Browsing Category

Felicidade

2 In Felicidade

Meu amigo secreto é…

Compartilhe:

Ano passado eu participei do amigo secreto da Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem (RBBV). Não sei vocês, mas eu adoro essas participar dessas brincadeiras. E assim que eu vi que teria um amigo oculto fiz questão de me inscrever.

A brincadeira é simples. Você se cadastra no site Amigo Secreto, pede para participar do grupo que vai fazer a brincadeira e na data marcada realizam o sorteio. De presente eu teria que enviar (e receber) um cartão postal. Uma maneira muito bacana de conhecer um outro lugar, né?

Em tempo de Google, trocar cartão postal é algo de outro mundo. Mas, muito interessante. O friozinho na barriga de descobrir quem te tirou e a espera pela chegada do cartão postal fazem a brincadeira ficar mais legal.

Aí o meu cartão chegou e eu descobri quem me tirou. Fui amiga-oculta da Gisele do blog Destinos por onde andei e recebi um lindo cartão postal de Belo Horizonte. Recentemente estive em Minas Gerais para o encontro da RBBV e conheci a Gisele, um amor de pessoa 🙂 O cartão que a Gisele me enviou me fez relembrar essa viagem, que apesar de recente, foi divertida.

Já o meu amigo oculto foi a Daniele do blog Embarcado na Aventura. Para Dani, que é daqui do Rio assim como eu, enviei um cartão postal da nossa querida Cidade Maravilhosa, uma cartinha e o guia impresso da “Quando é mais barato viajar?”, elaborado pela Trivago e que eu participei dado dicas sobre o Rio. Dani espero que você aproveite bastante essas dicas para desbravar o Rio 😉

Participar do Amigo secreto foi muito legal e me trouxe aquela nostalgia dos anos 90, na qual trocar cartas eram algum muito comum. Super valeu!

E você, ainda mantém o hábito de enviar cartas ou cartões postais? Me conta nos comentários!

Beijos,
Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
6 In Felicidade

Dicas para produção de conteúdo: 5 coisas que aprendi durante o ERBBV 2016

Compartilhe:

Hey desbravadores!

Como contei para vocês em outro post, participei do Encontro da Rede Brasileira de Viagens entre os dia 25 e 27 deste mês. E agora estou aqui para compartilhar os aprendizados destes três dias de evento.

Quem bloga sabe o quão difícil e prazeroso é blogar. É uma relação de amor, e às vezes, ódio pelo seu hobby. E no evento pude compartilhar meus medos, minhas felicidades sobre esse universo, e claro, aprendi muito sobre os mais diversos temas que permeiam o trabalho de um blogueiro.

Pois bem, vamos ao que eu aprendi:

1 – Tenha ética

Como em qualquer profissão, sendo blogueiro, por hobby ou remunerado, é importante ser ético. A informação que você passa vai nortear os seus leitores e eles precisam receber informações concretas, bem apuradas e verdadeiras.

Além disso, a ética também entra no campos das fotos e texto. Não copie ou pegue informação de outro site sem autorização. Isso é considerado plágio e é crime.

2 – Tenha foco

Sei que às vezes criamos o blog ou entramos em alguma rede social esperando retorno imediato. Entretanto, para as coisas acontecerem é preciso tempo e dedicação. Por isso, se você não está ganhando dinheiro com seu blog, tenha paciência e trabalhe duro. Estude, pesquise, troque ideias com outras pessoas, trace uma estratégia até cumprir a sua meta. Às vezes sua ideia ainda não deu certo porque você não deu tempo para isso e desistiu no meio do caminho. Portanto, tenha foco e persista!

3- Viajar é tudo de bom

A frase acima já se explica por si só. Mas coloquei ela na lista de aprendizados do evento, pois é encantador ver como cada pessoa que participou fala sobre viagens de uma forma apaixonada, com os olhinhos brilhando. E essa paixão, com certeza, faz a diferença quando você tem um blog.

4 – Encontre pessoas com os mesmos interreses

Uma das reclamações em comum que percebi é que blogueiros encontram dificuldades para falar com familiares e amigos sobre o tema do blog. Claro que ninguém é obrigado a gostar do tema na qual você escreve. E é justamente por causa desse livre arbítrio que você não deve ficar chateado com quem não se interessa, e sim, deve buscar por pessoas que querem ouvi-lo.

Seja um grupo na internet, no Whatsapp, em encontrinhos. Vá atrás das pessoas que tem interesse no que você fala e divida com elas seus conhecimentos, dificuldades, dúvidas, conselhos. Esse com certeza é um caminho bacana para se manter motivado e motivar pessoas também.

5 – Junte paixão ao trabalho e seja mais feliz

Trabalhar se torna bem mais bacana quando é feito com paixão. Se você tem a oportunidade de trabalhar com o que você ama, não deixe-a escapar. E se você está infeliz com o que faz, mude. Mas, planeje.

A vida não é um conto de fadas e não será fácil. Entretanto, se você persistir e correr atrás com certeza vai chegar onde quer.

 

E você, o que aprendeu durante o tempo em que bloga? Me conta nos comentários!

***

Se você quiser saber mais sobre a RBBV acompanhe:

RBBV: www.rbbv.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/rbbv

Instagram: https://www.instagram.com/rbbviagem/

O ERBBV 2016 aconteceu graças ao patrocínio do Viajanet, da EASYSIM4U, Zarpo, Booking.com, Latam Airlines, Orlando em revista, Magic Press, e o apoio institucional do Conjunto Moderno da Pampulha, Belotur e Prefeitura de Belo Horizonte.  

***

Créditos da foto destacada: Alessandra Fratus, do blog Tô pensando em viajar

***

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Felicidade

Blogueiro, o novo top model

Compartilhe:

Hey!

O texto de hoje é uma reflexão. Sim, vamos tirar um tempinho nessa vida corrida para refletimos. O tema é simples e super atual: a profissão de blogueiro. Profissão? Sim. Você pode até ser blogueiro por hobby, e não há nada de errado com isso, mas aqui vamos falar desse nicho que hoje em dia é sim uma profissão.

E é por ser uma profissão que peço um olhar e um comportamento mais profissional. Tanto do mercado quanto de nós blogosfera. Participo de fóruns e grupos e vejo uma reclamação recorrente sobre abordagens de parcerias grotescas que não percebem que parceria é os dois lados levarem vantagem, e não somente um. E claro que também tem o outro lado. Blogueiros que fazem tudo por um jabá (expressão usada para denominar presentes recebidos de empresas).

Precisamos ter um comportamento profissional se queremos ser tratados como um profissional. Não dá para aceitar ou oferecer um migalha achando que é uma boa proposta porque não é. Valorize-se. Perceba o tempo que gasta para bater um texto, gravar e editar um vídeo, postar, monitorar e mensurar as redes sociais. Isso não é qualquer coisa. Pelo contrário. É seu tempo e dinheiro, pois para ser um bom profissional aposto que você investiu em pesquisa, estudo, cursos.

Com o boom dos blogs é comum ver pessoas deslumbradas achando que ser blogueiro é só ganhar jabá. Ser blogueiro virou o que era ser modelo há algumas décadas atrás. As pessoas se prendem tanto ao fato das coisas ganhas, fotos maravilhosas, viagens, eventos, que esquecem que existem uma estrada até ali.

Não é sobre criar um blog e estourar. Estourar acontece com pouquíssimos. E sim, é criar um blog e persistir. E persistir. E ter vontade de desistir e persistir de novo.

E sobre o mercado, nós somos o mercado. Se não nos sujeitarmos a propostas muitas vezes indecentes com toda certeza a cara de pau das pessoas que as oferecem terá que ser substituída por trabalho duro e aí sim aprenderão o significado de parceria.

E vocês, já passaram por alguma situação chata ao serem abordados por empresas e já pagaram algum mico ao abordar? O que aprendeu com isso? Como lidou com essa situação? Me conta nos comentários! Vamos compartilhar experiências.

 

Li sobre o assunto e recomendo:

A era do jabá bem no meio da sua fuça

Por que dificilmente ganharemos dinheiro com blog

Beijos,
Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Felicidade

Como é a cidade que queremos?

Compartilhe:

Há pouco tempo fui assaltada. Levaram meu celular e graças a Deus não aconteceu nada comigo. Mas, o fato mexeu muito com o meu íntimo, já que eu nunca tinha sido roubada antes. Em um primeiro momento, eu senti raiva, pois o cara me levou um iphone que estava na sua segunda parcela ( e cuja as outras oito irei continuar pagando mesmo sem usar o aparelho 🙁 ).

Mesmo tendo se passado mais que duas semanas do ocorrido, resolvi escrever sobre isso para expressar a pergunta que não sai da minha cabeça: qual a cidade que queremos?

O Rio de Janeiro é conhecido mundialmente por suas belezas naturais. Porém, infelizmente, ele também é conhecido por sua violência. Violência essa que põe medo e muda a rotina de toda a sociedade. E até quando iremos permitir isso? Até quando vamos ser reféns disso?

Sou apaixonada pelo Rio, tanto é que criei este blog, e não seria um assalto que faria minha paixão por essa cidade acabar. Mas, como disse, esse fato me fez concluir a cidade que quero pra mim (e meu familiares, amigos, etc). Não quero somente uma cidade para gringo ver, não quero obras que sejam feitas de forma meia-boca (alô ciclovia!!), não quero transporte público ruim, não quero preços exorbitantes.  O carioca e o fluminense estão cansado disso.

Queremos e podemos ser uma cidade melhor. E é disso que trata esse texto. Venho convidá-lo a se questionar o que você pode fazer para transformar a sua cidade em algo melhor?

É jogar o lixo no lixo? É ajudar a senhorinha a atravessar a rua? É combater o aedes aegypti? É fazer trabalho voluntário? O que é? Acho que cada um  deve fazer a sua parte e colaborar para que tenhamos uma cidade melhor em todos os sentidos.

Atualmente, com tantos escândalos parece que os valores se inverteram. Entretanto, nunca deixe de fazer a sua parte. De grão em grão construímos uma sociedade mais justa e melhor para todos.

E claro, que se a cidade for boa para sua população, ela também será boa para turistas. 😉

 

E deixo vocês com o clássico, “Que país é esse?”, do Legião Urbana, cantado pela banda Capital Inicial.

 

 

***

 

Se você gostou deste artigo compartilhe nas redes sociais.

 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Felicidade

24 coisas que aprendi até os 24 anos

Compartilhe:

Vinte e quatro anos. Pode ser muito, pode não ser. Isso vai depender da forma como olhamos essa idade. Pode ser só um número. Pode representar o início, ou fim, de uma fase. Pode ser tudo. Pode não ser nada.

Entre ‘vaneios e devaneios’, compartilho com vocês, data em que completo 24 anos, o que aprendi nesse tempo de vida…
1 –  Pouco amor, não é amor.

2- Muito amor é tão ruim quanto o pouco amor.

3 – O melhor amor é o próprio.

4- Aprenda com os erros alheios e não os cometa. Erra menos quem observa, reflete e analisa.

5 – Toda relação é uma via de mão dupla. Isso vale para amores, amizades, relações familiares. Como esperar que o outro faça algo por você se você não faz a sua parte?

6 – Ou seja, faça sempre a sua parte.

7- Relação é construção.

8- Relação é procura.

9- Relação é confiança.

10- Nem todo mundo vai permanecer na sua vida para sempre.  Então, dê valor a quem merece. Aqueles que não merecem simplesmente não ficam.

11- Amar o que você faz e fazer o que você ama é a ‘fórmula mágica’ para o sucesso em longo prazo.

12- Quando estamos com raiva de alguém temos a tendência a tomar uma atitude para ferir o outro, sem nos darmos conta, muitas vezes, que essa atitude mais nos prejudica do que fere quem nos magoou. Então, antes de pensar em ferir alguém se pergunte: vou me prejudicar com isso? Se sim, não faça.

13 – E mesmo que você não se prejudique ferir alguém não vale a pena. A vingança nunca é plena, mata alma e envenena, já dizia o Chaves.

14- Idade não quer dizer maturidade.

15 – Antes de tentar mudar alguém, mude a si mesmo. O outro só muda se quiser. Já você pode gerir sua própria mudança.

16 – Preste atenção em seus pensamentos e para onde/ com quem/com que você gasta sua energia.

17- Ser bonzinho é tão ruim quanto ser egoísta.

18- Aprenda a se impor.

19- O medo tem duas consequências: te deixar alerta ou te paralisar. Você escolhe, mesmo que inconscientemente, qual opção seguir.

20- Enfrentar o medo foi decisivo para realizar os meus sonhos.

21- Ficar alegre quando tudo tá bem é fácil. Manter a alegria quando a vida fica difícil é que é foda e prova a sua capacidade de lidar com as mais diversas situações.

22- A opinião alheia é somente o que os outros pensam. O mais importante mesmo é o que você é.

23 – A dor é inevitável, o sofrimento opcional.

24- Busque o equilíbrio entre suas atitudes. Mas, na dúvida: Siga seu coração.

 

***

Se você gostou deste post compartilhe nas redes sociais. 😉

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Compartilhe:
0 In Felicidade

O que aprendi em um ano de blog

Compartilhe:

Hoje o blog completa um ano. Apesar do pouco tempo se comparado há outros blogs do mesmo segmento aprendi e continuo aprendendo todos os dias.  Pensei em diversas coisas para este post, mas no final resolvi escrever alguns dos meus aprendizados neste tempo.

Primeiro de tudo, blogar dá trabalho. Muito. Mas quando é feito com amor o trabalho passa a ser gratificante, se é que me faço entender.

Sempre que comento em posts na blogosfera sobre como fazer o seu blog ter sucesso deixo a mesma resposta: Estude. Estudar faz com que nos comuniquemos melhor, escrevamos melhor, além de nos permitir antecipar tendências e nos destacar.

Para ser um bom profissional, independente da sua área, ou para ser uma boa blogueira já que este texto se trata disso, nunca se esqueça: estude, estude, estude.

Neste um ano aprendi sobre WordPress, SEO, Marketing, blogs, Snapchat, Youtube. Quis desistir diversas vezes devido a correria do cotidiano mas continuo, pois amo escrever e trabalhar com o que se ama não tem preço. Consegui parcerias (o #KariDesbrava é parceiro da Rádio Zum e minhas dicas podem ser ouvidas na programação da rádio), participei de eventos… Mas principalmente conheci pessoas super legais, que me ajudaram com ideias, dicas, críticas. Sou grata a tudo que rolou até hoje e espero que muitas coisas bacanas aconteçam.

momentos_kari_desbrava

Alguns dos momentos que vivi nesse um ano! 🙂

E que venham mais um ano, dois, três, mil anos, hehehe. Vida longa ao #KariDesbrava!

 

***

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes sociais.

 

Beijos,

Kari.



Compartilhe:
0 In Felicidade

A felicidade vem de dentro

Compartilhe:

[Leia este post ouvindo Felicidade – Seu Jorge]

Faz um tempinho que não escrevo sobre a tag Felicidade aqui no blog. E resolvi falar dela por diversos motivos. Acho que o me mais me motivou a escrever sobre isso é a crise atual. Visivelmente estamos passando por uma crise econômica que desespera patrões e empregados. Mas, percebo que no meio da comunicação essa crise começou antes, tem consequências catastróficas e que parece não ter um prazo para acabar.

Tá, mais o que isso tem a ver com Felicidade? Tudo. Explico: estar realizado profissionalmente com certeza contribui, e convenhamos que muuuuuuito, para a felicidade de um indivíduo. Mas, contudo, entretanto, todavia, isso não é tudo. E graças a Deus que não é.

A família, amigos, namorado(a), marido, esposa, filhos… Tudo isso influência na nossa Felicidade e nos completa além da profissão que escolhemos. Mas antes dos nossos laços sociais é o relacionamento com nós mesmos que mais pesa para essa equação que é diferente para cada um. O que me faz feliz pode não fazer você. E vice-versa. 

E está aí um coisa difícil de responder. O que nos faz felizes? Não sei vocês, mas eu não sei responder essa pergunta de forma simplista. Definir felicidade é difícil, porém o caminho para consegui-lá somente o nosso eu interior pode responder. E é por isso que eu bato na tecla que Felicidade vem de dentro. Primeiro temos que nos encontrar e nos fazer felizes. Depois vem nosso relacionamento com os demais.

E que nossa visão sobre as crises seja positiva. Pois não há mal que perdure para sempre. E se você enxergar a crise como sua amiga, quem sabe ela não te acolhe e te mostra uma saída melhor do que a situação que você está agora?

Coragem!

***

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes sociais. 😉

Beijos,

Kari.



Compartilhe:
0 In Felicidade

A receita do sucesso…

Compartilhe:

‘Tudo que vem fácil, vai fácil”

(Auto desconhecido)

Trabalhar duro. Essa é a receita do sucesso. Por mais que atualmente tenhamos a falsa percepção de que o sucesso se alcance de forma imediata, essa impressão não passa de uma percepção equivocada.  Por trás de uma história de sucesso, com certeza tem anos de trabalho duro, de estudo, de esforço, de noites mal dormidas, de desanimo e de superação.

Superação sim. Aquela sensação que temos ao percebermos que vencemos quando, por mais que tenhamos tido vontade de desistir, optamos por seguir em frente. Seguir mancando, sem forças, mas seguir.

Fico pensando quantas histórias de sucesso não ficaram pelo caminho por que a pessoa optou em desistir. Quando se tem um sonho, por mais que pareça difícil, por mais que você não encontre apoio para segui-lo, por mais que te chamem de louco, se você realmente quer isso, não exite em fazê-lo.

Agora, não se esqueça: para alcançar o sucesso é preciso trabalhar duro e estar sempre se aperfeiçoando, como profissional e como ser humano. Fazer o que se gosta com certeza lhe fará ser mais feliz. Mas, ninguém disse que será fácil. E se fosse fácil, não daríamos valor.

 

***

Quer tá sempre por dentro das novidades do blog? Me siga nas redes sociais: Instagram (@karidesbrava), Facebook, Twitter, Youtube e Snapchat: Kari Desbrava.

 

***

 

Se você gostou deste conteúdo compartilhe. 😉

 

Beijos,

Kari.

 



Compartilhe:
0 In Felicidade

Cinco frases budistas para refletir

Compartilhe:

A parte que mais gosto na filosofia Budista com certeza são os ensinamentos. Uma visão positiva de como levar a vida e que nos transmite muita tranquilidade e paz interior. Particularmente, acredito que nada no mundo exterior pode nos perturbar sem que deixemos. O fato pode não depender da gente para ter acontecido, mas a nossa reação perante as mais diversas situações somos nós, e somente nós, que decidimos.

E com base nesse pensamento, separei algumas frases budistas que gosto bastante e que sempre me fazem refletir sobre a minha forma de ver a vida.

‘A dor é inevitável, o sofrimento é opcional’

Com certeza essa é uma das minhas citações preferidas.  Não podemos evitar a dor. Ela faz parte da vida e sua “missão” é nos fazer evoluir como seres humanos, mesmo que no auge dela não tenhamos essa percepção. Agora ficar remoendo a dor e transforma-lá em sofrimento é totalmente opcional. Claro que todo mundo tem seu tempo de superação, mas todo cuidado é pouco, pois a linha entre dor e sofrimento é tênue. E se você ultrapassa-lá corre o risco de se autossabotar.

‘Bem farias em te examinares e refletires sobre a ti mesmo’

A reflexão é uma arma muito importante de transformação. Através dela conseguimos detectar o problema e pensar em possíveis soluções para ele. Além disso, é refletindo que aprendemos a nos conhecer, descobrimos nossos gostos e limites para assim nos relacionarmos melhor conosco e com os outros.

‘Não machuque os outros com o que te causa dor’

E por falar na relação com outras pessoas, essa para mim é a máxima. Não fazer com os outros o que você não gostaria que fizessem com você é a premissa para o início de qualquer boa relação. Dessa forma, o respeito e a compreensão prevalecem tornando a relação entre pais, filhos, amigos, etc em relacionamentos mais saudáveis.

‘Somos o que pensamos’

Com certeza nossos pensamentos tem poder. Se pensarmos de forma positiva, é natural que vejamos a vida com mais leveza. Se pensarmos de forma negativa, o contrário acontece. Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo, por isso cuide bem dos seus e tenha mais qualidade de vida.

‘Só há um tempo em que é fundamental despertar. Esse tempo é agora’

O passado já passou. O futuro ainda virá. Portanto, o único momento em que você pode alterar é o agora. Claro que é importante revisar o passado e deixá-lo bem resolvido. Da mesma forma, que é legal se planejar para o futuro. Mas tudo isso pode e deve ser feito sem mágoas ou expectativas evitando assim sentimentos como raiva e frustração. Lembre-se: o que passou passou e o que virá pode ser ainda melhor se você se começar a mudar o seu agora.

 

Você tem algum ensinamento que gostaria de compartilhar com alguém? Me conte nos comentários.

 

***

 

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes sociais. 😉

 

Beijos,

Kari.

 



Compartilhe:
0 In Felicidade

O que a vida quer da gente é coragem!

Compartilhe:

[Leia o texto ouvindo  Ser Feliz – Rael]]

Às vezes parece que a vida repete determinas situações. Se é por ironia ou não, não sei dizer. Mais algo em que acredito é que certas coisas precisam se repetir até aprendermos a agir diferente. Como lições, que enquanto não forem aprendidas vão se repetindo.

Quantas vezes sua mãe mandou você levar o casaco e você não levou e depois passou um baita frio por isso? E quantas vezes isso se repetiu até você aprender que deveria levá-lo? O exemplo é bobo, e tosco, eu sei. Porém, a gente pode empregá-lo em situações mais complexas. Pode ser o término de relacionamento e/ou relacionamentos tóxicos que se repetem, a perca de um emprego, a repetição de um ano escolar ou de uma matéria na faculdade, a briga com determinado amigos, etc.

O fato é que quando situações semelhantes acontecem parece um teste. Um desafio. A vida falando para você: “Tô te desafiando mesmo e quero ver se você é capaz de pensar em saídas diferentes!”. E enquanto não mudamos, nada muda.

Mas, a partir do momento em que agimos de uma forma diferente, um novo horizonte se abre. O que dava medo, não dá mais. O desafio que parecia impossível de vencer, já foi vencido. As noites em claro já não fazem mais sentido. E tudo porquê?

Porque você venceu. Porque aprendeu a ver e agir de uma forma diferente da que agia antes. Abandonou hábitos tóxicos. Focou no que queria. Correu atrás. Enfrentou a vida. E vou te falar uma coisa, o azar morre de medo das pessoas determinadas. 

 

“A bênção minha mãe, a bênção meu pai
A luta de vocês que de mim fez um samurai
De perceber que o amor é forte, sempre sobressai
E que somente quem pensa fora da caixinha… Vai
Buscar um lugar
Que possa ser feliz”

(Ser feliz -Rael)

***

 

Se você gostou deste conteúdo compartilhe nas redes socias. 😉

 

Beijos,

Kari.

 



Compartilhe: