All Posts By

Karilayn Areias

0 In Rio de Janeiro

‘Eu amo férias’: MetrôRio lança cartão com desconto na tarifa para incentivar o turismo pela cidade

Metrô do Rio de Janeiro

O MetrôRio lançou nesta terça-feira uma novidade que pode aliviar neste momento de crise o bolso dos cariocas e dos turistas que visitam a cidade. O bilhete “Eu amo férias” dá direito a seis viagens por dia, por sete dias seguidos, no valor total de R$ 60. O valor equivale a uma economia de 70% da tarifa cobrada normalmente pela concessionária. E quem não gosta de economizar???

Leia mais: Manual de sobrevivência: Carnaval no Rio de Janeiro

Essa iniciativa  será válida até 30 de setembro. Os interessados poderão adquirir o bilhete nas estações de Del Castilho, Carioca, Largo do Machado, Botafogo, Cardeal Arcoverde, Siqueira Campos, Cantagalo, Nossa Senhora da Paz, Antero de Quental e Jardim Oceânico, das 9h às 19h, e, a partir de julho, na rede de hotéis Accor da cidade.

O cartão poderá ser pago em dinheiro e com cartões de débito e de crédito, com os promotores de venda nas estações selecionadas. Na rede Accor, o produto poderá ser adquirido na recepção dos hotéis.

 

 



0 In Dicas de Viagem/ Viagens

Glossário do viajante: Entenda o significado de alguns termos

dicionario

É curioso, e totalmente normal, como nos atrapalhamos com alguns termos quando estamos começando a entender de um assunto novo. Se você é um viajante inexperiente pode ser que já tenha visto por aí algum termo que não entendeu direito o que significa.

Pensando nisso, resolvi listar algumas palavras do universo viajante e explicar seus significados para ajudar aqueles que ainda estão iniciando neste mundo.

Confira:

Camping: Camping pode ser tanto o hábito de acampar ao ar livre fazendo uso de uma barraca quanto um terreno reservado para esse tipo de atividade.

Conexão: Nos voos com conexão, o passageiro deve desembarcar em outra cidade, diferente do destino escolhido mas dentro da rota, e em seguida embarcar em outro avião rumo ao destino final. 

 LEIA MAIS: Dicas para planejar sua viagem sozinha(o)

Day user: Termo em inglês que significa “dia de uso”. Quando se compra um day user está se comprando o direito de utilizar a infra-estrutura de um hote por um dia, sem direito a hospedagem.

Escala: Os voos com escala são aqueles em que o avião pousa em uma ou mais cidades antes do destino final, para desembarque e embarque de outros passageiros. Nesse caso, não é preciso deixar a aeronave.

Hostel: Um hostel ou albergue é um tipo de acomodação que se caracteriza pelos preços convidativos e pela socialização dos hóspedes. Normalmente, o tipo de quarto mais barato dos hostels são os compartilhados, que podem ser masculino, feminino ou misto. Hostels também possuem quartos privados, mais caros que os quartos compartilhados, porém mais em conta do que o de hotéis. 

Quarto de hostel

Quarto de hostel

Hotel: Local onde o viajante se hospeda. Geralmente, possuem mais serviços que hostels ou pousadas.

Leia mais: O que levar na mala de mão + check list para imprimir e ajudar a organizar a viagem!

Milhas: Milhas ou programa de milhagens são os programas de fidelidade das companhias aéreas. Cada companhia tem o seu programa e quando o viajante acumula milhas, ele pode trocar por novas passagens. 

Asa do avião e céu azul

Milhas fazem parte do programa de fidelidade das companhias aéreas

Mochilão: Mochilar é conhecer lugares por um preço mais em conta e sem luxos.

LEIA MAIS: Como tirar o passaporte 

Passaporte: Documento pessoal e intransferível que identifica o viajante em países que permitem sua entrada.

Pousada: Uma pousada é um estabelecimento comercial, semelhante a um hotel, entretanto, geralmente, é mais modesto em questão de tamanho e administrado de maneira familiar.

Road trip: É um termo em inglês que usamos para nos referirmos a uma viagem de carro.

Seguro Viagem: O seguro viagem nada mais é do que um seguro que você deve fazer quando vai viajar. Ele serve, basicamente, para lhe auxiliar no caso de algum imprevisto durante a sua viagem. Para entrar em determinados países é obrigatório fazer um seguro viagem. 

 Faça sua cotação do seguro viagem com a Real Seguros e ajude o Kari Desbrava a continuar produzindo conteúdo de qualidade sem pagar nada a mais por isso

Solo travel: Significa viajar sozinho (a), sem companhia.

Visto: É a permissão de entrada que alguns países exigem. Há diversos tipos de visto, como o de turismo, o de trabalho, entre outros.

Tem alguma palavra que você tenha dúvida e não tá no glossário? Me conta nos comentários que vou atualizando o post 😉

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In O que comer no Rio/ Rio de Janeiro

Hambúrguer gourmet na Zona Norte do Rio

brooklyn-hamburgueria2

De um tempo para cá a nova moda no Rio (e se duvidar no Brasil) são aqueles hambúrgueres apetitosos vendidos nesses food trucks da vida. Super comum lá fora, esse tipo de podrão mais gourmet chegou por aqui com a corda toda. E como já era de se esperar também podem ser encontrados na Zona Norte do Rio. 

Leia mais: Onde comer comida Mexicana no Rio

Isso mesmo. Você pode comer um hambúrguer gostosão em Bonsucesso, próximo a saída 7 da linha amarela. O nome da hamburgueria é Brooklyn Burguer & Beer. Com o clima de um dos distritos mais conhecidos dos EUA, o estabelecimento é uma graça e vende o petisco por um preço razoável. 

Hambúrguer com pão de pimenta biquinho

Hambúrguer com pão de pimenta biquinho

Experimentei o hambúrguer da casa (carne 180g, bacon fatiado, queijo, onion rigs, maionese de paprica e pão de pimenta biquinho) por R$ 19,90. O petisco tem o pão vermelho, o que é diferente, mas bom. Mas, devo alertar quem não gosta de pimenta. Se você não gosta de comida apimentada peça outro hambúrguer. Pois olha… ô hambúrguer para arder, rs. 

Onde você costuma comer hambúrguer? Me conta nos comentários!

PS: A hamburgueria é Brooklyn Burgue & Beer fica no bairro de Higienópolis, na Zona Norte do Rio, em frente a 21° delegacia de polícia. O deslocamento até o local, pode ser feito por dentro dos bairros ou pela Linha Amarela. Se você não é do Rio de Janeiro e quiser conhecê-la aconselho ir pela Linha Amarela, pois é o caminho mais seguro.

Leia mais posts sobre comida

 

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Belém/ Viagens

Passeio de barco pela orla de Belém

Vista da estação das Docas, em Belém do Pará

Banhada pelo Rio Guamá, Belém é um encanto entre as águas. E ao conhecer a capital paraense um dos passeios imperdíveis é o de barco pela orla. Com comida típica e muito carimbó, a viagem na embarcação se torna uma jornada tão inesquecível que você vai querer repeti-la…

Falo isso, pois esse foi o primeiro passeio que fiz em Belém e quase o fiz pela segunda vez antes de voltar ao Rio. 

LEIA MAIS: Dicas para planejar uma viagem sozinha  

Guia fala sobre histórias de Belém do pará durante passeio de barco

Guia fala sobre histórias de Belém do pará durante passeio de barco

Músicos se apresentam durante passeio de barco em Belém

Músicos se apresentam durante passeio de barco em Belém

O passeio sai da Estação das Docas e dura um hora e meia. Ele acontece de terça a domingo e precisa ter pelo menos 10 pessoas para ser realizado. Durante o passeio, vemos o Complexo do Ver-o-Peso, que abrange a Praça do Pescador, Solar da Beira, Mercado de Ferro, Mercado Municipal, Praça do Relógio e a Feira do Açaí; o Forte do Presépio, marco de fundação de Belém; os bairros da Cidade Velha e Condor; além do Ver-o Rio e a Estação das Docas. 

Na volta pela baía do Guajará, onde fica o Rio Guamá, um guia vai explicando a história de Belém e suas tradições. “Nos intervalos” da fala do guia, um casal dança carimbó ao som de um grupo que toca as músicas ao vivo. Tem apresentação do carimbó tradicional, da dança do Boto, de lambada, do calipso…

No barco também há venda de comidas típicas como o tacacá. E para quem é fã de uma cervejinha, tem também.

Casal dança carimbó

Casal dança carimbó

Belém do Pará visto do rio

Belém do Pará visto do rio

Ao final, os músicos vão perguntando da onde os passageiros são e vão cantando músicas para homenagear cada estado :)

Essa divertida excursão é feita pela Valverde Turismo e custa R$ 50. Mas, pera que tem segredinho. Às quartas-feiras, tem promoção (a pessoa aqui ama um desconto <3) e o passeio sai por R$35. Não é que eu fui logo em uma quarta? hehehe

Como disse no começo do texto, esse é um passeio que vale a pena demais. Através dele você consegue se imergir na cultura paraense logo de cara. Por isso, recomendo ele logo para o início da viagem.

Confira outros posts sobre o Pará:

Pará: diversidade cultural e riquezas do Norte do Brasil 

E você, conhece Belém? Deixa sua dica nos comentários!

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In O que comer no Rio/ Rio de Janeiro

Onde comer comida mexicana no Rio

Comida mexicana: flautas com três molhos

Uma das coisas que mais amo é comer. E experimentar a culinária de outros lugares pra mim é algo maravilhoso e que gosto muito. Através da gastronomia de um lugar conhecemos mais sobre uma cultura. E fazia tempos que estava afim de comer comida mexicana…

Pois bem… Resolvi conhecer o restaurante Rota 66 Tex-mex, famosinho por vender comidas do povo mexicano e estadunidense. E em uma noite super agradável (afinal, estava comemorando o Dia dos namorados :) ) me dispus a experimentar uma pouco desse novo mundo. 

LEIA MAIS: Dona Olinda: Tome café da manhã de frente para praia  

Comecei pelas Flautas (bolinhos recheados com três molhos – na foto destacada deste post). Escolhi duas flautas de carne moída e uma de frango com cheadder. Os molhos eram: de abacate, tomate e cream cheease. E estavam simplesmente uma delícia. Me surpreendi muito com o molho de abacate e virou simplesmente minha nova paixão gastronômica <3 

Taco com filé mion, queijo e salada

Taco com filé mion, queijo e salada

Depois experimentei o Michelin Chopp (cerveja, com suco de limão e sal na borda). O gosto é acentuado, mas combina muito com a comida. Em seguida, foi a hora de beber o famoso drink Frozen e um Mojito. 

LEIA MAIS: Café da manhã na Lagoa Rodrigo de Freitas por R$ 35

Por último, pra amenizar a quantidade de álcool ingerida, pedi um taco recheado com filé mion e queijo acompanhado de uma salada com molho de abacate. Nossa, maravilhoso também! E novamente, o molho de abacate foi o destaque do prato. 

Chopp Michelin, Mojito e Frozen

Chopp Michelin, Mojito e Frozen

Abaixo coloco os valores de cada coisa para vocês terem uma ideia de quanto custa comer uma comida mexicana:

Flautas: R$ 32

Michelin Chopp: R$ 9

Mojito: R$ 20

Frozen: R$ 20

Taco: R$ 14

Uma dica: se for em grupos, vale a pena pedir os drinks maiores e rachar o valor pela galera 😉

LEIA MAIS: Onde comer no Rio? Bar da Laje, no Vidigal

E vocês, tem dicas de lugares no Rio para experimentar comida mexicana? Conta aí nos comentários!

Bom apetite!

 

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



1 In Felicidade/ Viagens

‘Viajar sozinha é uma oportunidade de aprendizado’ – Bate-papo com Mariana Bueno, do blog Mariana Viaja

mariana-viaja-paris

Inspirar outros pessoas a viajarem (mais) é a coisa que esse blog mais gosta de fazer. Depois de compartilharmos o relato da Rafaela, do canal no youtube Brazilicans, é a vez de batermos um papo com a Mariana Bueno, do blog Mariana Viaja.

A Mariana é mineira, jornalista, torcedora do Cruzeiro e capricorniana. Ela também faz parte do coletivo De Viagem em Viagem e nessa conversa falamos sobre como surgiu essa paixão por viagens, destino favorito, dica de como viajar mais e outras coisas. Confere só:

Como começou sua paixão por viajar? 

Quando pequena eu adorava ler e ficava imaginando que um dia ia ver de perto aqueles lugares. Mas nem sei se eu achava mesmo possível ou se era só coisa de criança. Nem sabia como era viajar. A primeira vez que vi o mar, tinha 10 anos de idade, foi a primeira vez que viajei, um ônibus, a família toda, a noite toda na estrada. Depois disso viajava para a praia a cada dois ou três anos e, para mim, era a coisa mais maravilhosa, o momento mais esperado da vida. E olha que era sempre para a mesma cidade, mas só de estar em um lugar diferente do meu, ver pessoas diferentes, eu já amava. Aí entrei na faculdade, comecei a trabalhar e fui vendo que era possível. Ou seja, a paixão é antiga, mas só virou realidade recentemente. Comecei e não parei mais!

Marina em Sergipe

Mariana em Sergipe

O que mudou na Mariana após começar a desbravar esse mundão?

Nossa, muita coisa! Sempre fui muito “bicho do mato”, muito fechada, e, na medida em que fui desbravando novos lugares, fui ficando mais aberta, porque fui vendo que não existe certo e errado, existem costumes, culturas, então cada um é de um jeito e tudo bem eu ser do meu jeito. A gente vai perdendo os pré-conceitos porque vai vendo muitas diferenças, vai aprendendo a enxergar além do nosso mundinho, a respeitar tudo isso e a se respeitar. Então viajar abriu e ainda abre muito a minha cabeça. Cada novo lugar é um novo aprendizado, cada nova experiência é uma nova Mariana que volta. Sempre crescendo, evoluindo e, acredito eu, me tornando uma pessoa melhor.

Até agora, qual a sua viagem favorita?

Ai… é uma escolha difícil. Cada vez que faço uma viagem costumo voltar falando que foi a melhor viagem que eu fiz. Então brinco que a favorita é sempre a mais recente. Estava superapaixonada por Portugal, ainda estou, e agora estou falando mais de Sergipe, que amei conhecer. Minha primeira viagem sozinha foi bem marcante, para Cuba. Mas Paris é um lugar que eu amo, sempre sonhei conhecer, e foi a primeira viagem internacional que fiz, então marcou também e, até agora, é meu lugar favorito no mundo!

LEIA MAIS: Mas, e você vai sozinha?

Já passou por algum perrengue durante uma viagem? Qual?

Graças a Deus nunca teve nada muito sério. Só aquelas coisas que na hora parecem tensas, mas depois acabo rindo. Na Itália eu fui picada por uns mosquitos e foi horrível porque sou alérgica a insetos. E não senti as picadas na hora (em Veneza), só no avião, a caminho de Roma, é que começou uma coceira insuportável. Eu não sabia o que fazer. Quando desembarquei e me olhei no espelho, meu corpo estava todo coberto por calombos vermelhos enormes, inchados. Era de noite, então só no dia seguinte pude ir a uma farmácia e comprar uma pomada, aí fui melhorando. Mas, na hora, foi um susto. Acho que de perrengues que me lembro esse foi o pior.

Tem algum lugar que você nunca conheceria?

Até tem… Mas pode ser que eu acabe mudando de ideia, porque sou dessas! rs E não é nada definitivo tipo “nuuuunca vou”, não tenho nenhum problema, só que são lugares que não me atraem tanto e, como a vida é curta e o mundo é grande, sei que vai ficar muita coisa de fora, então para alguns eu nem ligo de não conhecer, não tenho vontade.

“Na medida em que fui desbravando novos lugares, fui ficando mais aberta, porque fui vendo que não existe certo e errado, existem costumes, culturas, então cada um é de um jeito e tudo bem eu ser do meu jeito”

E o surgimento do blog… como foi?

Foi em 2015. Como eu sou jornalista e sempre gostei de escrever, toda vez que viajava fazia um diário de bordo, anotando como foi, os lugares que visitei, mais para ter de lembrança mesmo. De vez em quando algum amigo ia viajar e me pedia dicas, aí eu mandava o arquivo. E eu sempre senti falta de ter um espaço meu, onde eu pudesse escrever do meu jeito, de uma forma mais livre, sem as cobranças do trabalho. Sempre pensei em ter um blog e não sabia exatamente de que – não queria simplesmente ter só pra ter, sabe? Queria algo que fosse legal pra mim, mas que fosse legal para os outros também! Gosto de boas histórias (como as que lá atrás me faziam viajar) e gosto de contar histórias. Aí um dia me deu esse estalo de que poderia unir as duas cosias – viajar e escrever. No mesmo dia criei o nome, comprei o domínio, aí fui para Nova York de férias e, quando voltei, comecei a organizar. Faz dois anos e é muito bom ver que as pessoas gostam, receber feedback de leitores, isso dá mais ânimo para continuar! Porque é um trabalho e é difícil e puxado, mas tem valido a pena!

Em Portugal

Em Portugal

Indica algum livro e filme sobre viagens?

Sou apaixonada por “Comer, rezar, amar”, que é livro e filme. Eu gosto mais do livro. Resumindo e sem spoilers, é uma mulher que viaja sozinha para diferentes países durante um ano, para se conhecer melhor. Outro filme que eu amo é “O fabuloso destino de Amélie Poulain”, que é mais poético e me inspira muito a sonhar com novas viagens e a realizá-las. Em Paris até fui na lanchonete onde a personagem trabalhava. Na verdade qualquer livro ou filme que se passe em um lugar que não é o meu, vai despertar em mim a vontade de conhecer!

Infográfico: 10 dicas de segurança para viajantes

E alguma dica para ajudar as pessoas que querem começar a viajar mais…

Se planejar, se programar. Ver tudo com antecedência é fundamental e ainda faz a viagem ficar mais barata. Pesquisar sobre o destino que deseja conhecer, calcular mais ou menos quanto vai custar e aí colocar no papel quanto vai ser preciso economizar e ter isso como meta, guardar um pouquinho todo mês. Porque quando a gente já tem algo mais concreto, fica mais fácil resistir a comprar uma roupa nova ou a ir a um evento caro. Prefiro guardar pra viagem. E também ficar sempre ligada em sites de promoções de passagem, para conseguir preços melhores. Outra dica é acessar os blogs, porque os relatos e dicas reais podem sempre ajudar e dar novas ideias.

Passeando por Inhotim, Minas Gerais

Passeando por Inhotim, Minas Gerais

Quais são os próximos destinos?

Vou Chile ainda este ano. E, no Brasil, quero conhecer Blumenau. Mas tudo pode mudar a qualquer momento! 

LEIA MAIS: Dicas para planejar uma viagem sozinha

Qual recado você manda para a mulherada que quer começar a viajar sozinha?

Meu lema é “vai, e se der medo, vai com medo mesmo”. Porque eu sei que bate um monte de inseguranças, é natural. A gente corre mesmo mais riscos, a sociedade em que vivemos ainda é muito machista, mas é a partir da gente que isso vai mudar. É nas nossas atitudes, nos pequenos passos, que vamos impondo respeito. Então, se não tiver coragem de ir muito longe, comece indo perto, uma cidade vizinha, só passar um dia e voltar, ou um fim de semana.

Depois passe para lugares mais longes, períodos maiores e, assim, vai se habituando. Acho que ninguém deve deixar de viajar e conhecer lugares lindos porque não tem companhia naquele momento! Viajar sozinha é uma oportunidade de aprendizado e crescimento!

 

Gostaram do bate-papo? Deixa nos comentários o que achou e que blogueiro você gostaria de ver por aqui! 😉

 

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Pará/ Recentes

Pará: diversidade cultural e riquezas do Norte do Brasil

belem-do-pará-kari-desbrava

Um dos estados mais ricos do Brasil é o Pará. Digo isso, pois a diversidade cultural, de fauna e flora (que abriga parte da floresta Amazônica) e gastronômica são exóticas e inconfundíveis. 

Participe do nosso grupo no Facebook 

Estação das Docas, em Belém

Estação das Docas, em Belém

Na cultura é possível dançar o carimbó. Um ritmo gostoso e que tem várias vertentes: a mais folclórica, mais sensual, com mais destaque para a dama ou para o cavalheiro, etc. 

Segundo os paraenses, o ritmo nasceu na Ilha do Marajó. Local místico e cheio de peculiaridades, entre elas a imensidade de búfalos espalhados por lá, a Marajó, nos deu o ritmo que é a cara do Brasil. 

para-norte-do-brasil

No sentido horário, a partir da foto da igreja: Igreja de Nossa Senhora de Nazaré, a fé estampada, cabeças de búfalos empalhadas, torre no Mangal das Garças, artesanato marajoara, passeio de búfalo, altar dentro da Basílica de Nossa Senhora do Nazaré, casal dançando carimbó

Além do carimbó, no Pará também é possível curtir o calipso, tecnobrega e as famosas aparelhagens. Com uma imensidão de aparatos tecnológicos, as aparelhagens reúnem milhares de pessoas que buscam balançar o corpinho.

Já na fauna e na flora é espetáculo atrás de espetáculo. É borboleta, arara, papagaio, tartaruga, sapo, capivara, guará, coco amarelo, bacuri, mangaba, cupuaçu… Já falei búfalo? Rs

Salvaterra-ilha-de-marajo-para

Praia em Salvaterra, Ilha de Marajó

Ah, e na culinária… é um show de sabores a parte. Tacacá, queijo de búfalo (olha ele de novo!), açaí, pato no tucupi, tapioca, manisoba. Éguaaaa, é muita coisa peculiar que você só vai experimentar no Pará. 

Sorvete de açaí com tapioca, sorvete de castanha do pará e murici, bife e queijo de búfalo com cebola e lanchinho composto de: bolo de tapioca, bolo com cobertura de cupuaçu, pão e queijo de búfalo

Sorvete de açaí com tapioca, sorvete de castanha do pará e murici, bife e queijo de búfalo com cebola e lanchinho composto de: bolo de tapioca, bolo com cobertura de cupuaçu, pão e queijo de búfalo

Esse texto é uma mera tentativa de transmitir para vocês tudo que vi, comi e vivi no Pará. Entretanto, tem coisas na vida que por mais que a gente queira passar de maneira mais próximo do que ocorreu nada se compara a experiência de viver o momento. Portanto, se você quer conhecer o Pará de verdade viaje para lá! E descubra você mesmo a sensação de estar no estado mais norte do país. 

 

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Niterói/ Recentes

MAC Niterói: arquitetura e vista de cair o queixo

mac-niteroi-kari-desbrava

Planejado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o Museu de Arte Moderna de Niterói (MAC) é simplesmente encantador. Seu formato oval, que lembra uma nave espacial, com vista para Baía de Guanabara deixa qualquer um deslumbrado.

Inaugurado em 1996, o museu foi idealizado para abrigar a coleção João Sattamini, um dos principais acervos de arte contemporânea do Brasil. O MAC, que em 2016 completou 20 anos, é um símbolo da cidade de Niterói e também é considerado uma das maravilhas arquitetônicas do mundo.  

Participe do nosso grupo no Facebook

mac-niteroi-kari-desbrava-2

mac-niteroi-kari-desbrava-8

Ao conhecê-lo é impossível não se impressionar com o “diálogo” entre a obra de Niemeyer no alto do Mirante da Boa Viagem e a vista a sua volta. Que me perdoem os amantes de arte, mas fiquei tão impressionada com a beleza do lugar, que as obras expostas lá são um mero detalhe.

Chegando no MAC

A ida ao MAC pode ser feita de carro ou transporte público. Se for de carro basta pegar a Ponte Rio-Niterói e fazer o seguinte trajeto: pegar o acesso à direita (sentido Centro/São Domingos/Gragoatá), seguir pela Avenida Feliciano Sodré, virar à esquerda na Rua Visconde do Rio Branco, manter-se sempre à direita, beirando o mar, continuar reto por São Domingos/Cantareira e Gragoatá (Rua Alexandre Moura e Rua Gal. Tamarindo) e no final do Gragoatá, fazer a curva obrigatória à esquerda e seguir pela Avenida Litorânea (Av. Milton Tavares de Souza e Av. Almirante Benjamim Sodré) até o MAC. Se o trânsito tiver bom, o tempo estimado do trajeto é de 30 minutos.

Para quem quer chegar de transporte público a ida também é simples. Pegue a barca na Praça XV (passagem custa R$5,90 e R$ 5 para quem usa Bilhete Único) e depois pegue o 47B próximo a saída de desembarque do terminal hidroviário. O 47B é circular, ou seja, ela passa em frente ao museu e para voltar basta fazer o mesmo trajeto da ida: pegue o 47 B, desça em frente as barcas e volte para o Rio. 

mac-niteroi-kari-desbrava-7

mac-niteroi-kari-desbrava-1

mac-niteroi-kari-desbrava-9 mac-niteroi-kari-desbrava-10

Se você vem do Rio, também é possível chegar ao MAC com os ônibus: 740D (Copacabana/Charitas), 750D (Gávea/Charitas), 760D (Galeão/Charitas), 775 (Gávea/Charitas). Para mais informações de como chegar ao MAC clique aqui.

Gratuidade

Normalmente, todo museu tem um dia de entrada franca. No caso do MAC, este dia é quarta-feira. Caso não queira ou não possa ir nesse dia, a entrada custa R$ 10. Tem direito a gratuidade: crianças com menos de 7 anos, estudantes da rede pública de ensino (níveis fundamental e médio), moradores de Niterói, mediante apresentação do comprovante de residência e todo visitante que chegar no Museu de bicicleta. 

Restaurante

O MAC também tem um restaurante nas suas dependências. O Bistrô MAC serve um café da manhã supimpa aos fins de semana. A refeição é servida das 09h às 11h e custa R$ 35 no sábado e R$ 40 no domingo. Em ambos os dias são cobrados 10 %. Para conferir o menu completo do restaurante e mais informações clique aqui.

 

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Dicas de Viagem/ Recentes

Dicas para planejar uma viagem sozinha

kari-desbrava-para-viajando-sozinha-4

Viajar sozinha não é um bicho de sete cabeças. Mas, claro, que é necessário alguns cuidados a mais para evitar problemas. A preocupação vai desde a segurança de quem viaja sozinha (principalmente se for mulher) aos gastos, que podem ficar maiores do que em uma viagem dividida com alguém.

SE INSCREVA NO CANAL!

Por essas e outras que divido abaixo algumas dicas para quem quer viajar sozinha, mas não sabe por onde começar.

Pesquise, pesquise, pesquise

A pesquisa é algo essencial para qualquer viajante. Nela você define seu destino com base no orçamento disponível. Também é nessa parte que começamos a encontrar as particularidades do destino escolhido. Quais são as diferenças culturais? Os hábitos alimentares? É tranquilo de se locomover? Há opções de meios de transporte? Entre outras questões. 

18588945_1573470499352333_5033669419750232935_o

Nas ruínas de Joanes, em Salvaterra, Ilha de Marajó, no Pará

Planeje com antecedência

Planejar uma viagem com antecedência é fundamental. Assim é possível até economizar, quem sabe, para uma próxima viagem. Ou então não voltar com dívidas.

O planejamento com antecedência também previne que você entre em enrascadas. Ficar sem dinheiro durante a viagem? Não conseguir fazer o passeio que você tanto queria? Não saber como se deslocar de um lado para o outro? Tudo isso e muito mais pode ser evitado com planejamento.

Calcule os gastos

Saber quanto se vai gastar durante uma viagem é essencial para se evitar perrengues e essa etapa faz parte do planejamento. Uma boa dica é definir quanto você gastará por dia. Se exceder o limite estabelecido, no dia seguinte poupe. Se não gastou o combinado com você mesmo, você escolhe: gaste o que sobrou ou guarde junto com a reserva para emergências. 

18718125_1431868343542955_763303038_n

Fazenda Bom Jesus, em Soure, Ilha de Marajó

Faça um seguro viagem

Melhor prevenir do que remediar. A gente nunca sabe quando precisaremos de auxílio. E viajando, assim como no dia a dia, também estamos expostos a diversas situações desconfortáveis ou perigosas. Por isso, fazer um seguro viagem é tão importante. Para alguns destinos, como para países da Europa, é até obrigatório. Por isso, neste caso, deixe aquele pensamento de economia boba de lado. Sua segurança é fundamental. E ninguém merece pagar uma fatura caríssima de um atendimento médico só porque não fez o seguro.

Faça seu seguro viagem através do blog. Assim você ajuda o Kari Desbrava a produzir conteúdo de qualidade sem pagar nada a mais por isso

Deixe o medo em casa

kari-desbrava-para-viajando-sozinha-3

Deixar o medo de lado é essencial para conhecer novos lugares e novas pessoas

 

Depois de pesquisar e planejar a viagem é hora de se jogar e curtir. Tenha cuidado no destino escolhido, mas sem paranoias. Quem vive em grandes metrópoles já está acostumando a não dar mole por aí com objetos de valor ou andar sem cara de perdido, bancando o turistão. Ande com segurança, firme no seu propósito, que com certeza você voltará com uma bagagem de histórias para contar. 

Leia mais: Infográfico – 10 dicas para a segurança do viajante

Beijos,
Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In O que fazer no Rio/ Recentes

Passeando pela Zona Portuária: AquaRio e Bar Imaculada

fachada-bar-imaculada

Uma das regiões do Rio que ninguém dava bola até a sua revitalização era a Praça Mauá. Os Jogos Olímpicos passaram, mas o legado naquela área ficou. E é de dois passeios super bacanas por lá que irei falar. Você pode optar por fazer os dois no mesmo dia ou um por vez. A escolha aqui é do freguês. Sobre os passeios me refiro ao AquaRio e ao Bar Imaculada. Cada lugar tem um perfil bem diferente, por isso a observação de qual conhecê-los ou conhecer os dois fica a critério de cada um.

Galeria: Espécies do AquaRio 

aquari-1

Já tinha visitado o AquaRio antes da inauguração e contei para vocês que ele prometia ser um lugar bem bacana no Rio para se conhecer. A promessa agora virou realidade e o aquário está aberto ao público. De antes da inauguração para agora mudou pouco coisa: as instalações foram concluídas e os aquários estão mais cheios.

Sobre as atrações e infraestrutura, lá você verá, além das mais variadas espécies marinhas, o Museu do Surf e o Museu de Ciência. Tem também lojas para comprar presentes temáticos, lanchonetes e estacionamento. Quanto ao preço, essa é a parte que dói. O valor da entrada é R$ 80. Com projeto Carioquinha, o ingresso sai por R$ 60 e meia R$40. Quem quiser pode optar por comprar o passaporte anual. Para isso será preciso desembolsar R$ 220 no passaporte individual e R$ 440 no passaporte família.

Leia mais: Como chegar no AquaRio e comprar ingressos

Depois de passear e se deslumbrar pelas belezas marinhas é hora de seguir para o Bar Imaculada. O AquaRio fica na Gamboa já o Bar Imaculada no Morro da Conceição. Para se deslocar de um para o outro pegue o VLT na estação Utopia AquaRio e solte na estação Parada dos Museus. Dessa estação para o Morro da Conceição você terá que ir andando. Coisa de 5 minutos. Veja o caminho no mapa abaixo:

Chegando no Bar Imaculada você se deparará com a cara da boemia carioca. O ar boêmio já começa na decoração do Imaculada. Cada mesa tem uma plaquinha colada com o nome de um sambista importante. Nas paredes, quadros divertidos, instrumentos e para completar o ambiente samba tocando no som ambiente do bar. 

imaculada

Quando for lá, não deixe de experimentar a caipirinha (R$ 19,90) e o caldinho de feijão (ou Feijão Amigo no cardápio por R$ 18). Se for almoçar/jantar recomendo o prato executivo de filé de frango com fritas (R$ 32,90). Às sextas-feiras, o bar serve a tradicional feijoada (R$39,50 meia e R$ 75,90 a completa), super bem falada. Confira o cardápio deles aqui

bar-imaculada

Já conhece o AquaRio e o Bar Imaculada?Me conta nos comentários!

 

***

Se você chegou até aqui embaixo é porque curte mesmo o blog. Logo, aproveito a oportunidade para lhe fazer um convite. Participe do nosso grupo do Facebook e vamos trocar uma ideia :)

Beijos,
Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox
Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox