cidade, a resposta é não. Por que conhecer o estado/país do outro é sempre mais interessante que o nosso? Leia a matéria completa aqui.

2 – Oito formas de acumular milhas aéreas

Acumular milhas deve ser a missão de toda a pessoa que quer viajar mais. Através delas, é possível economizar uma boa grana e usar o dinheiro que seria destinado para as passagens aéreas para outras despesas da viagem. Sem contar, que o valor das passagens são uma das grandes despesas, se não a maior, quando se pensa em viajar. Ouço muita gente falar que não viaja mais porque é caro. Então, que tal juntar milhas, comprar suas passagens com os pontos e fazer a viagem ser mais barata? Leia a matéria completa aqui.

3 – Insegurança, falta de dinheiro e de tempo livre impedem que as brasileiras viajem mais, aponta pesquisa

Sempre me perguntei por qual motivo as mulheres ainda viajam menos que os homens no Brasil. Bom, agora tenho a resposta para minha dúvida… Segundo uma pesquisa realizada pelo Voopter, em que mais de 5 mil mulheres foram ouvidas, os principais motivos para não viajar sozinha são: pouco dinheiro, falta de tempo e insegurança. Leia a matéria completa aqui.

4 – Como economizar até R$ 6 mil por ano e viajar mais

Existem várias formas de se economizar para conseguir viajar mais. Mas, se engana quem acha que para juntar essa grana é preciso fazer grandes cortes no orçamento. Na grande maioria dos casos, uma pequena mudança de hábito já faz grande diferença e já te permite juntar uma boa quantia. Leia a matéria completa aqui.

5 – Por que experiências valem mais que objetos

Experiências valem muito mais que objetos. Digo isso com propriedade, pois objetos se deterioram, experiências ficam. Não importa se você comprou uma blusa, um carro, uma casa, uma máquina fotográfica… Com o tempo, tudo isso vai ficando velho, pode quebrar, você pode perder, podem te roubar. Ah, agora as experiências que você viveu… essas ninguém leva! Leia a matéria completa aqui.

6- Dicas para planejar uma viagem sozinha

Viajar sozinha não é um bicho de sete cabeças. Mas, claro, que é necessário alguns cuidados a mais para evitar problemas. A preocupação vai desde a segurança de quem viaja sozinha (principalmente se for mulher) aos gastos, que podem ficar maiores do que em uma viagem dividida com alguém. Leia a matéria completa aqui.

7- Manual de sobrevivência: Carnaval no Rio de Janeiro

O Carnaval tá chegando e a Cidade Maravilhosa se prepara para a folia. Essa festa, seja na Sapucaí, seja na rua com os famosos blocos, encanta turistas do mundo todo. Eis então, o motivo deste post. Uma ajudinha para quem decidiu passar esses quatro dias por aqui. Um verdadeiro manual de sobrevivência para quem quer aproveitar o melhor do Rio de Janeiro. Leia a matéria completa aqui.

8- Cinco aplicativos para ajudar você a se virar no Rio de Janeiro

Quando vamos viajar ou até mesmo para nos “virar” melhor na própria cidade recorremos a ajuda da tecnologia para nos facilitar a vida. Às vezes, fico pensando como era mais difícil viajar sem as facilidades do mundo moderno. Mas hoje vivemos em outros tempos, que sem dúvidas é muito mais fácil. Pensando nisso, fiz uma lista (ou melhor um infográfico) de cinco aplicativos super úteis para serem utilizados por quem vem ou mora na Cidade Maravilhosa. Leia a matéria completa aqui.

9 – Glossário do viajante: Entenda o significado de alguns termos

É curioso, e totalmente normal, como nos atrapalhamos com alguns termos quando estamos começando a entender de um assunto novo. Se você é um viajante inexperiente pode ser que já tenha visto por aí algum termo que não entendeu direito o que significa. Então, resolvi listar algumas palavras do universo viajante e explicar seus significados para ajudar aqueles que ainda estão iniciando neste mundo. Leia a matéria completa aqui.

10 – Infográfico: 10 dicas de segurança para viajantes

Quando estamos viajando é preciso tomar alguns cuidados com nossa segurança. Geralmente, esquecemos disso, pois estamos de férias e não queremos esquentar a cabeça. Mas, não se preocupe, reuni em um infográfica 10 dicas do que você deve se atentar para evitar perrengues durante as viagens. Leia a matéria completa aqui.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Listas/ Mais recentes/ Viagens

Como e por que ser turista na própria cidade?

Rio de Janeiro
Compartilhe:

Leia ouvindo Ponto de Vista, Casuarina

Desde o boom das redes sociais somos bombardeados de fotos dos mais diversos lugares do mundo. É a famosa que passa as férias em Fernando de Noronha. É a blogueirinha que a cada dia está em um canto diferente. Ou aquele conhecido que viajou para o outro lado do mundo. Vejo pessoas reclamando que não conhecem o destino dos sonhos, mas quando pergunto se já foram no ponto turístico famosão da própria cidade, a resposta é não. Por que temos a mania de achar a que a grama do vizinho é sempre mais verde? Por que conhecer o estado/país do outro é sempre mais interessante que o nosso?

Viajar é bom demais sim. Mas, nem sempre a gente tá com grana para isso. E nesses momentos, ou em qualquer outro, que tal olhar a sua cidade com novos olhos?

Quer saber como? Abaixo listo QUATRO motivos de como fazer isso:

1 – Pesquise

Saia do lugar comum. Não é porque é a cidade onde você vive que não tem nada novo. Deixe os programas rotineiros de lado e busque por coisas novas. Vale procurar em guias de viagem, pedir sugestões de amigos, buscar em blogs…. Todas essas fontes podem te ajudar a construir um novo olhar sobre o lugar onde você está. 

Parque Penhasco Dois Irmãos: muitos cariocas nunca ouviram falar

2 – Deixei a preguiça de lado e vá!

Sai desse sofá. Para que deixar para conhecer lugares incríveis ou pessoas interessantes só na viagem de férias? Se tá com preguiça de ir por falta de companhia chama seus amigos, o namorado (a). E se ninguém topar, procure por grupos que fazem passeios pela cidade. Eles são uma ótima forma de conhecer gente! Aqui no Rio de Janeiro indico o Sou Mais Carioca, o Pé Na Trilha RJ ou o Rolé Carioca

Mureta da Urca

3 – Faça disso uma meta e cumpra!

Anote na agenda, estipule datas para visitar tais lugares, como por exemplo visitar um lugar por mês. Transforme conhecer a sua cidade em uma meta e não deixe de cumpri-lá. Te garanto que você não vai se arrepender! 

4 – Crie um novo olhar

Tudo na vida é questão de ponto de vista. Se você olhar a cidade onde vive com mais atenção com certeza (re)descobrirá cantinhos e se surpreenderá com o que viu 😉 

Por outro ângulo: relógio da Central do Brasil visto do Terreirão do Samba

 

*Esse post é um manifesto do blog e faz parte do movimento #DesbraveSuaCidade, idealizado pelo Kari Desbrava, e que tem o objetivo de incentivar as pessoas a conhecerem mais da cidade onde vivem.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
10 In Mais recentes/ O que fazer no Rio/ Rio de Janeiro

‘Tour Doces Histórias’ | Entenda a história dos doces no Brasil

Doces
Compartilhe:

Passear pelo Rio de Janeiro já é bacana. Passear pelo Rio, comer doces e aprender mais sobre a história dessas guloseimas é melhor ainda. Foi com essa sensação de coisa boa que participei do tour Doces Histórias, organizado pelo Sou+Carioca.

Já falei do pessoal da Sou+Carioca no post do passeio para a Pedra Bonita. Fica a dica caso você queira saber mais sobre o trabalho deles…

Mas, voltando aos doces. O tour apresenta a trajetória dos doces no Brasil e o cenário é as ruas do Centro do Rio, que respiram história. O passeio começa na Cinelândia. Lá a guia Raquel nos fez recomendações de segurança, como ter cuidado na hora de atravessar a rua, respeitar o tempo do grupo, ter cuidado com equipamentos fotográficos, etc, além de nos dar um panorama de como tudo começou. Nessa hora, ela nos falou sobre a importância do açúcar para o crescimento da colonia, sempre relacionado com a ideia da criação do doce.

Que tal uma viagem ao Rio de Janeiro? Através do Kari Desbrava, que é afiliado do Booking.com, você pode reservar sua hospedagem e ficar sossegado 🙂



Booking.com

Em seguida, fomos rumo à Praça VX onde ouvimos curiosidades de como os doces se popularizaram. Segundo a Raquel, muitos dos doces que comemos hoje foram “inventados” no Convento do Carmo, que fica ao lado do Paço Imperial. Como o Convento precisava de dinheiro, os doces que os internos preparavam eram vendidos e acabaram se espalhando pela cidade.

Depois passamos pelo Beco dos Barbeiros e a Rua do Ouvidor, duas ruas super importantes.
Por fim, a hora mais doce. Visitamos as confeitarias Colombo, Itajaí, Cavé e Manon. Em cada parada, ouvimos mais sobre a história de cada uma. Era dado um tempo para quem quisesse entrar e provar os doces em cada confeitaria. O que você vai comer não está incluso no valor passeio.

LEIA MAIS: Manual de sobrevivência: Carnaval no Rio de Janeiro

Uma aula de história dos doces

Confeitaria Colombo

A Colombo é a representação perfeita da Belle Époque carioca, em que a moda era ser “francês”. Fundada em 1894 é a mais famosa confeitaria carioca. Recebeu clientes ilustres como Chiquinha Gonzaga, Machado de Asis, Lima Barreto, Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek, Alberto I da Bélgica, Isabel II do Reino Unido, entre outros.

Atualmente, a Colombo tem quatro filiais: a do Centro, a mais antiga; a do forte de Copacabana; a do Aeroporto do Galeão; e a do Centro Cultural do Banco do Brasil. 

Doces da Confeitaria Colombo: pastel de nata e bomba de chocolate

Chefe confeiteiro da Colombo, Thiago Faro, conversa conosco sobre como é trabalhar em uma das mais tradicionais confeitarias do Rio. Segundo ele, em baixa temporada são produzidos cerca de 1.300 doces. Na alta temporada o número dobra. A filial do Centro abastece as demais filias

LEIA MAIS: Mirante no Rio: Parque Penhasco Dois Irmãos, no Leblon

Confeitaria Itajaí

Fundada por uma família alemã em 1932, a Itajaí fica na Rua Gonçalves Dias, no Centro do Rio. A confeitaria começou em um prédio estreito, mas se mudou para uma mais espaçosa na mesma rua. Ficou famosa pelas especialidades alemãs como strudels de maçã, bombas de chantilly, ghitas de amêndoas e diversos doces amanteigados. Alguns desses doces são servidos até hoje.

Raquel nos contando um pouco sobre a história da Itajaí

Casa Cavé

A Cavé é a confeitaria em funcionamento mais antiga do Rio. Fundada em 1860 pelo imigrante francês Auguste Charles Felix Cavé foi vendida para portugueses em 1922.

Ocupa os números 133 e 137 da rua Sete de Setembro. Destaque para o sorvete Dina Tereza (Creme, Chantilly e Fios de Ovos – R$ 22,50) feito em homenagem a cantora portuguesa. 

Fachada da Cavé

Confeitaria Manon

A Manon é a mais nova das confeitarias visitadas. Foi fundada em 1942. Em 1993, foi tombada pela Prefeitura do Rio como patrimônio histórico.

O salão da Manon é uma réplica do interior do navio português Cerpa Pinto. Ela também possui espelhos franceses e outros itens originais que nos remete ao passado. Tem como carro-chefe da Casa o doce Madrileñ: pão doce com creme e um toque de goiabada, salpicado com açúcar de confeiteiro. 

Salão da Confeitaria Manon

LEIA MAIS: Visita ao Real Gabinete Português de Leitura, no Centro do Rio

Curiosidades que aprendi no tour

– O açúcar ​era uma especiaria porque era de difícil acesso e caro;

– ​O Convento do Carmo já foi o maior prédio do Rio e a Igreja da Sé, que fica ao lado, já foi a Catedral do Rio;

– Junto com a descoberta do açúcar surgem ​também a canela, o cravo, entre outras especiarias;

– ​Os espanhóis conhecem o chocolate no México. Na ocasião, ele não se parecia com o que conhecemos hoje. Ele era uma bebida aguada que tinha uma função ritualística. Segundo a crença do povo mexicano, a bebida a base de cacau dava força aos guerreiros e fazia uma ligação com o divino;

– Os espanhóis conheceram a bebida através das mulheres das tribos mexicanas e, por conta disso, a bebida chegou na Europa como bebida para senhoras/mulheres, ganhando outro significado;

– ​O primeiro confeito de chocolate surge no Caribe francês e vai dar origem no chocolate que conhecemos hoje;

– O brigadeiro ganhou esse nome nas eleições de 1945. Na época, algumas mulheres vendiam o doce para arrecadar fundos para a campanha do candidato a presidência Eduardo Gomes. Ele usava o slogan “Vote no Brigadeiro que é bonito e solteiro” e esse fato acabou dado nome ao doce mais amado dos brasileiros.

 

*Foto do alto da matéria: Isabela Toscano/Beulasartes

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe: