Browsing Category

Felicidade

0 In Felicidade

O que aprendi em um ano de blog

Blog_Kari_Desbrava_Pixbay

Hoje o blog completa um ano. Apesar do pouco tempo se comparado há outros blogs do mesmo segmento aprendi e continuo aprendendo todos os dias.  Pensei em diversas coisas para este post, mas no final resolvi escrever alguns dos meus aprendizados neste tempo.

Primeiro de tudo, blogar dá trabalho. Muito. Mas quando é feito com amor o trabalho passa a ser gratificante, se é que me faço entender.

Sempre que comento em posts na blogosfera sobre como fazer o seu blog ter sucesso deixo a mesma resposta: Estude. Estudar faz com que nos comuniquemos melhor, escrevamos melhor, além de nos permitir antecipar tendências e nos destacar.

Para ser um bom profissional, independente da sua área, ou para ser uma boa blogueira já que este texto se trata disso, nunca se esqueça: estude, estude, estude.

Neste um ano aprendi sobre WordPress, SEO, Marketing, blogs, Snapchat, Youtube. Quis desistir diversas vezes devido a correria do cotidiano mas continuo, pois amo escrever e trabalhar com o que se ama não tem preço. Consegui parcerias (o #KariDesbrava é parceiro da Rádio Zum e minhas dicas podem ser ouvidas na programação da rádio), participei de eventos… Mas principalmente conheci pessoas super legais, que me ajudaram com ideias, dicas, críticas. Sou grata a tudo que rolou até hoje e espero que muitas coisas bacanas aconteçam.

momentos_kari_desbrava

Alguns dos momentos que vivi nesse um ano! :)

E que venham mais um ano, dois, três, mil anos, hehehe. Vida longa ao #KariDesbrava!

 

***

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes sociais.

 

Beijos,

Kari.



0 In Felicidade

A felicidade vem de dentro

Felicidade_Kari_Desbrava

[Leia este post ouvindo Felicidade – Seu Jorge]

Faz um tempinho que não escrevo sobre a tag Felicidade aqui no blog. E resolvi falar dela por diversos motivos. Acho que o me mais me motivou a escrever sobre isso é a crise atual. Visivelmente estamos passando por uma crise econômica que desespera patrões e empregados. Mas, percebo que no meio da comunicação essa crise começou antes, tem consequências catastróficas e que parece não ter um prazo para acabar.

Tá, mais o que isso tem a ver com Felicidade? Tudo. Explico: estar realizado profissionalmente com certeza contribui, e convenhamos que muuuuuuito, para a felicidade de um indivíduo. Mas, contudo, entretanto, todavia, isso não é tudo. E graças a Deus que não é.

A família, amigos, namorado(a), marido, esposa, filhos… Tudo isso influência na nossa Felicidade e nos completa além da profissão que escolhemos. Mas antes dos nossos laços sociais é o relacionamento com nós mesmos que mais pesa para essa equação que é diferente para cada um. O que me faz feliz pode não fazer você. E vice-versa. 

E está aí um coisa difícil de responder. O que nos faz felizes? Não sei vocês, mas eu não sei responder essa pergunta de forma simplista. Definir felicidade é difícil, porém o caminho para consegui-lá somente o nosso eu interior pode responder. E é por isso que eu bato na tecla que Felicidade vem de dentro. Primeiro temos que nos encontrar e nos fazer felizes. Depois vem nosso relacionamento com os demais.

E que nossa visão sobre as crises seja positiva. Pois não há mal que perdure para sempre. E se você enxergar a crise como sua amiga, quem sabe ela não te acolhe e te mostra uma saída melhor do que a situação que você está agora?

Coragem!

***

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes sociais. 😉

Beijos,

Kari.



0 In Felicidade

A receita do sucesso…

Receita para o sucesso _ Kari Desbrava _Pixbay

‘Tudo que vem fácil, vai fácil”

(Auto desconhecido)

Trabalhar duro. Essa é a receita do sucesso. Por mais que atualmente tenhamos a falsa percepção de que o sucesso se alcance de forma imediata, essa impressão não passa de uma percepção equivocada.  Por trás de uma história de sucesso, com certeza tem anos de trabalho duro, de estudo, de esforço, de noites mal dormidas, de desanimo e de superação.

Superação sim. Aquela sensação que temos ao percebermos que vencemos quando, por mais que tenhamos tido vontade de desistir, optamos por seguir em frente. Seguir mancando, sem forças, mas seguir.

Fico pensando quantas histórias de sucesso não ficaram pelo caminho por que a pessoa optou em desistir. Quando se tem um sonho, por mais que pareça difícil, por mais que você não encontre apoio para segui-lo, por mais que te chamem de louco, se você realmente quer isso, não exite em fazê-lo.

Agora, não se esqueça: para alcançar o sucesso é preciso trabalhar duro e estar sempre se aperfeiçoando, como profissional e como ser humano. Fazer o que se gosta com certeza lhe fará ser mais feliz. Mas, ninguém disse que será fácil. E se fosse fácil, não daríamos valor.

 

***

Quer tá sempre por dentro das novidades do blog? Me siga nas redes sociais: Instagram (@karidesbrava), Facebook, Twitter, Youtube e Snapchat: Kari Desbrava.

 

***

 

Se você gostou deste conteúdo compartilhe. 😉

 

Beijos,

Kari.

 



0 In Felicidade

Cinco frases budistas para refletir

Buda_Pixbay_KariDesbrava

A parte que mais gosto na filosofia Budista com certeza são os ensinamentos. Uma visão positiva de como levar a vida e que nos transmite muita tranquilidade e paz interior. Particularmente, acredito que nada no mundo exterior pode nos perturbar sem que deixemos. O fato pode não depender da gente para ter acontecido, mas a nossa reação perante as mais diversas situações somos nós, e somente nós, que decidimos.

E com base nesse pensamento, separei algumas frases budistas que gosto bastante e que sempre me fazem refletir sobre a minha forma de ver a vida.

‘A dor é inevitável, o sofrimento é opcional’

Com certeza essa é uma das minhas citações preferidas.  Não podemos evitar a dor. Ela faz parte da vida e sua “missão” é nos fazer evoluir como seres humanos, mesmo que no auge dela não tenhamos essa percepção. Agora ficar remoendo a dor e transforma-lá em sofrimento é totalmente opcional. Claro que todo mundo tem seu tempo de superação, mas todo cuidado é pouco, pois a linha entre dor e sofrimento é tênue. E se você ultrapassa-lá corre o risco de se autossabotar.

‘Bem farias em te examinares e refletires sobre a ti mesmo’

A reflexão é uma arma muito importante de transformação. Através dela conseguimos detectar o problema e pensar em possíveis soluções para ele. Além disso, é refletindo que aprendemos a nos conhecer, descobrimos nossos gostos e limites para assim nos relacionarmos melhor conosco e com os outros.

‘Não machuque os outros com o que te causa dor’

E por falar na relação com outras pessoas, essa para mim é a máxima. Não fazer com os outros o que você não gostaria que fizessem com você é a premissa para o início de qualquer boa relação. Dessa forma, o respeito e a compreensão prevalecem tornando a relação entre pais, filhos, amigos, etc em relacionamentos mais saudáveis.

‘Somos o que pensamos’

Com certeza nossos pensamentos tem poder. Se pensarmos de forma positiva, é natural que vejamos a vida com mais leveza. Se pensarmos de forma negativa, o contrário acontece. Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo, por isso cuide bem dos seus e tenha mais qualidade de vida.

‘Só há um tempo em que é fundamental despertar. Esse tempo é agora’

O passado já passou. O futuro ainda virá. Portanto, o único momento em que você pode alterar é o agora. Claro que é importante revisar o passado e deixá-lo bem resolvido. Da mesma forma, que é legal se planejar para o futuro. Mas tudo isso pode e deve ser feito sem mágoas ou expectativas evitando assim sentimentos como raiva e frustração. Lembre-se: o que passou passou e o que virá pode ser ainda melhor se você se começar a mudar o seu agora.

 

Você tem algum ensinamento que gostaria de compartilhar com alguém? Me conte nos comentários.

 

***

 

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes sociais. 😉

 

Beijos,

Kari.

 



0 In Felicidade

O que a vida quer da gente é coragem!

Coragem - KariDesbrava

[Leia o texto ouvindo  Ser Feliz – Rael]]

Às vezes parece que a vida repete determinas situações. Se é por ironia ou não, não sei dizer. Mais algo em que acredito é que certas coisas precisam se repetir até aprendermos a agir diferente. Como lições, que enquanto não forem aprendidas vão se repetindo.

Quantas vezes sua mãe mandou você levar o casaco e você não levou e depois passou um baita frio por isso? E quantas vezes isso se repetiu até você aprender que deveria levá-lo? O exemplo é bobo, e tosco, eu sei. Porém, a gente pode empregá-lo em situações mais complexas. Pode ser o término de relacionamento e/ou relacionamentos tóxicos que se repetem, a perca de um emprego, a repetição de um ano escolar ou de uma matéria na faculdade, a briga com determinado amigos, etc.

O fato é que quando situações semelhantes acontecem parece um teste. Um desafio. A vida falando para você: “Tô te desafiando mesmo e quero ver se você é capaz de pensar em saídas diferentes!”. E enquanto não mudamos, nada muda.

Mas, a partir do momento em que agimos de uma forma diferente, um novo horizonte se abre. O que dava medo, não dá mais. O desafio que parecia impossível de vencer, já foi vencido. As noites em claro já não fazem mais sentido. E tudo porquê?

Porque você venceu. Porque aprendeu a ver e agir de uma forma diferente da que agia antes. Abandonou hábitos tóxicos. Focou no que queria. Correu atrás. Enfrentou a vida. E vou te falar uma coisa, o azar morre de medo das pessoas determinadas. 

 

“A bênção minha mãe, a bênção meu pai
A luta de vocês que de mim fez um samurai
De perceber que o amor é forte, sempre sobressai
E que somente quem pensa fora da caixinha… Vai
Buscar um lugar
Que possa ser feliz”

(Ser feliz -Rael)

***

 

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes socias. 😉

 

Beijos,

Kari.

 



0 In Felicidade

Todo mundo pode mudar…. desde que queira

Mudança  - Pixbay - Kari Desbrava

[Leia o post ouvindo Coldplay – Yellow]

Todo mundo pode mudar. Isso é um fato. O que pensamos hoje pode não nos servir mais amanhã. Aquele casaco que um dia você amou estações depois pode parecer cafona. Aquela opinião que você tinha sobre determinado assunto pode não fazer mais sentido. Aquela banda favorita pode não ser mais tão favorita assim daqui há dez anos.  Muita coisa pode ser passageira, já que a vida é feita de fases.

Mais se tratando de mudanças, nada mais difícil do que mudar hábitos. Abandonar a velha capa que nos acompanha a sei lá quanto tempo é difícil pra caramba. Aprender a guardar dinheiro, comer melhor, se exercitar, emagrecer, começar aquele curso, ajudar mais em casa, aprender a se planejar, etc. Iniciar uma mudança é possível desde que, claro, a pessoa queira mudar.

Ter a ideia de que precisa mudar é muito importante. Porém, tão importante quanto ter essa noção, é arregaçar as mangas e colocar mãos à obra. Iniciar, começar, se mexer, dar o primeiro passo. O nome que você dá não importa. O que importa é que você comece.
Atitude - Kari Desbrava
Com o amadurecimento aprendemos a perceber quando devemos começar algum hábito novo. Ou seria a percepção de ter que começar algo novo que nos faz amadurecer? Bom, independente da ordem, o importante é que a ação nos tira da zona de conforto e faz a gente evoluir.

Daí, percebemos que só começar não basta. A continuidade de um hábito é tão importante quanto o começo. Mais aí já é assunto para outro post.

***

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes sociais. 😉

 

Beijos,

Kari.

 



0 In Felicidade

O que aprendi em 2015…

Gratidão Pixbay

Dois mil e quinze foi um ano conturbado. Alegrias, tristezas, decepções, esperança, términos, revira-voltas, demissões, crise, boas ações. Acho que todas essas classificações não são capazes de descrever a turbulência de acontecimentos que 2015 foi.

Mesmo com as tormentas que a vida me apresenta prefiro ter uma visão mais otimista sobre ela. Aquela velha história de ver o copo meio cheio ou meio vazio. E isso com certeza foi um dos aprendizados deste ano.

Crescer dói. E sofrimento faz crescer. Como amadurecermos se não através das dificuldades? É quando saímos da zona de conforto que a vida põe a gente à prova e quer ver do que somos capazes para conseguir realizar nosso sonhos. 

E olha…. pelo que tenho visto nas timelines da vida esse ano foi o-concur nisso: Em nos testar, e nos mostrar que precisamos amadurecer. Pensando nisso fiz uma pequena lista de aprendizados. Compartilho ela com vocês, e espero que vocês compartilhem os seus comigo.

1 – Pessoas entram e saem de nossas vidas, mas as que são importantes arrumam um jeito de ficar, ou voltar.

2 – Tem ciclos que precisam ser encerrados para que outros comecem.

3 – Nenhuma espécie de idealização é bacana. Idealizar é criar expectativa e quando a realidade não condiz com que imaginamos, nos frustamos.

4 – Aprender a viver na desarmonia é tão importante quanto correr atrás de um ambiente harmônico. Nem sempre as pessoas envolvidas tem noção de que precisam mudar ou querem mudar.

5 – E quem disse que alguém precisa mudar? Aprender a entender o ponto de vista do outro é tão importante quanto querer que o outro entenda o seu.

6 – Levar a vida com mais leveza é fundamental. Isso nos dá uma força danada naquelas situações em que tudo parece estar fora de lugar.

7 – Beba água. Não tem como viver bem sem água. Precisamos dela para nos manter hidratados e consequentemente ficarmos com a saúde em dia.

8 – Se alimente bem. Resolvi começar uma reeducação alimentar depois de hábitos “rudimentares” durante décadas. Percebi na marra (sentindo um cansaço enorme) que me alimentar bem é apenas um dos pilares para uma longevidade que quero cultivar.

9- Exercite-se. Aquela velha história de corpo sã mente sã. É bem por aí.

10 – E por fim. Exercite sua espiritualidade. Não falo de religião em si. Aliás, falo também se você crê em alguma. Seja grato, dê valor ao que você tem e crie um maior contato com Deus (se você acredita nele) ou com você mesmo. Com certeza assim, você se conhecerá mais e aprenderá a ver o lado positivo até nas coisas ruins.

Que 2016 venha colocando o pé na porta e trazendo muita paz, alegria e prosperidade para todos nós!

Ano novo 2016 Pixabay

Se você gostou deste post compartilhe nas redes sociais. 😉

Beijos,
Kari.



2 In Felicidade

Imagina se soubéssemos tudo que vai acontecer em nossas vidas!

mulher_kari_desbrava

[Leia o post ouvindo Bruno Mars – Just The Way You Are]

Imagina o quão chato seria se soubéssemos tudo que vai acontecer em nossas vidas! Uma conversa com minha melhor amiga me fez pensar nesse tema e chegar a conclusão de a vida não teria graça sem imprevistos.

Aí você pode estar se perguntando. Mas para alcançar um determinado objetivo eu não preciso de planejamento? Mais é claro que sim. Porém, se planejar para viajar, comprar um carro, um casa, roupas, entres outras coisas é muito diferente de querer enquadrar a vida em um roteiro sem espaços para imprevistos.

A vida não é planejada. Ela simplesmente acontece. E, normalmente, nos damos conta disso quando recebemos uma porrada… Um familiar doente, a perca de um emprego, o término de um relacionamento. É nessas horas que nossas expectativas e ilusões desmoronam. Que tudo cai por terra e percebemos que não adianta de nada planejar como as coisas devem ser.

Alias, as coisas devem ser como mesmo?! O que é certo? O que é errado? Por que se preocupar tanto? Por que planejar tanto?

Creio que o caminho para a felicidade passa por dá uma oportunidade ao destino, encarar as adversidades com leveza e deixar as expectativas de lado. Afinal, se mal nos controlamos, como queremos ter o controle sobre alguma situação ou alguém? Portanto, se me permite um conselho: Apenas relaxe, a felicidade está dentro de você.

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes sociais.;)

Beijos,
Kari.



0 In Felicidade

Gratidão: O elemento das pessoas felizes

Flor_Kari_Desbrava

“A gratidão é o único tesouro dos humildes.”

(William Shakespeare)

Independentemente do que aconteça em sua vida sempre seja grato. Um dia desses li esta frase na minha timeline do Facebook e fiquei refletindo por horas a fio. O que é ser grato? Por que ser grato? Como ser grato? Essas foram só algumas das questões que me rondaram.

Até que conclui: Todos temos problemas. Todos. Sem exceção. Mas na vida temos duas alternativas: Sermos conduzidos por eles ou agimos para resolvê-lo. Claro que nem todo problema é assim tão simples de solucionar. Há uma infinidades de coisas envolvidas. Comportamentos, crenças enraizadas, pessoas.

Não existe um receita mágica que lhe ensine como superar um desafio ou melhorar em tal coisa. Talvez seja aí que a gratidão entra. Reconhecer o problema, aprender a viver na desarmonia e exercer a gratidão é o primeiro passo para a tão buscada felicidade. Por que esperar ter o carro do ano para ser feliz? Por que esperar para ter um namorado(a)? Ou um marido/esposa? Por que acreditar que um bem material vai te trazer a realização?

Aprender a ser grato pelo o que você tem hoje — mesmo com a celulite, mesmo com a falta de grana, ou seja lá qual for o seu problema — com certeza vai ter fazer ter muito mais gás para superar as adversidades e dar valor quando vier a bonança. Portanto, seja grato. Você está vivo. Muitos já não tem mais essa opção.

 

Beijos,

Kari.

 



2 In Felicidade

Não tenha medo de sair sozinho

Não_tenha_medo_de_sair_sozinho_kari_desbrava

[Leia este post ouvindo “Sinto a liberdade” – Chimarruts]

Antes de começar com o blog, observava que muitas pessoas não saiam ou viajavam por não terem companhia. Depois que iniciei o #KariDesbrava, um dos questionamentos que mais ouvi foi “Mais você vai sozinha?”. “Sim, vou”, respondia. E quase sempre ouvi de volta “não faço isso porque não tenho companhia”. Oi?

Kari Desbrava

Não tenha medo de desbravar. Aventure-se!

Nascemos e morremos sozinhos. Muitas pessoas bacanas passam por nossas vidas, nos presenteiam com momentos lindos e marcantes, mas o que você tem que fazer para sua vida ser incrível só depende de você. Isso inclui não ter medo desbravar lugares sozinho.

Não sei se é a palavra sozinho, a lembrança do termo solidão ou medo de ser julgado pelos outros que disparam o gatilho e impedem algumas pessoas de fazerem atividades prazerosas na sua própria companhia. Mais se me permitem um conselho, estar sozinho não significa está só. Sair ou viajar sozinho representa autossuficiência e autoestima elevada, o que é muito diferente de não ter alguém para contar nos momentos difíceis.

Portanto, não tenha medo de fazer as coisas sozinho. É, não tenha. Vai lá. Se joga. Enfrenta o medo. E se tiver medo, vai com medo mesmo. 

 

E você, já deixou de fazer alguma coisa por que não tinha companhia? Me conta nos comentários!

Quer perder o medo e se aventurar por aí? Então você vai gostar destas dicas: 8 coisas de graça para se fazer no Rio, Trilha no Morro da Urca: Um passeio bacana e barato, Rio de Janeiro ganha roteiro de food truck.

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes sociais. 😉

 

Beijos,

Kari.

 



Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox
Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox