All Posts By

Karilayn Areias

0 In Listas/ Mais recentes/ Viagens

Como e por que ser turista na própria cidade?

Rio de Janeiro

Leia ouvindo Ponto de Vista, Casuarina

Desde o boom das redes sociais somos bombardeados de fotos dos mais diversos lugares do mundo. É a famosa que passa as férias em Fernando de Noronha. É a blogueirinha que a cada dia está em um canto diferente. Ou aquele conhecido que viajou para o outro lado do mundo. Vejo pessoas reclamando que não conhecem o destino dos sonhos, mas quando pergunto se já foram no ponto turístico famosão da própria cidade, a resposta é não. Por que temos a mania de achar a que a grama do vizinho é sempre mais verde? Por que conhecer o estado/país do outro é sempre mais interessante que o nosso?

Viajar é bom demais sim. Mas, nem sempre a gente tá com grana para isso. E nesses momentos, ou em qualquer outro, que tal olhar a sua cidade com novos olhos?

Quer saber como? Abaixo listo QUATRO motivos de como fazer isso:

1 – Pesquise

Saia do lugar comum. Não é porque é a cidade onde você vive que não tem nada novo. Deixe os programas rotineiros de lado e busque por coisas novas. Vale procurar em guias de viagem, pedir sugestões de amigos, buscar em blogs…. Todas essas fontes podem te ajudar a construir um novo olhar sobre o lugar onde você está. 

Parque Penhasco Dois Irmãos: muitos cariocas nunca ouviram falar

2 – Deixei a preguiça de lado e vá!

Sai desse sofá. Para que deixar para conhecer lugares incríveis ou pessoas interessantes só na viagem de férias? Se tá com preguiça de ir por falta de companhia chama seus amigos, o namorado (a). E se ninguém topar, procure por grupos que fazem passeios pela cidade. Eles são uma ótima forma de conhecer gente! Aqui no Rio de Janeiro indico o Sou Mais Carioca, o Pé Na Trilha RJ ou o Rolé Carioca

Mureta da Urca

3 – Faça disso uma meta e cumpra!

Anote na agenda, estipule datas para visitar tais lugares, como por exemplo visitar um lugar por mês. Transforme conhecer a sua cidade em uma meta e não deixe de cumpri-lá. Te garanto que você não vai se arrepender! 

4 – Crie um novo olhar

Tudo na vida é questão de ponto de vista. Se você olhar a cidade onde vive com mais atenção com certeza (re)descobrirá cantinhos e se surpreenderá com o que viu 😉 

Por outro ângulo: relógio da Central do Brasil visto do Terreirão do Samba

 

*Esse post é um manifesto do blog e faz parte do movimento #DesbraveSuaCidade, idealizado pelo Kari Desbrava, e que tem o objetivo de incentivar as pessoas a conhecerem mais da cidade onde vivem.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



10 In Mais recentes/ O que fazer no Rio/ Rio de Janeiro

‘Tour Doces Histórias’ | Entenda a história dos doces no Brasil

Doces

Passear pelo Rio de Janeiro já é bacana. Passear pelo Rio, comer doces e aprender mais sobre a história dessas guloseimas é melhor ainda. Foi com essa sensação de coisa boa que participei do tour Doces Histórias, organizado pelo Sou+Carioca.

Já falei do pessoal da Sou+Carioca no post do passeio para a Pedra Bonita. Fica a dica caso você queira saber mais sobre o trabalho deles…

Mas, voltando aos doces. O tour apresenta a trajetória dos doces no Brasil e o cenário é as ruas do Centro do Rio, que respiram história. O passeio começa na Cinelândia. Lá a guia Raquel nos fez recomendações de segurança, como ter cuidado na hora de atravessar a rua, respeitar o tempo do grupo, ter cuidado com equipamentos fotográficos, etc, além de nos dar um panorama de como tudo começou. Nessa hora, ela nos falou sobre a importância do açúcar para o crescimento da colonia, sempre relacionado com a ideia da criação do doce.

Que tal uma viagem ao Rio de Janeiro? Através do Kari Desbrava, que é afiliado do Booking.com, você pode reservar sua hospedagem e ficar sossegado 🙂



Booking.com

Em seguida, fomos rumo à Praça VX onde ouvimos curiosidades de como os doces se popularizaram. Segundo a Raquel, muitos dos doces que comemos hoje foram “inventados” no Convento do Carmo, que fica ao lado do Paço Imperial. Como o Convento precisava de dinheiro, os doces que os internos preparavam eram vendidos e acabaram se espalhando pela cidade.

Depois passamos pelo Beco dos Barbeiros e a Rua do Ouvidor, duas ruas super importantes.
Por fim, a hora mais doce. Visitamos as confeitarias Colombo, Itajaí, Cavé e Manon. Em cada parada, ouvimos mais sobre a história de cada uma. Era dado um tempo para quem quisesse entrar e provar os doces em cada confeitaria. O que você vai comer não está incluso no valor passeio.

LEIA MAIS: Manual de sobrevivência: Carnaval no Rio de Janeiro

Uma aula de história dos doces

Confeitaria Colombo

A Colombo é a representação perfeita da Belle Époque carioca, em que a moda era ser “francês”. Fundada em 1894 é a mais famosa confeitaria carioca. Recebeu clientes ilustres como Chiquinha Gonzaga, Machado de Asis, Lima Barreto, Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek, Alberto I da Bélgica, Isabel II do Reino Unido, entre outros.

Atualmente, a Colombo tem quatro filiais: a do Centro, a mais antiga; a do forte de Copacabana; a do Aeroporto do Galeão; e a do Centro Cultural do Banco do Brasil. 

Doces da Confeitaria Colombo: pastel de nata e bomba de chocolate

Chefe confeiteiro da Colombo, Thiago Faro, conversa conosco sobre como é trabalhar em uma das mais tradicionais confeitarias do Rio. Segundo ele, em baixa temporada são produzidos cerca de 1.300 doces. Na alta temporada o número dobra. A filial do Centro abastece as demais filias

LEIA MAIS: Mirante no Rio: Parque Penhasco Dois Irmãos, no Leblon

Confeitaria Itajaí

Fundada por uma família alemã em 1932, a Itajaí fica na Rua Gonçalves Dias, no Centro do Rio. A confeitaria começou em um prédio estreito, mas se mudou para uma mais espaçosa na mesma rua. Ficou famosa pelas especialidades alemãs como strudels de maçã, bombas de chantilly, ghitas de amêndoas e diversos doces amanteigados. Alguns desses doces são servidos até hoje.

Raquel nos contando um pouco sobre a história da Itajaí

Casa Cavé

A Cavé é a confeitaria em funcionamento mais antiga do Rio. Fundada em 1860 pelo imigrante francês Auguste Charles Felix Cavé foi vendida para portugueses em 1922.

Ocupa os números 133 e 137 da rua Sete de Setembro. Destaque para o sorvete Dina Tereza (Creme, Chantilly e Fios de Ovos – R$ 22,50) feito em homenagem a cantora portuguesa. 

Fachada da Cavé

Confeitaria Manon

A Manon é a mais nova das confeitarias visitadas. Foi fundada em 1942. Em 1993, foi tombada pela Prefeitura do Rio como patrimônio histórico.

O salão da Manon é uma réplica do interior do navio português Cerpa Pinto. Ela também possui espelhos franceses e outros itens originais que nos remete ao passado. Tem como carro-chefe da Casa o doce Madrileñ: pão doce com creme e um toque de goiabada, salpicado com açúcar de confeiteiro. 

Salão da Confeitaria Manon

LEIA MAIS: Visita ao Real Gabinete Português de Leitura, no Centro do Rio

Curiosidades que aprendi no tour

– O açúcar ​era uma especiaria porque era de difícil acesso e caro;

– ​O Convento do Carmo já foi o maior prédio do Rio e a Igreja da Sé, que fica ao lado, já foi a Catedral do Rio;

– Junto com a descoberta do açúcar surgem ​também a canela, o cravo, entre outras especiarias;

– ​Os espanhóis conhecem o chocolate no México. Na ocasião, ele não se parecia com o que conhecemos hoje. Ele era uma bebida aguada que tinha uma função ritualística. Segundo a crença do povo mexicano, a bebida a base de cacau dava força aos guerreiros e fazia uma ligação com o divino;

– Os espanhóis conheceram a bebida através das mulheres das tribos mexicanas e, por conta disso, a bebida chegou na Europa como bebida para senhoras/mulheres, ganhando outro significado;

– ​O primeiro confeito de chocolate surge no Caribe francês e vai dar origem no chocolate que conhecemos hoje;

– O brigadeiro ganhou esse nome nas eleições de 1945. Na época, algumas mulheres vendiam o doce para arrecadar fundos para a campanha do candidato a presidência Eduardo Gomes. Ele usava o slogan “Vote no Brigadeiro que é bonito e solteiro” e esse fato acabou dado nome ao doce mais amado dos brasileiros.

 

*Foto do alto da matéria: Isabela Toscano/Beulasartes

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Para mulheres

‘Viajar sozinha é perigoso?’ | Por Elma Souza

Na sessão ‘experiência dos leitores’ vamos conferir o relato da viajante Elma Souza. No texto, a Elma compartilha o que aprendeu nesses 12 anos viajando sozinha.

Quer compartilhar seu relato com outros viajantes? Envie um texto contando como foi sua experiência para o e-mail: karidesbrava@gmail.com

“Estou comemorando meus 12 nos de muitas viagens e aventuras. E por isso decidi escrever um texto de muita reflexão a todas as mulheres que tem vontade de cair na estrada sozinhas e, não tem coragem…

NÃO VIAJE SOZINHA, É PERIGOSO!!!!!

Sempre me perguntam se é perigoso uma mulher viajar sozinha… E dizendo a verdade, sim é perigoso! É perigoso viajar sozinha e descobrir o quanto você é mais forte do que imaginava. É perigoso que você descubra que além daqueles noticiários tristes da TV, existem pessoas boas no mundo e que elas são a maioria. É perigoso que você não tenha muito tempo para fazer chapinha, pintar as unhas e trocar de roupa a cada foto e que você pela primeira vez na vida olhe no espelho e se veja ao natural, veja quem você é e que goste disso.

Foto: Arquivo Pessoal

Sabe, viajando sozinha você está exposta a conhecer pessoas do outro lado do mundo com outros costumes, culturas e crenças, com outros idiomas. Viajando sozinha do nada, em dois dias, você se vê amiga dessa pessoa “estranha”. Viajando sozinha você se vê conversando através de sinais, usando tradutor, mas compartilhando de um momento tão feliz e sincero.

É perigoso que você passe a conversar com pessoas com opções sexuais diferentes da sua, com outra religião, outra cor e veja que elas são pessoas como você… E isso vai destruir qualquer preconceito que você tenha na vida.

É perigoso você provar outras comidas, aprender um novo idioma, ouvir outras músicas, ler novos livros, ouvir muitas histórias e aprender em dias o que não aprendeu em anos. É perigoso você conhecer alguém e em uma semana viver uma linda e intensa história de amor, dessas dignas de filme e que você nunca mais esqueça essa pessoa…

Viajando você aprende que amar é liberdade, é deixar ir, é ir também. Se for pra ser, esteja segura que em qualquer lugar do mundo o reencontro acontecerá…

É perigoso passar um tempo com você mesma e aprender a gostar da sua própria companhia, se conhecer melhor, ver a mulher incrível que é e entender o quão grande é seu valor. Depois disso você passa a selecionar mais, se importar menos com certas pessoas e ser mais feliz sozinha ou até acompanhada. 

Foto: Arquivo Pessoal

É perigoso você começar a perceber o que tem valor na sua vida e que tudo que tem valor não se pode comprar… e seu dinheiro passa a valer cada vez menos. Aí então você o ganha para viver e não vive para ganhá-lo.

É perigoso você nunca mais voltar pra casa porque quem viaja disposta a aprender não volta igual, volta outra pessoa, volta melhor… aquela que saiu não volta mais, isso é perigoso…

Tenho vivido perigosamente há 12 anos, viagens de autoconhecimento, desapego. Eu, meus sonhos, minha mochila e minha bike Mary Rose. Meu maior desejo é que eu possa viajar para nunca mais ter uma casa fixa, que minha casa seja o mundo.

Ah, e esse dia ainda irá chegar porque os meus sonhos e desejos são só meus e eu ainda irei realizá-los com Foco e Persistência.”

 

*O relato da Elma foi inicialmente publicado no grupo do Facebook Mulheres Viajantes

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Dicas/ Viagens

Livros de Viagem | Resenha do ‘Não Comprei na Zara Gastei Na Viagem’

Esse ano coloquei nas minhas metas ler um livro por mês. Vi esse desafio no perfil do Facebook de um professor meu da faculdade e decidi que queria participar, já que fazia um tempo que queria ler leituras mais aprofundadas. Pois bem…  entre os livros que já foram devorados estão o ‘Não Comprei Na Zara Gastei Na Viagem’, da Amanda Noventa, do blog Amanda Viaja.

LEIA MAIS: 7 dicas que você deve seguir se quiser viajar mais

Antes de falar do livro propriamente, gostaria de contar como conheci o conteúdo da Amanda. Além do blog, ela também é colunista do Estadão e foi através do textos no jornal que conheci o trabalho dela. E por gostar da forma como ela escreve resolvi ler o livro, já que o tema dele me interessava: poupar para viajar.

O livro

Achei que livro é um puxão para a realidade daqueles que desejam viajar mais e sempre arrumam uma desculpa. Não tenho dinheiro, não tenho tempo, etc muitas vezes são desculpas que damos para disfarçar a nossa falta de prioridade.

No livro a Amanda, que não nasceu rica, conta como faz para economizar para viajar. Tem dica de como ela lida com as contas, carro, quantas vezes compra roupa, se prioriza qualidade ou quantidade, dinheiro X relacionamento, além claro, de dividir com o leitor dicas legais para aplicar nas trips.

LEIA MAIS: Insegurança, falta de dinheiro e de tempo livre impedem que as brasileiras viajem mais, aponta pesquisa 

Muitas vezes é difícil resistir as tentações do dia a dia. É só um cafezinho, uma blusinha, um jantarzinho fora… E quando você vê seu salário já foi e aquela viagem que você queria não pode mais ser feita. A realidade é que se você não nasceu rico é preciso planejamento para conseguir conhecer todos aqueles destinos dos sonhos.

É sabe porque é tão difícil poupar para viajar? Por que viajar não te dá prazer imediato. É preciso tempo para que aquele sonho se realize. E quando as nossas emoções estão afloradas é difícil mesmo resistir a todas as tentações que a rotina nos apresenta. Mas posso te garantir que se você resistir a elas vai descobrir que uma viagem proporciona muito mais prazer, e memórias, do que a forma como você está gastando seu dinheiro atualmente.

LEIA MAIS: 4 atitudes para não se endividar com as viagens

E ler o  ‘Não Comprei Na Zara Gastei Na Viagem’ pode te trazer bons insight sobre esse tema. Vale a leitura!

E você, tem algum livro de viagem para indicar? Deixa o nome nos comentários! 🙂

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Listas/ Viagens

9 perfis de cachorros viajantes para acompanhar no Instagram

Quando descobri o perfil de cachorros viajantes fiquei apaixonada. Catioros já são fofos por natureza. Catioros viajantes então… é uma explosão de fofura! E para alegrar o seu dia que tal conferir essa lista? Se liga:

1 – Cachorros viajantes

Luna e Lola são duas catioríneas super fofas que desbravam o mundo ao lado de seus donos. No perfil Cachorros Viajantes é possível vê-las em Itacaré, na Bahia, ou em Purmamarca na Argentina. 

2 – Viagem Animal

A dupla animal Popeye e Pingo mostram as belezas de Portugal no perfil Viagem Animal. Eles já visitaram destinos como Lisboa, Óbidos, Coimbra, Cascais e Porto. 

3 – Friend Apolo

Apolo é um cachorro da raça akita inu, de origem japonesa. Em seu perfil, a dona dele compartilha os momentos ao lado dessa cão lindo. 

4 – Viaje Pra Cachorro

Nesse perfil você poderá acompanhar as aventuras de um labrador pelo mundo. Tem dicas e fotos incríveis de paisagens chilenas. 

5 – Nova trilha

Esse perfil não é focado no cachorro… Mas, as nômades La e a Fran compartilham como é viajar com a Guty pelo mundo. 

6 – Beagle Margot

Com fotos de belas paisagens pelo Sul do Brasil, a perfil @beaglemargot traz diversas fotos de momentos da cachorrinha em suas descobertas pelo país. 

7 – Hunter Lawrence

O perfil gringo traz fotos fofas, como a do catioro com neve, e de tirar o fôlego com lindas paisagens.

8 – Jordan Kahana

O Jordan conheceu os cãezinhos Sedona e Zeus no meio do deserto e se encantou tanto que adotou os dois. O resultado disso você confere no perfil @jordankahana. 

9 – Terix_10

Perfil super divertido com fotos do Terix em cima de motos, na piscina, nas montanhas. Além é claro, das belas paisagens colombianas. 

E você, acompanha algum cachorro viajante? Deixa o nome do perfil nos comentários! 🙂

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Dicas/ Listas/ Viagens

10 filmes sobre viagem para assistir na Netflix

Se você está nesse blog com certeza sabe que viajar é bom demais! Porém, nem sempre é possível viajar o tanto quanto gostaríamos seja porque ainda estamos juntando dinheiro para a próxima aventura ou por estarmos trabalhando, por exemplo. Se você não tá podendo viajar seja lá qual for o motivo, que tal ver algum filme sobre viagem e se inspirar para quando chegar a sua vez? Confira a lista abaixo com 10 filmes sobre viagem que você pode assistir na Netflix.

1 – Viajar é preciso

Problemas financeiros forçam um casal de Nova York a se mudar para Atlanta. A caminho do sul dos EUA, eles encontram uma comunidade hippie e consideram adotar seu estilo de vida. 

2 – Burn, burn, burn

Uma viagem de carro para espalhar as cinzas de um amigo se transforma em uma jornada emocional de autoconhecimento para Seph e Alex.

 

3 – Um parto de viagem

Peter é impedido de voar a poucos dias do parto de sua esposa e precisa viajar de carro pelo país com um cara que não gosta. 

4 – Mexicana

Um ladrão atrapalhado viaja até a fronteira para recuperar uma pistola valiosa para o chefe, apesar da insistência de sua namorada para que abandone o mundo do crime. 

5 – Up Altas Aventuras

Depois de uma vida sonhando em viajar pelo mundo, um velhinho voa em uma aventura incrível com um menino ao seu lado.

6 – Na natureza selvagem

Um jovem desiste de tudo, inclusive de seus investimentos e laços com a família, para viver uma vida solitária na natureza. 

7 – Cartas para Julieta

Ao responder uma carta endereçada à trágica heroína de Shakespeare, uma jovem americana em Verona, na Itália, começa uma jornada à procura do amor. 

8 – Copenhagen

Namorando aqui e ali pela Europa enquanto procura o avô que nunca conheceu, William faz amizade com uma menina de 14 anos que muda seu modo de ver as mulheres. 

9- Diário de um Jornalista bêbado

Johnny Depp estrela esta adaptação da obra de Hunter S. Thompson sobre um jornalista beberrão que se muda para Porto Rico e se apaixona por uma mulher comprometida. 

10 – Colegas

Inspirados no filme “Thelma & Louise”, três amigos com síndrome de Down resolvem deixar para trás a instituição onde vivem e embarcam em uma longa viagem de carro.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Mais recentes/ O que fazer no Rio/ Rio de Janeiro

Mirante no Rio: Parque Penhasco Dois Irmãos, no Leblon

Parque Penhasco Dois Irmãos, no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro é uma cidade recheada de mirantes e lugares para se apreciar uma bela vista. Como já dizia Tim Maia, do Leme ao Pontal não há nada igual no mundo! E a dica de hoje é um lugar que muitos cariocas nunca ouviram falar… Adivinha?

Escondidinho no Leblon, o Parque Municipal Penhasco Dois Irmãos é uma das joias raras guardadas no meia da selva de pedra. Criado em 1992, o local — que faz parte de uma área de preservação ambiental com 39,55 hectares — é bem conservado, limpo, e possuí seguranças que patrulham a área. Como é muito amplo pode ser um bom passeio para quem quer apreciar uma linda vista, se se exercitar ou fazer piquenique. 

Do Parque Penhasco Dois Irmãos é possível ver o Mirante do Leblon

Monumento em homenagem as vítimas do acidente com o voo 447, da Air France

O Parque Penhasco Dois Irmãos possuí quatro mirantes. Deles é possível avistar alguns dos mais importantes cartões-postais da cidade como a Lagoa Rodrigo de Freitas, o Jardim Botânico, o Corcovado e as praias do Leblon e de Ipanema. Além disso, também há uma trilha de 1,5km de extensão que leva ao pé do Irmão Menor, que compõe o Morro Dois Irmãos.

Uma boa dica é ir de carro ou alugar um já que o local tem algumas subidas um pouco íngremes. Em cada mirante há espaço para estacionar o carro e apreciar a paisagem. O estacionamento é gratuito. Vale lembrar que dá para ir de transporte público, mas nesse caso, não se pode ter preguiça de andar! 

Local tem estacionamento gratuito em cada mirante

Área de preservação ambiental: fauna e flora que impressiona com sua beleza

Serviço:

Parque Penhasco Dois Irmãos, Rua Aperana, 178, Leblon. Aberto de terça a domingo, das 8h às 17h. Entrada franca.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Minas Gerais/ Viagens

Vivência nos Quilombos Marinhos e Sapé, em Brumadinho

Leia ouvindo ‘Minha Vida é Andar Por Esse País’

A felicidade está nas coisas simples. Tive a certeza disso quando tive a oportunidade de participar da vivência quilombola durante a press trip para Brumadinho. O passeio é organizado pelo De Rolê Por Brumadinho e tinha o intuito de nos mostrar como a cidade, que é conhecida pelos turistas por conta do Inhotim, é muito mais que o instituto.

Família… família…

Começamos essa jornada no Quilombo dos Marinhos, onde vive a Dona Leide, o Seu Cambão e o Rei. Essa família muito especial me ajudou a reforçar que com simplicidade e generosidade fazemos o bem para o próximo, e para nós mesmos. <3

Rei, Dona Leide e Seu Cambão

Rei ao lado dos seus instrumentos

Explico: Rei é musico e por conta da profissão teve a chance de morar em diversas capitais do Brasil. Mas, apesar disso, optou por continuar vivendo no quilombo e levar cultura e empoderamento para as crianças através do projeto Batuquenatividade. A Jana, namorada do Rei, o ajuda nessa missão.

Seu Cambão nos recebeu com um aperto de mão, um abraço e um sorriso largo. Religioso, era possível sentir sua energia boa logo na recepção.

Já a Dona Leide é a matriarca da família. Simpática, porém firme, ela nos contou alguns causos durante o passeio que relato mais a frente.

A visita

Nossa visita começou pelo Quilombo dos Marinhos, uma das quatro comunidades quilombolas de Brumadinho, e onde mora o Rei (e sua família). Após a apresentação do Rei e do seu projeto, almoçamos uma comida caseira e orgânica preparada pela Dona Leide. Fazia parte do menu arroz, macarrão, feijão, angu, frango com ora-pró-nobis, salada, suco de couve e de acerola.

Após a refeição, que estava maravilhosa, fomos a pé até o Quilombo do Sapé. O caminho é um mergulho na história do Brasil. Não posso deixar de citar aqui que em algumas partes do percurso me senti no Brasil colonial, tamanha a desigualdade social. Casas simples, estrada de terra ao lado de um fazenda bela e bem cuidada. Igrejas… nessa hora minha mente me levou as aulas de história que tive sobre Minas e o ciclo do ouro.

 

A caminho do Quilombo do Sapé

Recepção calorosa: almoço preparado por Dona Leide

Mas, apesar da visível desigualdade, me impressionou a positividade das pessoas e a fé. O sorriso sempre no rosto, apesar das dificuldades, e olhar de curiosidade das crianças que fomos encontrando pelo caminho. No passeio, ora ficava mais próximo do Rei para ouvir as histórias, ora ficava para trás observando e sentindo o lugar…

Linha férrea a caminho do Quilombo do Sapé

Frutas colhidas pelo caminho 

Fachada de casa em Brumadinho

Solidariedade e resistência

Na volta do Quilombo do Sapé estávamos cansados fisicamente… Mas, nossos espíritos voltaram renovados. Retornamos a casa do Rei e fomos recebidos com um lanchinho. Por fim, o Rei se apresentou solo e ao lado da mãe. Esse foi um dos momentos mais emocionantes para mim. Com a peneira nas mãos, Dona Leide cantava e jogava o feijão. Seu jeito de cantar me lembrou muito a minha avó, que viveu no interior do Maranhão, e também tinha o hábito de cantar. Emocionada, não segurei as lágrimas diante dessa linda lembrança.

Após a apresentação, conversei um pouco com Dona Leide. No bate-papo, ela falou sobre a “Festa da Colheita”, uma celebração aos alimentos colhidos. Segundo ela, há 37 anos famílias da região passavam necessidades. Então, ela e Seu Cambão tiveram a ideia de reunir o grupo para plantar nas terras dos fazendeiros. Os alimentos colhidos, uma vez ao ano, são divididos entre todos, inclusive os fazendeiros que sedem suas terras, e podem ser usados para consumo próprio ou vendidos. A iniciativa ganhou o nome de “Quem planta e cria tem alegria” e para agradecer e comemorar, todo mês de julho eles realizam uma festa composta por uma missa, apresentações de dança, música e boa comida.

Por fim, comprei alguns itens (dois brincos lindos e um pote de doce de leite caseiro) do Ateliê Pele Preta e conheci a igreja que tem na comunidade.

Serviço. Vivencia no Quilombo. Promovido pelo @derole_por_brumadinho. Contato: Whatsapp: (31) 98646-9064. Valor do passeio: R$ 80 com almoço incluído.

***

Confira outros posts sobre Brumadinho:

Brumadinho além de Inhotim: uma viagem pelo interior de Minas Gerais

Inhotim: dicas para conhecer

Restaurante Ponto Gê, comida caseira e gostosa

***
O Kari Desbrava foi conhecer Brumadinho e Inhotim a convite dos parceiros: Hostel 70; Hostel Moreira De Rolé Por Brumadinho, Bar Hashtag; Kombozabar; Dom Quixote Snooker Pub; Pub Crawl Brumadinho; o guia Junio Cesar; Prefeitura de Brumadinho, Bruma Vip Turismo e Casa da Horta 53.

Você também pode encontrar mais conteúdo sobre Brumadinho nos sites: Mariana Viaja; ErreiRodas nos Pés; Foco No Mundo Eu Sou a Toa;  Na Estrada com as Minas; Ideias na Mala; e Diário de Turista.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Dicas/ Listas/ Viagens

8 formas de acumular milhas aéreas

Acumular milhas deve ser a missão de toda a pessoa que quer viajar mais. Através delas, é possível economizar uma boa grana e usar o dinheiro que seria destinado para as passagens aéreas para outras despesas da viagem.

Sem contar, que o valor das passagens são uma das grandes despesas, se não a maior, quando se pensa em viajar. Ouço muita gente falar que não viaja mais porque é caro. Então, que tal juntar milhas, comprar suas passagens com os pontos e fazer a viagem ser mais barata?

LEIA MAIS: Como economizar mais R$ 6 mil por ano e viajar mais!

Quer saber como? Confira:

Formas de acumular milhas:

1 – Cartão de crédito

O cartão de crédito pode ser o vilão do orçamento. Mas, se você souber utilizá-lo ele pode ser um grande ajudante nas suas viagens. Através das compras que você faz no cartão de créditoé possível  acumular pontos. Esses pontos podem ser transferidos para os programas das companhias aéreas e TCHANRAN: convertidos em passagens.

Todas as companhias oferecem programas de fidelidade. A dica é pesquisar e decidir o que mais te interessa. Os programas de fidelidade brasileiros são: Smiles, da Gol; Multiplus, da Latam; Amigo, da Avianca; e Tudo Azul, da Azul. 

Cartões de crédito podem ser aliados no acúmulo de milhas

2 – Com aplicativos de transporte

Se os apps de transporte vieram para facilitar a nossa vida, agora eles também nos ajudam a acumular milhas. É o caso do Uber, que te ajuda a pontuar no Smiles ou do Cabify que te ajuda com o Multiplus.

Ah, e se você for esperto pode acumular pontos duas vezes: pagando as corridas no cartão você acumula ponto através do aplicativo e no pagamento da fatura do cartão.

Aplicativos de transporte como o Uber passaram a pontuar em programas de fidelidade

LEIA MAIS: Como usar o Facebook para organizar a sua viagem
Porque e como comecei a viajar

3 – Assinatura de clubes de fidelidade

Falei acima que as cias aéreas oferecem programas de fidelidade. Além de você poder acumular milhas em diversas situações do dia a dia, também é possível assinar esses clubes e pontuar a quantia de pontos referente ao valor da assinatura.

Sou assinante do Clube Smiles da Gol e eles possuem uma promoção muito legal chamada “Milhas pra você e pra mim”. Nessa promoção, o assinante pode indicar até 10 pessoas por mês e ambos (o assinante e o indicado) ganham milhas. 🙂

Quer ganhar milhas? Me manda um e-mail para karidesbrava@gmail.com que lhe indico para o clube e ganhamos pontos juntos!

4 – Hospedagens

Diversos hotéis são parceiros dos programas de fidelidade. Para pontuar, confira a lista de parceiros no site do programa na qual faz parte ou pergunte na hora da reserva se o estabelecimento é parceiro de algum programa. Assim, você não desperdiça oportunidades de acumular milhas!

Procure saber se a hospedagem em que vai ficar é parceira de algum programa de fidelidade

5 – Fazendo exercícios

É isso mesmo que você leu! O aplicativo HeartBit oferece milhas para o Multiplus para aqueles que se exercitam com ele. Veja abaixo como funciona:

Print do site Heartbit

Agora dá até mais vontade de se movimentar né?

LEIA MAIS: Três dicas para comprar passagens aéreas mais baratas
Glossário do viajante: Entenda o significado de alguns termos

6 – Compras online

Também é possível pontuar comprando online. Essa é uma oportunidade de você ganhar milhas comprando algo que precisa. Para isso, visite as lojas parceiras do programa de fidelidade na qual você faz parte, compre e acumule milhas.

Multiplushttps://www.compreipontuei.com.br/

Smileshttps://www.shoppingsmiles.com.br/smiles/index.jsf?a=true

Tudo Azul – Não possui plataforma própria, mas possui parceria com a loja virtual Casas Bahia.

Amigo – Não possui plataforma própria, mas possui parceria com a loja virtual do Extra.

7 – Viajando de avião

Ao viajar de avião também é possível acumular mais milhas. É como se fosse um ciclo vicioso do bem. Quanto mais você viaja, mais milha tem para viajar. Para isso, cadastra-se no programa da cia aérea que você vai viajar e não perca a oportunidade de pontuar.

No caso de cias aéreas internacionais, verifique se tem alguma equivalência com o seu programa de fidelidade e transfira os pontos. Voando Delta, KLM e AirFrance, por exemplo, é possível pontuar no Smiles.

LEIA MAIS: Infográfico: 10 dicas de segurança para viajantes

Camiseta ajuda viajante a se comunicar em qualquer lugar do mundo

8 – Postos de combustíveis

Ao abastecer também é possível pontuar nos programas de fidelidade. Alguns dos programas existentes são o Km de Vantagens, do Ipiranga; Petrobras Premmia, dos postos Petrobras; e o da Shell, através do aplicativo Shell Box.

Neste caso, vale levar em consideração diversos fatores para saber se vale a pena acumular pontos dessa forma. Algumas das coisas que você deve se perguntar é: vale a pena trocar o posto onde abastece por um que faz parte da rede só para participar da promoção? No caso do programa da Ipiranga, é preciso levar em consideração também se o custo das transferências para o Multiplus, que são pagas, compensa.  

Consumidor deve pesquisar para saber se promoção das redes de combustíveis para acúmulo de milhas realmente valem a pena

Guarde esse infográfico e lembre-se sempre das formas como você pode acumular milhas:

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Minas Gerais

Restaurante Ponto Gê: comida caseira e gostosa

Restaurante quando é bom nos deixa com aquela sensação de satisfeito. Seja pela comida ou pelo bom atendimento, um estabelecimento de qualidade faz o cliente feliz. E no Ponto Gê (olha, que não é o que você tá pensando!), sai bem mais que realizada.

A comida lá é de primeira. Com grande variedade, a Dona Genilda — que é quem pilota as panelas no Ponto Gê — traz desde arroz de coco e pernil à espaguete de mamão e tutu. Sem falar no suco refrescante, composto por limão, capim cidreira e alecrim e que podemos acrescentar vodka ou cachaça, tudo ao gosto do freguês. Ah, a sobremesa também está inclusa. Entre as opções, doce de leite.

Simplicidade e boa comida: o Ponto Gê fica nos fundos da casa da Dona Genilda

Fartura e variedades de comida

Junte alimentos de lamber o beiço a hospitalidade típica do fundo de quintal que é impossível não se sentir em casa. E você deve tá pensando que tantas qualidades devem custar caro. Mas, digo que não. O Ponto Gê tem um ótimo custo benefício. Afinal, você paga R$40 para comer a vontade e come uma comida de qualidade. Imagina como a taurina aqui (vulgo comilona) ficou? Me senti que nem pinto no lixo! 😀 

Dona Genilda: cozinheira de mão cheia e simpatia

O cardápio muda de acordo com o que a Dona Genilda encontra na feira. E em um bate papo com os participantes da press trip ela nos contou que se inspira nas comidas asiáticas, árabes e baiana para criar seus pratos.

Serviço

Ponto Gê. Rua Itaguá, 350, Brumadinho, Minas Gerais. De terça a sábado, das 19h30 às 23h.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars