Browsing Category

Mais recentes

0 In Agenda/ Mais recentes/ Rio de Janeiro

Sexta edição do Mondial de la Bière Rio acontece entre os dias 5 e 9 de setembro

Compartilhe:

A sexta edição do Mondial de la Bière Rio está chegando! O festival de cervejas responsável por reunir fabricantes, distribuidores e importadores de cervejas artesanais e premium, acontecerá entre os dias 5 e 9 deste mês, no Pier Mauá.

O público que for ao evento poderá conferir mais de 160 cervejarias, totalizando cerca de 1.500 rótulos, além de food trucks. Entre os expositores estão as marcas Kremer, Matisse, Primata, Show de Bola, entre outras.

A programação do festival também terá a apresentação de 30 bandas, dos mais variados estilos, como folk, jazz, reggae, rock e irlandesa. Os shows acontecerão em dois palcos externos, com vista para a Baía de Guanabara.

Já os expositores do evento poderão participar do MBeer Contest Brazil, um concurso para eleger as melhores cervejas expostas no festival. A escolha será feita por jurados nacionais e internacionais. O público também poderá escolher as suas preferidas através do MBeer Contest Público.

Os ingressos para Mondial de la Bière Rio custam R$ 120 (inteira) e R$ 66 (meia). Quem não tiver carteirinha de estudante, pode comprar meia levando 1 kg de alimento não perecível (entrada cervejeiro solidário). Os clientes Visa Infinite e Visa Platinum tem 30% desconto.  A entrada pode ser adquirida no site do evento ou nos pontos de venda.

Serviço:

Mondial de la Bière Rio. Píer Mauá, Armazéns 2, 3 e 4 | Av. Rodrigues Alves, n° 10, Saúde, Rio de Janeiro. De 5 a 9 de setembro. Horários: Quarta e quinta das 16h à 00h; sexta e sábado das 14h à 00h; e domingo das 14h às 21h. Ingressos vendidos pelo site www.mondialdelabiererio.com

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ Relato dos colaboradores/ Viagens

Todo mundo deveria ser imigrante um dia | Por Binha Silveira

Compartilhe:

Na sessão “relato dos colaboradores” de hoje vamos conferir as dicas da viajante Binha Silveira sobre a vida de imigrante, com suas dores e sabores. Confira!

Quer compartilhar seu relato com outros viajantes? Envie um texto contando como foi sua experiência para o e-mail: karidesbrava@gmail.com

***

Vida de imigrante, para quem nunca foi, é só glamour, romantismo. Mas a realidade é bem diferente disso! O fato é que é um reaprender a caminhar, é sair da zona de conforto, sem ter onde, em quem se apoiar.

Se o açúcar acabou ou não tem grana, não tem vizinho ou amigo para pedir emprestado. Não tem cheque especial ou cartão de crédito a pagar fora da vista. Não tem “jeitinho”.

Se quer vida social, tem que conquistar, a duras penas. Isso sempre lidando com o preconceito e desconfiança dos nativos, que sempre o terão como um forasteiro (o que na verdade é).

Ser imigrante te faz ser mais humilde, menos egocêntrico e mais centrado. É uma luta constante pela sobrevivência e permanência no espaço.

É provar o tempo inteiro que você não faz parte do “bando” conhecido – o que às vezes se torna cansativo – e conquistar diariamente o seu espaço por si só, sem referências. E isso te torna mais forte, te mostra caminhos que antes você desconhecia, te faz se redescobrir, se reinventar.

As relações às quais você está acostumado jamais serão as mesmas. Os lugares também não. Isso pode ser bom ou ruim, depende de como você enxerga. Fato é que imigrar é para os fortes (ou para quem se permite ser lapidado).

Você vai deixar de estar presente fisicamente em comemorações, nascimentos, velórios, aniversários e tantos outros acontecimentos diários que perderá a conta.

Vai sentir muita falta dos seus amigos e família e ter que vê-los através de uma tela de computador ou celular.

Não tem cheiro, nem abraço. Mas vai ter novas relações, novas experiências, aprendizados e descobertas. Vai te libertar de uma mentalidade, por vezes, bairrista e provinciana.

Eu, como uma amante da vida e das boas relações interpessoais, por não abrir mão delas, me entrego às experiências. Mas dizer que é fácil, seria hipocrisia da minha parte. Não, não é. E quem disse que seria? E isso é o que torna ainda mais gratificante o resultado dessa constante busca: a descoberta.

Bom, para quem está disposto. E tem estrutura para aguentar. Quem não tem, sucumbe, retorna, desiste.

Mas, se posso dar um conselho para um crescimento e amadurecimento pessoal é: seja imigrante pelo menos uma vez em sua vida. Você vai se surpreender!”

Para conferir mais textos da Binha, conheça o blog dela.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Felicidade/ Mais recentes/ Viagens

Aprenda a transformar metas em realidade

bloco de notas e lápis
Compartilhe:

Com frequência escuto as pessoas reclamarem que viajar muito é impossível. Perguntam admiradas como pode alguém viajar com tanta frequência. Bom, respondo para vocês: esse pessoa tornou as viagens uma prioridade na vida dela.

Já falamos aqui, que dependendo da sua situação, viajar ainda é um privilégio. Mas, hoje vamos tratar de outro ponto: daqueles que querem viajar mais, porém não o fazem por pura falta de organização financeira.

O primeiro passo para quem deseja viajar com frequência passa pela tomada de decisão. Você precisa querer isso. Querer muito. Pois só assim conseguirá resistir a todas as tentações que aparecerão pelo caminho. E olha… serão muitas.

E lembre-se, viajar é prazeroso, mas não traz prazer imediato como “bruzinhas”, saídas e afins. Repito: por isso é tão importante você ter convicção de que isso (viajar) é o que você deseja. Como dizem por aí: “pra quem não sabe para onde vai, qualquer caminho vale“.

Depois será preciso fazer uma revisão nas próprias finanças. Detectar onde está havendo desperdícios e cortá-los é o começo para fazer suas viagens acontecerem.

Tomada a decisão e feita a análise de como anda sua vida financeira é hora de estipular quanto é preciso juntar e em quanto tempo. Escreva em uma papel, no notes do celular, em um mural. O local não importa muito, o que vale aqui é que isso esteja a seu alcance a qualquer momento.

Por fim, inspire-se! Lembre-se sempre que possível o quanto isso é valioso. Pode ser através de fotos no celular (colocar seu objetivo como capa do seu aparelho é uma boa!), vendo vídeos, assistindo a filmes, lendo textos como esse aqui. Recorde sua meta com frequência, pois só assim você não irá trocá-la pelo primeiro convite para sair.

Obs: Dei o exemplo das viagens no texto, mas essa “fórmula” do Decide + Poupe + Execute funciona para qualquer objetivo que você queira ter na vida 😀 Por isso, o título. 

Obs2: O texto acima é baseado nas minhas experiências e na forma que encontrei de concretizar o que sonho. Mas, apesar de tê-lo simplificado, não há aqui o intuito de apresentar uma fórmula mágica. Para transformar qualquer objetivo em realidade é preciso esforço. Por isso, desconfie de tudo e todos que te prometam um resultado milagroso.

Se você gostou deste texto, confira nossa sessão de textos inspiradores.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
1 In Dicas/ Mais recentes/ Viagens

Como viajar com o dólar alto?

dolar
Compartilhe:

Viajar com o dólar batendo R$ 4,50 não é das tarefas mais fácies. A desvalorização do real frente a moeda americana pode desanimar muitos de fazerem a tão sonhada viagem. Mas, o blog vem aqui te dá uma boa notícia: viajar com o dólar alto é possível, mas para isso é preciso ter um bom planejamento.

E para te ajudar no antes, durante e depois da sua viagem reuni as melhores dicas sobre como viajar com o dólar alto! Confere só:

Cuidado com a escolha do destino!

Pesquise muito os destinos antes de embarcar. Verifique se não é melhor conhecer países com moedas mais em conta. Bons lugares para se viajar com o dólar está alto são países da América do Sul, como Chile, Argentina, Peru e Bolívia, destinos mais alternativos da Europa, com Hungria e outros países do leste europeu, ou então países como México, Índia e Africa do Sul, que possuem culturas muito interessantes e são bem mais em conta que os Estados Unidos.

Mas, se o seu sonho é mesmo se esbaldar em Nova Iorque, Miami ou Paris, calma! Como eu disse acima, nada como planejamento para conseguir realizar esta meta.

Não compre dólar na última hora

Ao invés de comprar dólar em cima da hora, vá comprando a moeda aos poucos. Assim você consegue pagar a média do que a moeda vale, ao invés de pagar o valor mais alto. Lembre-se: em tempos de crise econômico, período na qual vivemos hoje, a cotação das moedas varia muito. Por isso, comprar tudo de uma vez pode causar um roubo no seu orçamento.

Fique mais tempo nos lugares

Tempo de dólar alto pede cuidados redobrados. Ao invés de fazer um pinga pinga entre destinos porque não passar mais tempo no mesmo lugar? Quando ficamos mais tempo em um destino, a tendência é que economizemos mais, pois assim temos tempo de andar de transporte público, pesquisar preços de onde comer, sem falar na economia que se faz pelo fato de não estar se locomovendo a todo momento.

Atenção com a hospedagem

A hospedagem é uma das grandes custos de uma viagem, por isso, tenha atenção ao escolher a sua. Mas, guarde bem este conselho: sempre priorize um local com boa localização. Escolher pagar mais barato, mas fica em um local longe é cilada! O que você economiza com a hospedagem, gasta com transporte. E gasto excessivo é tudo o que você deve evitar com o dólar alto.

Viaje no meio da semana

Viajar no meio da semana barateia os custos da passagem. Então, se você tem como viajar na terça, quarta e quinta ao invés do fim de semana, faça isso! Afinal, assim você utiliza o dinheiro economizado na passagem para gastos durante a viagem.

Use as milhas

Lembra do seu cadastro nos programas de fidelidade da companhia aerea? Então! Acesse e verifique se a quantidade de milhas acumuladas podem te ajudar a comprar uma passagem.

Fuja dos períodos de alta temporada

Além de tentar não viajar no fim de semana, em período de dólar alto, fuja da alta temporada. Como bom viajante, você sabe que alta temporada é sinônimo de preços mais elevados. E adivinha? Você deve correr disso!

Compre os passeios com antecedência

Na hora do planejamento, pesquise quais atrações você quer conhecer e verifique se comprar os ingressos para elas com antecedência te fará economizar. Provavelmente a resposta será sim, e diante da certeza que alguma grana será poupada, nem pisque: compre logo suas entradas.

Calcule a média diária dos gastos

Uma ótima estratégia para viajar com o orçamento mais apertado é orça o quanto você pode gastar por dia. Assim, se você economiza em uma dia, pode gastar mais um pouquinho no outro. E vice-versa. Uma ótima forma de fazer esse cálculo é através do site Quanto Custa Viajar.

Esqueça as compras

Tempos de dólar alto não é um período favorável para compras. Ao invés isso, foque em conhecer mais o destino. Considere também atrações gratuitas como freewalking tours ou os dias de entrada gratuitas em museus e centros culturais.

Prefira dinheiro vivo

Usar o cartão de crédito em viagens internacionais pode ser a maior furada. Com o dólar alto então… Tudo isso porque a conversão do que você irá pagar só é feita no fechamento da fatura e, até lá, a moeda pode ter se valorizado. Por isso, opte por usar dinheiro vivo ao invés do cartão de crédito.

Ainda tá difícil viajar?

Se mesmo com as dicas acima ainda tá difícil tirar seus planos do papel, considere parcelar a viagem. Mas, antes de sair parcelando tudo e se enfiar em uma dívida, conheça bem sua vida financeira e verifique em quanto tempo você vai conseguir quitar essa dívida! Se você comprovar que o parcelamento não é uma boa opção, considere então viajar pelo Brasil. Geralmente, achamos o Brasil caro, mas muitas vezes comparamos os preços da alta temporada daqui com a baixa temporada dos destinos internacionais.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ Para mulheres

Viajar sozinha é um ato político revolucionário

mulher andando de bicicleta
Compartilhe:

Leia ouvindo: Respeita as minas

Pode parecer que não, mas viajar sozinha é um ato político revolucionário.

Duvida?

Pergunte a toda mulher que viaja sozinha quantas vezes ela escuta “Nossa, como você é corajosa” ou “Eu não sei se teria a mesma coragem” durante uma viagem solo…

Mesmo após diversas conquistas, nós mulheres continuamos a lutar por nosso direito de escolha. E escolher viajar sozinha não é uma decisão fácil, como deveria ser.

Como lidar com os olhares dos outros? Será que vou aguentar ficar só na minha própria companhia? Vou chorar? Vou fazer amigos? O que responder quando me perguntarem se ‘seu marido deixa‘? E o assédio? É seguro? Vou conseguir me virar?

Esses são só alguns dos questionamentos que passam pela cabeça de uma mulher antes de ingressar em um voo solo.

Mas, superado o medo vem a grata surpresa de desbravar novas fronteiras, mergulhando em novas culturas e repensando pré-conceitos.

Justamente por isso que viajar sozinha é um ato político revolucionário. Afinal, em um mundo machista, que nos desencoraja praticamente o tempo todo, desafiar a sociedade viajando acompanhada de si, é sim uma forma de política e de dizer que estamos aqui e não somos obrigadas a nada!

 

E você, já desafiou o patriarcado hoje?

 

Se quiser ler mais textos sobre a temática feminina dê uma olhada na nossa sessão para mulheres

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ Para mulheres

Conheça os aplicativos de transportes voltado para mulheres

mulher dirigindo
Compartilhe:

Os aplicativos de transporte, como Uber e Cabify, revolucionaram a mobilidade. Porém, muitas mulheres não se sentem seguras ao andarem em carros particulares com motoristas do sexo masculino, pois, infelizmente, casos de assédio e outro crimes ainda são muito comuns. Pensando em trazer mais conforto e segurança para elas, algumas empresas lançaram apps voltado somente para o público feminino. Vamos conhecê-los?

FemiTaxi

Com o lema confiança, segurança e conforto, o FemiTaxi é uma aplicativo voltado para mulheres e que só tem motoristas também mulheres. Através dele é possível solicitar a corrida na hora ou agendá-la.

O app também possui serviço para crianças desacompanhadas. Funciona das cidades de São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Goiânia, Santos e Belo Horizonte.

Lady Driver

Este app pode ser mais um opção para as mulheres que tem medo de serem assediadas durantes as corridas. De acordo com o aplicativo, atualmente ele opera em São Paulo, Guarulhos (SP) e em algumas áreas da zona sul do Rio.

Tradicionais também se rendem ao feminino

Além desses dois aplicativos voltados para mulheres, os tradicionais Uber e 99 Táxi também se renderam as necessidades do público feminino. No 99, por exemplo, a passageira pode escolher se quer uma prestadora de serviço do sexo feminino.

Já o Uber, agora permite que o passeiro ligue para polícia, além de manter a funcionalidade de compartilhar a corrida com os amigos.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ O que fazer no Rio

O que fazer no Rio de Janeiro em dias de chuva

Compartilhe:

O Rio de Janeiro é uma cidade conhecida por seus dias ensolarados, suas praias e belezas naturais. Mas, como todo clima tropical, por vezes somos pegos de surpresa e o clima não fica tão bacana para atividades ao ar livre. E o que fazer no Rio de Janeiro quando chove?

Bem… esse post tem o intuito de te dar ideias do que fazer na Cidade Maravilhosa quando os dias de sol não querem acontecer… Vamos lá? A note as dicas!

Museus, teatros e centros culturais

Com grande variedade de programas culturais, o que não falta no Rio são opções de museus, teatros e bibliotecas para serem visitadas. Duvida? O  Museu do Amanhã, Museu de Arte do Rio, o Centro Cultural do Banco do Brasil, o Real Gabinete Português de Leitura, a Museu de Belas Artes, o Teatro Municipal e o Centro Cultural de Justiça são só alguns dos lugares que podemos conhecer quando está chovendo (e quando não está também!). 

Biblioteca

Docerias

Em dias de chuvas, que tal experimentar um chocolate quentinho e um doce? Uma boa pedida é fazer um tour pelas confeitarias do Centro do Rio. Como opções o visitante tem a Confeitaria Colombo, uma das mais famosas da cidade, e outras nem tão conhecidas, mas que vale conhecer. Caso não queira ir sozinho, indico conhecê-las com o Tour dos Doces, promovido pela Sou + Carioca.

Tour pelo Maracanã

Quem lembra do Maracanã só em dias de jogos, até esquece que é possível conhecer as instalações do estádio. E se o tempo não está bom pra ficar na arquibancada, que tal passear por dentro dele e imaginar como funciona os bastidores dos jogos? 

Estádio Maracanã

 

Igrejas

O Rio já foi capital do Brasil e, por isso, é possível verificar a influência do período colonial na cidade. Prova disso, são as centenas de igrejas que existem no Centro. Como destaque temos a Igreja da Candelária, que fica bem no final da Avenida Presidente Vargas. Também no Centro do Rio, fica a Catedral do Rio. Lá o destaque vão para os vitrais.

Bares

Temos muito mar, mas temos muito bar também! O carioca ama a rua e o bar é como se fosse nossa segunda casa. Do Zona Sul a Zona Norte, do Centro a Zona Oste, você sempre encontrará um bom boteco pelo caminho. 

Para ficar por dentro das novidades que rolam nos bares cariocas, aconselho a acompanharem a página do Facebook Alma de Bar

LEIA MAIS: Onde se hospedar no Rio de Janeiro?

Shoppings

Sei que o Rio realmente atrai pela fartura de belezas naturais. Num dia ensolarado, ir ao um shopping pode soar quase como uma injúria. Mas, porque não aproveitá-los em dias de chuvas?

O Botafogo Praia Shopping (ou Escada shopping, rs), tem uma ótima vista da Enseada de Botafogo, que é a coisa mais linda mesmo em dias nublados.  Outros shoppins, como o Shopping Leblon, na Zona Sul; Village Mall, na Barra da Tijuca; e Norte Shopping, na Zona Norte, também possuem uma variedade enorme de estabelecimentos e entretenimento.

E aí, gostou da nossa lista? O que mais você faz no Rio quando chove? Me conta nos comentários!

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
2 In Mais recentes/ Viagens

Destinos inesquecíveis! Eternize suas viagens com berloques

Compartilhe:

Viajar pode ser uma experiência transformadora. O contato com novos costumes, idiomas, hábitos e paisagens nos apresentam outras visões de mundo e, com certeza, esse é um dos grandes benefícios de desbravar. Mas, que tal ter alguma lembrança daquela sua viagem marcante?

Entre as maneiras de recordar uma viagem, há a possibilidade de colecionar berloques, uma espécie de pingente de pulseiras. Há pouco tempo conheci a loja Amo Berloque, o maior e-commerce brasileiro especializado nas vendas de berloques e considerada a maior loja virtual com variedades de berloques com o tema viagem do Brasil. E como recordar bons momentos é viver, resolvi listar três destinos inesquecíveis para mim e seus berloques, que são só amor <3  Confira:

Lençóis Maranhenses e São Luís, no Maranhão

Conhecer os Lençóis Maranhenses foi um sonho realizado. Com uma paisagem surreal de linda, é impossível não se encantar com tanta beleza natural. As dunas, o pôr-do-sol no meio do ‘deserto brasileiro’, o rali da volta, os 13 km de caminhada. Tudo valeu a pena para conhecer e viver essa experiência mágica!

Já em São Luís temos contato com a nossa história, presentes nas fachadas dos prédios, na culinária e nas danças. Como uma forma de lembrar essa viagem escolhi o berloque prata do Bumba Meu Boi, um dos símbolos do estado. 

Lagoa nos Lençóis Maranhenses

Rio de Janeiro

A carioca aqui tem uma queda pelo Rio de Janeiro. Viajo, viajo e viajo, mas sempre sinto uma sensação incrível em estar em casa. Tanto é que desbravar o Rio é um dos mandamentos deste blog.

Cheia de encantos, o RJ tem muitos atrativos: que vão desde os mais conhecidos como as praias, o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar, à trilhas e programas culturais.

Trilha da Pedra Bonita. Ao fundo, a Pedra da Gávea

 

Como uma forma de eternizar os momentos vividos aqui, escolhi o berloque do Cristo Redentor, uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. 

Buenos Aires, na Argentina

E para fechar a lista com chave de ouro, indico Buenos Aires, capital da Argentina. Bucólica, charmosa e com um ar dramático, BA reúne diversos atrativos como o tango, a culinária, com influência espanhola e italiana, as livrarias e cafeterias, além de personagens clássicos como a Mafalda. O berloque escolhido nesse caso é o da bandeira da Argentina.  

Com a estátua da Mafalda, no bairro de San Telmo

 

Quem quiser adquirir qualquer berloque com desconto de 10%, válido até 31 de dezembro de 2018, basta usar o cupom promocional HELLO_KARI no ato da compra.

Confira também a coleção Viagem completa, com pingentes de prata, folheado a ouro e bijuteria e escolha o seu!

 

*Este é um post publicitário. Para dúvidas consulte nossas políticas editoriais.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ Para mulheres

5 programas para aprender a gostar da própria companhia

Compartilhe:

Viajar sozinha pode ser muito difícil para muitas mulheres. Afinal, somos muito mais encorajadas a nos casar, a construir uma família do que exercitar nossa autoconfiança e independência. O mundo tá mudando (Amém!), mas ainda falta muito para avançarmos em diversas tópicos da política de gêneros. E pensando em você, mulher que deseja a viajar sozinha, que escrevo esse texto.

Aqui no blog, já fiz diversos textos sobre esse tema e também temos uma sessão somente dedicada à aquelas que querem viajar sozinhas. Mas, mesmo levantando essa bandeira todos os dias, percebo que muitas de nós ainda se sentem muito inseguras para simplesmente pegar as malas e ir.

LEIA MAIS: 4 motivos para continuar viajando sozinha mesmo namorando
Dicas para planejar uma viagem sozinha

Por conta disso, abaixo listarei alguns programas que você pode fazer e que necessitam somente da sua companhia. Mas, antes gostaria de frisar uma coisa: comece aos poucos! Ninguém precisa ir para o outro lado do mundo na primeira viagem (Mas se quiser ir também sem problemas)!!! Para a maioria de nós começar as poucos é o ideal. Assim, você não se assusta, aprende a ficar só, e constata que viajar só não significa solidão.

Então, vamos ao que interessa:

Dia de Spa

Tirar um momento só pra cuidar de você. Tem coisa melhor? Aproveite para fazer as unhas, hidratar os cabelos, passar aquele creme que você ama. O que interessa aqui é cuidar de si, do seu corpo e da sua mente.

Faça um jantar especial só para você

Quem disse que para jantar uma comida gostosa é preciso de uma data especial ou de companhia? Você é sua melhor companhia sempre, por isso dê valor a esse fato e se presentei com uma boa comida.

Vá ao seu restaurante preferido

Pode ser japonês, pizarria, um especializado em comida vegana. Tire um dia e vá curtir seu restaurante favorito.

Já pensou em ir ao teatro e cinema sozinha?

Escuto muitas meninas dizerem que não vão ao cinema ou teatro sozinhas por falta de companhia. Mas, você não nasceu grudada com ninguém… Logo não deixe de fazer o que quer se alguém não puder ir junto.

Não desista daquele show só por falta de companhia

Sabe o que disse ali em cima? Leia de novo até entender que não há mal nenhum em sair sozinha.

Finalmente viaje! Mas, comece devagar…

Depois de criar o hábito de sair sozinha, experimente viajar só com sua companhia. Aconselho começar dessa maneira, pois assim você não se choca de estar em um lugar sem a companhia de pessoas conhecidas.

Também já fiz um vídeo com três dicas para perder o medo de sair sozinha. Confira:

 

E você, já tem o hábito de sair sozinha? Como começou? Me conta nos comentários!

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Mais recentes/ Rio de Janeiro

Fazenda Cachoeira Grande: um pedaço da nossa história em Vassouras (RJ)

Compartilhe:

Viajar faz a gente conhecer mais da nossa história. Essa frase faz todo o sentido quando se trata da visita à Fazenda Cachoeira Grande, em Vassouras, município do Sul Fluminense do Rio. Dada como dote a Francisco José Teixeira Leite, o Barão de Vassouras, ao casar-se com sua prima, Maria Esméria Leite Ribeiro, em 1820, visitá-la é descobrir histórias vividas em nosso período colonial, e ao ouvi-las, consequentemente, entendemos mais sobre o funcionamento e formações culturais do Brasil.

A visitação começa em um grande galpão, que fica ao lado de um belo lago, de águas calmas. Nele, fomos recebidos por Ricardo Caffarelli, um dos administradores da fazenda. Ricardo nos explica como funciona a visitação e passa a palavra a Jorge, seu padrasto e grande conhecedor da história da Cachoeira Grande. 

Grupo reunido no início da visitação. Fotos: Leonardo Castelo Branco

Jorge nos conta que a fazenda entrou em um período de declínio após a abolição da escravatura. “Os escravos ganharam a liberdade, mas não foram qualificados para ocupar os postos de trabalho de forma remunerada. Naquela época não se tinha a visão de que se deveria pagar por um serviço. Já os fazendeiros perderam sua mão de obra e se viram em maus lençóis, com um grande problema financeiro”, conta.

Na época, os proprietários da Cachoeira Grande chegaram a receber a Princesa Isabel e o Conde D’Eu para um jantar, na tentativa de convencê-los a não liberarem a abolição. A recepção foi em vão, e a abolição da escravatura foi concedida em 1888 . “Houve um cunho político. A abolição aconteceu em um momento que São Paulo estava recebendo imigrantes italianos. Mas, o Rio não tinha essa cultura, dependia da mão de obra escrava. Com isso, os fazendeiros quebraram e Vassouras perdeu seu potencial econômico”, complementa Jorge. Na visita é possível ver o cardápio do jantar.

Renascimento: da crise a abertura para o turismo

Com a crise, os Teixeira Leite não conseguiram mais manter a fazenda, que acabou passando para outros donos, que não tiveram sucesso em sua administração. A redenção veio em 1987, quando a Cachoeira Grande foi adquirida pelo empresário e colecionador de arte Francesco Vergara Caffarelli. Ao lado da esposa, Núbia, eles restauraram e decoraram a casa e deram vida ao local.

Posteriormente, a fazenda teve suas portas abertas aos turistas interessados na história da região do Vale do Paraíba fluminense.

A visita

Depois da explicação do Jorge é a hora de caminhar pela propriedade. A primeira parada é no lago. Depois seguimos para o ‘Mirante do Barão’, nome dado pelo Jorge, para observamos as ruínas da ‘fábrica de café’. Lá do alto, também observamos a imensidão do lugar e a natureza, que realmente impressionam.

Uma curiosidade sobre a Fazenda Cachoeira Grande que não posso deixar de contar é que em meio as ruínas há o que restou de uma fábrica de arroz, pois durante o declínio do café os proprietários partiram para produção de outros produtos. Essa fábrica é composta por dois pilões onde o arroz era batido e a engrenagem era movida pela água, uma revolução tecnológica para a época.

No centro, ruínas da fábrica de arroz. Ao redor, ficava o local onde o café era lavado

Subida para a casa principal

E por falar em revolução tecnológica, dentro da casa conhecemos mais curiosidades, como o espelho que é virado para a porta sob a alegação de que espanta as energias negativas. Outro ponto interessante é como a casa fica em uma posição estratégica da propriedade: de suas janelas é possível ver quem está chegando, assim como o Mirante do Barão que permitia que o fazendeiro observasse toda a movimentação da produção de café.

Já na cozinha conhecemos um mobiliário original. Nele, eram guardados os cereais que garantiam a alimentação dos moradores do casarão. Também somos alertados do porque o armário tem sete portas: cada uma guarda a louça que é servida a cada dia da semana. A particularidade nos lembra algo que era fundamental para aquela época: quantos mais posses, mais a família demostrava para Corte Portuguesa que era rica e poderosa. 

Sala de estar: janelas estão posicionadas para ver quem chega na Fazenda

Quarto de hóspedes: cômodo era propositalmente pequeno, ideia era não deixar visita confortável para ela não querer ficar mais tempo

Jorge nos mostra o armário original. Arca servia para guardar os mantimentos

Ciclo do Café: Vassouras viveu o ápice da sua economia durante o período, chegando a ser a maior produtora de café no Estado do Rio

Jorge também nos revela o motivo dos quartos de hóspedes serem pequenos: “Não era legal dar um quarto confortável. A pessoa já demorava muito na viagem, se encontrasse algo muito bom, corria o risco de não ir embora”, pensavam.

O passeio termina com um lanche regado a pão de queijo, bolos, sucos e claro, café.

Museu de Carros

A Fazenda tem ainda um espaço dedicado a carros antigos. A visitação, que custa R$ 25 e é paga a parte, é guiada pelo Ricardo. Durante a passeio, conferimos desde carroças a carros mais robustos, como o Cadilac, e descobrimos muitas curiosidades sobre esse universo.

Como curiosidade: os carros são tão bem conservados, que alguns foram alugados pela Rede Globo para serem utilizados na novela ‘Orgulho e Paixão’. 

Como chegar

Vindo pela pela Dutra, entre logo após o primeiro pedágio na saída indicando Paracambi-Mendes-Vassouras. Após Mendes, segui pela RJ-127 até o KM 43, entrada para a fazenda (há uma placa do lado esquerdo com nome da fazenda). Siga pela estrada de asfalto.

Em um determinado  momento, a estrada de asfalto vira de paralelepípedo, mas continue em frente que você chegará no portão da fazenda. Haverá um interfone para se identificar. Depois é só seguir nessa mesma estrada até o segundo portão e estacionar o carro, pois a visita começa em um grande galpão no lado esquerdo do lago.

Se por acaso, você passar da entrada, basta fazer o contorno no trevo à frente.

Cuidado com o Waze

Acreditem se quiser, mas mesmo recebendo as indicações de como chegar, conseguimos nos perder. Ao sairmos Rio, fomos direto para o Centro de Vassouras. De lá para a fazenda tivemos a péssima ideia de nos guiarmos pelo Waze. Digo péssima, pois as vezes o aplicativo te apresenta a rota mais rápida, sem considerar outros fatores, como segurança, por exemplo.

E foi exatamente o que aconteceu conosco. Ao invés de irmos pelo caminho que descrevi acima, acabamos indo pela rota alternativa que o Waze nos deu. No caso, essa rota alternativa começava com uma ladeira que desembocava em uma pista que só passava um veículo por vez dentro de uma mini-favela.

Se isso já na bastasse, a pista de asfalto virava uma estrada de barro no alto de um morro, cujo podíamos ver a RJ-127 lá embaixo, sem proteção alguma… Por fim, o caminho que já era estreito ficava mais apertado ainda. Foi quando nos deparamos com um caminhão e tivemos que voltar de ré. Ufa!

Rota alternativa que o Waze nos deu. Há um caminho bem mais fácil

 

No fim, o caminho realmente dá na fazenda, mas porque fazer um caminho tão complicado se existe um bem mais fácil, não é mesmo? Por isso, quando for usar o Waze tente estudar o percurso antes e pergunte a um local se o caminho que você fará é o melhor.

 

Serviço: Endereço: Estrada RJ 127, km 43. Telefone:  (21) 99911-4339 ou (24) 99285-4689. Site: http://www.fazendacachoeiragrande.com.br E-mail: contato@fazendacachoeiragrande.com.br Horário de funcionamento: É necessário agendar visita.

 

*O blog foi conhecer o destino a convite da administração da Fazenda Cachoeira Grande. Entretanto, o texto reflete a opinião do autor. Para dúvidas sobre parcerias, consulte nossas políticas editoriais.
***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe: