All Posts By

Karilayn Areias

0 In Uncategorized

Como andar de VLT, no Centro do Rio

vlt

Uma das melhorias que o Rio de Janeiro ganhou com os Jogos Olímpicos foi o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Agora, andar pelo Centro do Rio ficou muito mais fácil. Quem conheceu o Centro do Rio antes do VLT sabe que o trânsito na Rio Branco era horrível. Uma via pequena para uma quantidade enorme de ônibus e carros.

Atualmente, a quantidade pessoas que andam pela Rio Branco ainda é enorme, mas a vida ficou muito mais fácil e esse post tem o objetivo de explicar para vocês como funciona o VLT carioca.

Informações importantes

O VLT tem duas linhas. A Linha 1 (azul), que liga o Santos Dumont a Rodoviária Novo Rio e a Linha 2 (verde) que liga a Praça XV a Rodoviária Novo Rio. Ambas as linhas funcionam de 06h a 00h e o valor da tarifa é de R$ 3,80.

Você pode recarregar o seu bilhete para entrar no VLT nas estações de embarque. Para isso, basta procurar um terminal de autoatendimento, escolher a forma de pagamento (dinheiro, moedas e cartão de débito) e pronto seu bilhete estará com saldo.

mapa-vlt

Mas ATENÇÃO! O pagamento da tarifa é feito assim que se entra no VLT. Não há cobradores para isso, você entra e encosta seu cartão na máquina e o valor da passagem será debitado.

Em caso de não pagamento, você pode ser multado em R$ 170 ou em R$255, se for reincidente. Há agentes dentro do VLT que fiscalizam se o passageiro pagou a tarifa. Por isso, a qualquer momento você pode ser surpreendido por um fiscal pedindo seu cartão para conferir se a passagem realmente foi paga. Ou seja, não pagar a passagem não é uma boa opção!

Através do VLT você também pode chegar no aeroporto Santos Dumont ou em pontos turísticos como o Museu de Arte do Rio, o Museu do Amanhã e o AquaRio. E o melhor, sem precisar atravessar a Avenida Rio Branco a pé e chegar suada nos lugares, rs.

Leia também:

Como chegar e sair dos aeroportos do Rio

Passeando pela Zona Portuária: AquaRio e Bar Imaculada

Manual de sobrevivência: Carnaval no Rio de Janeiro

***

Se você gostou deste conteúdo compartilhe com seus amigos :)

Beijos,

Kari.

 

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Belém/ Ilha de Marajó/ Listas/ Pará/ Viagens

8 músicas para vivenciar o Pará

carimbó-para

O Pará é um estado muito rico culturalmente. Sua gastronomia, música e história são fantásticas e encantam qualquer viajante que vai conhecer a terra do açaí. A paixão do povo paraense pelas suas tradições fazem qualquer um sentir orgulho daquele povo e até querer sentir o mesmo orgulho pelo lugar da onde se veio.

Pensando nesse amor pelas tradições, selecionei uma lista com 8 músicas que são a cara do Pará. Algumas conheci durante minha viagem por aquelas terras. Outras descobri pesquisando quando voltei. Mas, independente disso, todas vão fazer você se sentir como se estivesse lá. Aperta o play!

1 – Ai Menina, Lia Sophia

2 – No Meio do Pitiu, Dona Odete

3 – Curió do Bico Doce, Gonzaga Blantez

4 – Voando Pro Pará, Joelma

5- Garota do Tacacá, Pinduca

6 – Carimbó, Banda Calypso

7 – Pout-Pourri Pra Dançar Carimbó | Rebola, Banda Calypso

8 – Meteoro, Banda Iza Show

Bom, essa foi minha seleção musical! Curtiu?

Me conta nos comentários se você acrescentaria mais alguma música!

 

Confira outros posts sobre o Pará:

Pará: diversidade cultural e riquezas do Norte do Brasil

Passeio de barco pela orla de Belém

Review Manga Hostel: hospedagem em Belém do Pará

O que fazer na Ilha de Marajó

Passeio na Fazenda Bom Jesus, na Ilha de Marajó

 

Beijos,
Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Paraná

Visita guiada pela Arena da Baixada, em Curitiba

WhatsApp Image 2017-11-09 at 17.33.03 (2)

Em minha viagem a Curitiba conheci o estádio Joaquim Américo Guimarães, mais conhecido como Arena da Baixada, do time Atlético Paranaense. Não sei vocês, mas apesar de não acompanhar muito futebol, super curto conhecer estádios (mozão que foi comigo então nem se fale, rs).

Bom, sobre a visita guiada pelo estádio vale dizer que eles são super pontuais. Se está marcado para começar às 10h30, eles vão começar às 10h30 em ponto!!! Lembro que quando a gente foi nos atrasamos um pouco porque foi difícil acordar depois do Tour Comida de Boteco. Aí, quando chegamos, o passeio já tinha começado. Porém, sorte que não perdemos quase nada. Então fica a dica: chegue um pouquinho antes do horário marcado 😉

arena-da-baixada

O passeio

A Arena da Baixada é considerada, desde os anos 90, um dos estádios mais modernos do Brasil. Além de ter sido o primeiro estádio da América Latina a ter o teto retrátil. Segundo a guia nos informou, o teto demora cerca de 28 minutos para abrir e por conta do tempo que leva não fazem essa demonstração durante o passeio. Mas, o tour não deixa de ser legal por conta disso.

No passeio conhecemos mais da história do estádio e logo no início podemos ver as maquetes do local. Em seguida, somos convidados a ver o estádio da tribuna, uma espécie de camarote, e depois vamos para uma “apresentação dos jogadores”, em que o pessoal que faz o passeio pode tirar foto com a camisa do Atlético como se tivesse sido a nova contratação do clube (esse parte deve ser demais para quem é atleticano).

Depois, vamos conhecer o vestiário em que os jogadores ficam. Podemos andar livremente pelas instalações e nos sentirmos os próprios esportistas.

arena-da-baixada-7

arena-da-baixada-8

arena-da-baixada-2

arena-da-baixada-3

Posteriormente, vivenciamos a parte mais emociante na minha opinião. Andar pelo corredor em que os jogadores passam até chegar ao campo. Essa parte é acompanhada de um áudio como se o estádio estivesse lotado. Simplesmente arrepia!

No fim, vamos ver a a taça do um dos campeonatos do Atlético (não lembro qual, rs) e vemos o campo mais uma vez. 

Resumindo o passeio dura mais ou menos uma hora e meia. De tão divertido, esse tempo passa voando. Então, aproveite bastante!

Ah, os ingressos podem ser comprados na bilheteria do estádio e a forma de pagamento é em dinheiro ou cartão.

arena-da-baixada-10

arena-da-baixada-9

Serviço
Visita Guiada Arena da Baixada. Rua Buenos Aires, 1260 – Curitiba/PR. De terça a domingo, às 9h30, 10h30, 14h, 15h e 16h. Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada), R$ 5 para sócio torcedor.

***
Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Belém

Review Manga Hostel: hospedagem em Belém do Pará

manga-hostel-belem-para

Um tipo de hospedagem que sempre cogito quando vou viajar são os hostels/albergues. Opções mais baratas que hotéis e a possibilidade de fazer amigos é uma coisa que me atrai nesse tipo de hospedagem. Por isso, quando fui para Belém, no Pará, também optei por ficar em um hostel.

Depois de muita pesquisa no Booking, escolhi ficar no Manga Hostel e nesse texto vou expor o que achei do local.

O hostel

O que mais gostei no Manga Hostel foi a recepção e os amigos que fiz lá. O pessoal do hostel é muito acolhedor e simpático e acho que isso é essencial para o viajante se sentir em casa.

Durante a minha viagem ao Pará, fiquei lá nos meus dois primeiros dias em Belém e nos dois últimos. Nesse meio tempo conheci Marajó.

Entre as outras coisas que gostei também estão o fato do quarto ter banheiro. Isso facilita muito a vida, sem falar que você não precisa ficar carregando as coisas de um lado para o outro, minimizando as chances de esquecer alguma coisa e ter que voltar no quarto para buscar. 

manga-hostel-belem-para-6

manga-hostel-belem-para-4

O café da manhã é simples: tem pão, manteiga, queijo, presunto, café, leite e frutas. Mas está dentro do padrão de um hostel.  O albergue fica perto de um supermercado e de locais para comer, facilitando assim a vida de quem quer cozinhar.

Outra coisa bacana é que tem piscina, um refresco e tanto para o calorão de Belém.

manga-hostel-belem-para-2

Sobre as coisas que não gostei… O compartimento para guardar a bagagem que fica embaixo da beliche era muito difícil de fechar. Jesus! Como eu sofria toda vez que tinha que guardar minha mochila. Encaixar o cadeado então era mais complicado ainda… hahaha

Fora isso, o Wi-Fi era bem complicado. Caía bastante e praticamente não pegava no quarto. Para uma viajante conectada como eu, essa parte era bem difícil.

Sobre localização, o Manga Hostel fica no bairro São Brás. Sinceramente, pelo mapa achei que fosse mais perto dos pontos turísticos. Não é longe e tem a opção de pegar ônibus no terminal próximo ao hostel, mas para uma mulher sozinha não achei Belém tão segura e por isso resolvi me locomover de Uber. No fim, por esse quesito, achei que poderia ter escolhido uma hospedagem mais próxima aos locais que queria conhecer e ter feito mais coisas a pé.

Sobre a hospedagem

Pontos positivos:

– Equipe atenciosa;

– Banheiro dentro do quarto;

– Cama confortável;

– Piscina;

Ponto negativos:

– Compartimento para guardar a bagagem;

– Wi-fi fraco;

– Localização razoável;

 

E você, já viajou para Belém? Onde ficou hospedado? Me conta nos comentários!

 

Confira outros posts sobre o Pará:

Pará: diversidade cultural e riquezas do Norte do Brasil

Passeio de barco pela orla de Belém

O que fazer na Ilha de Marajó

Passeio na Fazenda Bom Jesus, na Ilha de Marajó

***
Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Listas

7 dicas que você deve seguir se quiser viajar mais

Viagem-Pixbay-Kari-Desbrava

Quem nunca se comparou com o amigo do Facebook que vive viajando? Quem nunca pensou como ele faz para viajar tanto? Então… vou te contar um segredo. Se você não nasceu em berço de ouro ou não ganhou na loteria, só tem um jeito de viajar: ECONOMIZANDO!

O que você faz com seu dinheiro? Já parou para pensar nisso? 🤔 Os gastos supérfluos, aqueles que normalmente a gente não monitora, geralmente são os responsáveis por levar boa parte do seu suado dinheirinho.

Mas, se você também está nessa sinuca de bico e se sente perdido quando pensa “Como posso começar a viajar?” vou te dar algumas dicas. Anota aí 📝

1. Tenha metas

Se você quer começar a viajar coloque isso como uma meta. Escreva em uma agenda, no Google Docs, cole no seu mural. Visualize sua meta sendo alcançada e busque sempre ler, ver fotos e vídeos sobre o destino para manter o foco!

2. Planeje-se com antecedência

Decido o destino, veja o quanto precisa para conhecê-lo e em quanto tempo consegue juntar esse dinheiro. Trace um plano! Para isso, será necessário rever seu orçamento e vê se não está desperdiçando dinheiro com bobagens.

3. Priorize sua meta

Para viajar é preciso ter dinheiro. Logo, se você quer mesmo viajar mais, pode ser que seja preciso abdicar de algumas coisas para conseguir algo maior. Você precisa mesmo de tantas “brusinhas”? É necessário mesmo comer fora todos os dias? Às vezes, com um pouquinho de esforço você consegue concretizar aquele plano tão sonhado! POUPAR AQUI É UM MANTRA!

4. Invista seu dinheiro

Faça o dinheiro trabalhar para você! Invista ele em aplicações que possam fazer ele render (Já ouviu falar de Tesouro Direto?). Mas, calma! Se você não entende nada de aplicações, comece pelo começo: guarde o dinheiro na poupança e estude sobre finanças e qual seria o melhor investimento para você. Só quando se sentir segura e estiver munida de informação o suficiente aplique a grana. Estar bem informada e saber o que está fazendo é essencial para não fazer besteira!

5. Procure formas alternativas de viajar

Existem muitas formas de viajar. Você pode ficar hospedada em albergues/hostels, trabalhar em troca de hospedagem, se hospedar na casa de um local, etc. Procure se informar sobre como viajar barato e escolha a possibilidade que esteja dentro do seu perfil.

6. Passagens em promoção

Monitore as passagens para o destino que você quer conhecer. Assim, quando o valor da passagem diminuir você saberá e poderá comprar com um preço mais em conta. Aplicativos como Voopter, Melhores Destinos, Kayak e Google Voos fazem isso 

7. Renda extra

Procure por atividades que possam lhe render uma grana extra. Traduzir um texto, vender algo que não usa mais, trabalhar através de algum aplicativo, etc. Com uma renda a mais fica mais fácil alcançar a meta para fazer sua viagem.

Bom, essas são algumas das coisas que faço desde que decidi começar a viajar mais. Se você achou essas dicas úteis, compartilhe esse post com quem você se importa!

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Cidades Maravilhosas/ Petrópolis

Tour pela Cervejaria Bohemia, em Petrópolis

cervejaria-bohemia-petropolis

Quem aprecia uma boa cerveja com certeza vai gostar desse post, já que a proposta desse texto é contar como é o Tour pela Cervejaria Bohemia, em Petrópolis, Região Serrana do Rio. Mas, antes de começar a falar do passeio pela fábrica da bebida, fique sabendo que Petrópolis é uma cidade encantadora e que tem muita coisa bacana para conhecer. Confira o que fazer em Petrópolis aqui.

Mas, chega de papinho. Vamos falar do Tour!

Tour pela cervejaria

Durante o tour o visitante mergulha no universo cervejeiro. Basicamente, o passeio é dividido em quatro etapas, em que descobrimos: a história da cerveja, desde a antiguidade até os dias atuais; como a cerveja é feita e seus tipos; como era a produção da cerveja no início da fábrica da Bohemia; e quais são os tipos de cerveja que a fábrica produz. 

cervejaria-bohemia-petropolis-18

cervejaria-bohemia-petropolis-17

cervejaria-bohemia-petropolis-15

Cada etapa desperta uma sensação. A cada corredor que avançamos descobrimos uma informação nova ou participamos de uma atividade legal, fazendo o passeio, que dura em média uma hora e meia, jamais ficar monótono.

Entre as coisas legais que vi estão: a interatividade de alguns painéis, sendo que em um deles você pode montar um rótulo escolhendo um brasão e colocando o seu nome; a possibilidade de rever propagandas sobre cerveja que marcaram gerações;  experimentar sensações, que vão desde sentir o cheiro a comer os ingredientes de que a bebida é feita.  cervejaria-bohemia-petropolis-13

cervejaria-bohemia-petropolis-12

cervejaria-bohemia-petropolis-8

cervejaria-bohemia-petropolis-6

cervejaria-bohemia-petropolis-7

cervejaria-bohemia-petropolis-1

Ah, e a parte que agrada o paladar! Durante o tour você ganha três doses de cerveja: uma no começo, uma no meio e outra no fim do passeio.

Restaurante e loja

Quando o tour acabar recomendo conhecer o restaurante e a loja da fábrica. O restaurante tem uma decoração linda e descolada, além de ter uma comida bem gostosa inspiradas na culinária de Petrópolis, com referências alemãs e portuguesas. 

LEIA MAIS: Cinco lugares para curtir o frio no estado do Rio de Janeiro 

cervejaria-bohemia-petropolis-5

cervejaria-bohemia-petropolis-20 cerverjaria-bohemia-petropoli-19

Quando fui experimentei um Bohemia burguer (180g de blend de carnes bovinas, cebola caramelizada na cerveja Pilsen, maionese da casa, queijo prato, alface e pão de hambúrguer) e uma cerveja Bohemia Imperial (Premium American Lager com três tipos de malte e um lúpulo raro)

Depois do passeio no restaurante, passamos na loja para conhecer e ver os produtos. Fiquei impressionada com a variedade dos artigos vendidos, que vai desde cerveja (é claro, rs) a chocolate e camisetas.

Um dica que achei bacana é comprar o growler (garrafão retornável), que custa R$40. Nele cabem 1 litro de cerveja e sempre que você voltar a fábrica poderá enche-ló novamente com a cerveja disponível no momento, pagando somente o valor da recarga.

cervejaria-bohemia-petropolis-3

cervejaria-bohemia-petropolis-2

Serviço
Cervejaria Bohemia. Rua Alfredo Pachá, 166, Centro, Petrópolis – RJ. Horário de funcionamento: de terças às quintas, das 12h às 17h; sextas e sábados, das 10h às 18h; Domingos e feriados das 10h às 17h. Valor do entrada: Inteira R$ 36; Meia-entrada R$ 18; Moradores de Petrópolis R$ 18.

***
Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



3 In Dicas de Viagem/ Viagens

Como usar o Facebook para organizar a sua viagem

facebook

Rei das redes sociais, o Facebook é nosso velho conhecido quando o assunto é nos entreter. Quem nunca ficou rolando a tela do smartphone acompanhando o feed de notícias, assim, meio sem rumo? Mas, você sabia que dá para usar a rede social para planejar a sua viagem?

Isso mesmo! Mais que entretenimento ou uma forma de estar atualizada sobre a vida dos seus amigos, o Facebook pode te ajudar a encontrar coisas legais para fazer em determinado destino baseado adivinha em que? Nas atividades dos seus amigos na rede!

Planejando uma viagem pelo Facebook

Escolher lugares para conhecer se tornou mais fácil com o Facebook. Assim que você chega em determinado destino, que ele detecta através do GPS do celular, ele envia uma notificação para te ajudar escolher locais para visitar baseado no que seus amigos já visitaram antes. Ou então, ele te sugere locais para visitar, próximo a sua localização. 

viagem-facebook-planejamento

Além disso, a rede social também possibilita que o usuário procure por restaurantes, cafés, shoppings e outros lugares, bem como atrações populares. Assim, se você não teve muito tempo para elaborar um roteiro, essa função pode ser muito útil, otimizando seu tempo, o que em uma viagem é muito importante. 

A rede social também informa a temperatura do destino, mostra os lugares mais frequentados pelos moradores e possibilita pesquisar outras cidades. 

viagem-facebook-planejamento-2

E aí? A partir de agora vai usar o Facebook para mais funções do que só saber da vida dos amigos? Me conta nos comentários!

***
Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Viagens

Especial Dia das Crianças: blogueiros contam suas histórias de viagens quando eram menores

kari-desbrava-cristo-redentor

Nesse Dia das Crianças convidei alguns blogueiros para compartilhar conosco suas memórias de viagens e passeios na época da infância. A ideia era que eles nos mostrassem como o espírito viajante começou na vida de cada um.  

Os relatos foram compartilhados no Instagram do blog nessa última semana e agora, como prometido, estão todos reunidos neste post. Divirtam-se!  

“A primeira viagem internacional que fiz foi pra Disney da Flórida, quando tinha 11 anos! Meu pai levou a mim e minha irmã, que tinha 9 anos. Não fomos em excursão, pois meu pai preferia assim. Ele nos mostrou tudo e foi mágico. Na época só existia o Magic Kingdom, inaugurado há apenas 4 anos! Até hoje, “burra velha” que sou, amo Disney e, se pudesse, iria todos os anos!” 

Tina Wells, Londres Pra Você 

londes-pra-vc

“Sou mineira e tinha uns 10/11 anos quando conheci o mar, em Marataízes, no Espírito Santo. Foi minha primeira viagem. Saímos de madrugada, várias pessoas da família, em um ônibus alugado. Eu e minha irmã éramos as únicas crianças e lembro de alguns momentos, como nossas brincadeiras na praia, tomar sorvete e catar conchinhas com nossa avó… Essa é a única foto que tenho. Mas as lembranças ficam para sempre!” 

Mariana Bueno, do Mariana Viaja

mariana-viaja

‘”Essa foto foi tirada na Praia de Grussaí, município de São João da Barra, litoral norte Fluminense, bem perto de  Campos dos Goytacazes, onde meus pais nasceram e onde mora grande parte da minha família. Todas as minhas férias de criança foram passadas lá! Eu esperava ansiosamente por esse momento, quando encontrava meus primos, ia pra praia de buggy e me lambuzava de picolé de amendoim. Saudades desse tempo!”

Marianne Rangel, do Despachadas 

marianne-despachadas

“Bem diferente das viagens que fizemos nos dias de hoje com meu filho, as viagens da minha infância eram bem mais modestas, mas nem por isso menos divertidas. Nossas viagens sempre foram de carro, para a serra gaúcha ou litoral do sul do país, mas em 1988 meus pais tiveram a grande ideia de nos levarem para andar de avião nas férias de julho. Andar de avião, era um evento, e era caro. Para ser viável economicamente (eramos 3 filhas) optaram em ir de avião na ida e voltar de ônibus. A viagem foi um marco nas nossas vidas. Lembro da preparação antes da viagem, com roupas novas feitas em costureira. Voamos de Varig e eu passei mal durante o voo, pois tinha um senhor fumando na poltrona atrás de mim.  Outro detalhe  inesquecível foi o serviço de bordo. Era uma maletinha plástica cheia de repartições com lanchinhos. Óbvio que não comi nada e levei a maleta a tira colo, que rendeu muitas brincadeiras de viagem de avião em casa.” 

Francine, do Viagens que Sonhamos 

viagem-quesonhamos

viagem-quesonhamos-2

“Em 1995 fomos de férias em família pra Disney. Eu e meu pai fomos até na entrada da torre do terror e na hora de entrar no brinquedo, ficamos com medo e desistimos. Daí resolvemos fazer a foto dos medrosos. Nessa viagem além disso aconteceram duas coisas bem estilo “férias frustradas”…  Na nossa primeira noite em Miami assaltaram nosso carro e roubaram todas as malas com roupas sujas e compras da Disney, no outro dias um furacão chegou em Miami e nos obrigou a evacuar o hotel em Miami Beach e voltar pra Orlando! Pelo menos consegui recomprar alguns brinquedos que me roubaram!”

Natalia Zendron, do Passaporte Aberto 

natalia-passaporte-aberto

“Essa foto retrata a primeira vez que fui no Cristo Redentor, uma das seta maravilhas do mundo! Lembro que minha tia levou eu e meus avós para conhecer “Jesus Cristinho”,  como eu chamava o monumento quando era criança. Desse dia ficaram as boas lembranças e a eterna vontade de desbravar o Rio e o mundo!”

Karilayn Areias, Kari Desbrava

kari-desbrava-cristo-redentor

As memórias da infância são muito doces e bacanas de recordar. Foi um prazer fazer essa série! E mais uma vez, obrigada a todos que toparam participar.

>E você, tem alguma história que gostaria de recordar? Me conta nos comentários! Que vou adorar descobrir. :)

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Rio Grande do Sul/ Viagens

Ônibus panorâmico: passeando com a linha de turismo em Porto Alegre

passeio-linha-turismo-porto-alegre-7

Sabe quando você tem pouco tempo para aproveitar um destino? Então, esse foi meu caso quando conheci Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Fui a Poa para fazer um curso e só tinha o domingo para conhecer a cidade. Com apenas um dia para turistar, decidi que ia passear no ônibus panorâmico da linha de turismo.

O passeio com Linha de Turismo de Porto Alegre é feito em um ônibus de dois andares, sendo o segundo andar aberto. Existem dois tipos de roteiro: o pelo Centro Histórico e pela Zona Sul da cidade. Após pesquisar bastante e ouvir muitos elogios, optei por fazer o roteiro do Centro Histórico. 

passeio-linha-turismo-porto-alegre

O passeio

O passeio é realizado de terça a domingo e tem duração de aproximadamente duas horas. De terça a sexta, o valor do ingresso é de R$ 25. Já no fim de semana o valor da entrada custa R$30. As entradas só podem ser compradas em pontos específicos e não são vendidas dentro do ônibus.

O tour não é adiado por conta da chuva. Mas, fatores como chuva e trânsito podem fazer o passeio durar mais.

Durante o percurso, você vai observando a paisagem e ouvindo uma gravação sobre a história da cidade.

Para quem quiser ir no segundo andar, algumas dicas:

– Vá com o cabelo preso: com o ônibus em movimento fica difícil prestar atenção na gravação, tirar fotos, segurar o cabelo…

– Não esqueça do protetor solar! Como o ônibus é aberto, vale reforçar a proteção.

– Apesar de na descrição do passeio falar que é obrigatório usar o cinto no segundo andar, não fomos orientados a usá-lo. E nem achei que o cinto estava em bom estado para isso. Logo, atenção quando o ônibus fizer as curvas. 

passeio-linha-turismo-porto-alegre-5

passeio-linha-turismo-porto-alegre-3

A Rua Gonçalo de Carvalho, no bairro da Independência, já foi eleita a ‘Rua Mais Bonita do Mundo’ e virou ponto turístico da cidade

passeio-linha-turismo-porto-alegre-6

passeio-linha-turismo-porto-alegre-4

Mercado Público de Porto Alegre Foto: Ana Paula Castro

Horários e pontos de parada

Os ônibus saem de hora em hora, de 9h às 16h. O embarque e desembarque é ilimitado durante o período de um dia. Mas, vale ressaltar que se você entrar no último horário não conseguirá fazer o passeio completo e nem desembarcar no ponto inicial.

Abaixo a lista de horários e dos pontos de venda:

Saídas de Terças a Domingos

– Terminal da Linha Turismo
9h / 10h / 11h / 12h/ 13h / 14h / 15h / 16h.
Travessa do Carmo, 84 – Cidade Baixa

– Parque da Redenção (Farroupilha)
9h05 / 10h05 / 11h05 / 12h05 / 13h05 / 14h05 / 15h05* / 16h05*
Av. Osvaldo Aranha, em frente ao Parquinho da Redenção – Farroupilha

– Parque Moinhos de Vento (Parcão)
9h20 / 10h20 / 11h20 / 12h20 / 13h20 / 14h20/ 15h20* / 16h20*
Rua 24 de Outubro, em frente a Rua Comendador Caminha – Moinhos de Vento

– Mercado Público
9h55 / 10h55 / 11h55 / 12h55 / 13h55 / 14h55/ 15h55* / 16h55*.
Largo Glênio Peres, em frente ao Centro de Informações Turística – Centro Histórico

– Usina do Gasômetro
10h05 / 11h05 / 12h05 / 13h05 / 14h05 / 15h05 / 16h05* / 17h05*

– Barra Shopping Sul
10h15 / 11h15/ 12h15 / 13h15 / 14h15 / 15h15 / 16h15 / 17h15*
AV. Diário de Notícias, 400 – Cristal

Pontos de venda:

Ingresso só pode ser comprado em pontos de venda específicos

Ingresso só pode ser comprado em pontos de venda específicos

– Secretaria Municipal de Turismo: Travessa do Carmo, 84 – Bairro Cidade Baixa
De 3ª f a domingos, das 8h30 às 16h

– CIT Mercado
Largo Glênio Peres, s/n° – Sala 99 de terças a sábados das 9h às 17h

– Chalé da Praça XV
Praça XV de Novembro, nº 1 – Domingos e feriados.

– Brick Hostel
Rua Cabral, nº 217.

– Solar 63 Hostel
Rua Octávio Corrêa, 63 – Bairro Cidade Baixa

Gratuidades e descontos

Não pagam o passeio:

– Guias de Turismo.

– Professores acompanhando grupos: a cada 20 alunos 1 cortesia.

– Crianças até 2 anos.

Tem direito a 50% de desconto:

– Maiores de 60 anos, mediantes apresentação de documento com foto, data/ano de nascimento.

– Pessoa com deficiência, mediante apresentação de carteira específica e desconto também para 1 acompanhante.

– Servidores públicos de Porto Alegre, mediante apresentação de crachá.

– Estudantes, mediante apresentação de carteira de identidade estudantil com foto, com validade até 31 de março do ano subsequente da data de expedição.

– Professores que exercem a profissão. Neste caso servem como documentos comprobatórios: contra-cheque atualizado, desde que conste o cargo de professor no mesmo e carteira de professor atualizada, com fotografia e em bom estado de conservação.

– Crianças de 2 a 12 anos.

* Os dados foram tirados do site Portoalegre.travel

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Passeios/ Rio de Janeiro

A experiência de curtir o Rock In Rio

rock-in-rio-destaque

Gente animada, bonita, bem arrumada. Para todo canto que se olha, algo para fazer: desde shows simultâneos até atividades que vão de penteados a games. Como não deixar a euforia tomar conta?

Era possível ver no rosto das pessoas a alegria de estar ali seja por qual motivo for. Podia ser para ver a banda favorita, para encontrar com os amigos, para ostentar nas redes sociais. Não importava. O clima era de alegria, independente de como estava o mundo lá fora.

Aaaaah, e quem dera o mundo lá fora pegasse pelo menos metade daquela energia positiva. C-O-N-T-A-G-I-A-N-T-E!!!

LEIA MAIS: passeando pela Zona Portuária: AquaRio e Bar Imaculada
rock-in-rio-3

Foi a energia da diversidade, do rock, mas também do pop, do samba, do metal, do rap, da música brasileira, da internacional… E do protesto também. Do protesto pela preservação da amazônia, pelo basta na corrupção, por um governo mais justo. E quem disse que em festival não dá para protestar?

Foram risos, gritos, choros (de emoção, porque não?), fotos, muitas fotos, encontros com famosos, com amigos recentes, com amigos antigos, com o namorado, em família, sozinho. O importante é que os momentos bons ficarão na memória.

LEIA MAIS: trilha da Pedra do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes
rock-in-rio-2

E peço desculpas a 2018… Mas, esperamos que 2019 chegue logo :)

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox
Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox