Search results for

marajó

12 In Ilha de Marajó/ Pará

Passeio na Fazenda Bom Jesus, na Ilha de Marajó

fazenda-bom-jesus

Algo que me revigora a alma é o contato com a natureza. E esse foi um dos motivos que me fez querer conhecer a Ilha de Marajó. Já estava a pouco mais de um ano sem férias, então algo que eu precisava mesmo era um canto longe da doideira da cidade grande.

Além das praias, que são maravilhosas, Marajó também tem fazendas. As três que realizam passeios são a Fazenda Bom Jesus, a São Jerônimo e a Fazenda Araruna. A título de curiosidade, o turismo nas fazenda de Marajó começou após a gravação da novela “Amor Eterno Amor” e do reality show “No Limite 5”, ambos gravados na Fazenda São Jerônimo. Ao perceber que as fazendas poderiam virar pontos turísticos os proprietários abriram as portas para os visitantes. 
fazenda-bom-jesus-4

fazenda-bom-jesus-5

Lugar mágico

Me arrisco a dizer que a Fazenda Bom Jesus é um lugar mágico. Que natureza! É tão calmo e tranquilo, que em determinados pontos do passeio você ouve somente o barulho do vento batendo no rosto e o ruído dos bichos.

Como não recuperar a energia em um lugar desses?

fazenda-bom-jesus-3

fazenda-bom-jesus-2

Minha escolha pela fazenda Bom Jesus, inicialmente, se deu por eles buscarem e trazerem os hóspedes na pousada. Mas, no fim do passeio, fiquei muito feliz de conhecê-la, pois aquela natureza toda é uma atração imperdível.

Durante o passeio, você andará de búfalo (pouco metros, só para saber como é. Ah, essa parte pode ser dispensável caso você não se sinta a vontade), cruzará a fazenda a pé, vendo os mais diversos animais: sapos, búfalos, araras, guarás, entre outros; Pegará um barquinho e no final verá o pôr do sol e a revoada dos guarás. Esse com certeza é o momento mais lindo do passeio. (Assista ao vídeo e veja como foi o passeio na Fazenda Bom Jesus)

No fim, ainda ganhamos um lanchinho: queijo de búfala, pão com manteiga de búfala, bolo de tapioca, bolo com cobertura de cajá e suco de bacuri.

Dicas práticas:

O guia te busca na pousada às 15h e o retorno normalmente acontece às 19h. Vá com um calçado e roupas confortáveis, passe protetor solar e repelente se for alérgico a mosquitos. Vale levar um óculos de sol também e água! O passeio custa R$ 90. 

fazenda-bom-jesus-6

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Confira outros posts sobre o Pará:

Pará: diversidade cultural e riquezas do Norte do Brasil

Passeio de barco pela orla de Belém  

O que fazer na Ilha de Marajó

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



4 In Ilha de Marajó

O que fazer na Ilha de Marajó

Praia da Água Boa, na Ilha de Marajó

Nas minhas últimas férias realizei o sonho de conhecer a Ilha de Marajó. Localizada no estado do Pará e com 50 mil quilômetros quadrados de área, Marajó é composta por 16 municípios sendo os mais conhecidos deles Soure (a “capital” da ilha) e Salvaterra.

Famosas por ter uma população abundante de búfalos, a Esmeralda (apelido da ilha) é realmente encantadora. Por essas e outras, listei o que conhecer em uma viagem para Marajó.

– Praia da Barra Velha

É uma das praias mais acessíveis de Soure. Fica somente a 3km do Centro da Cidade. Para conhecê-la pegue um mototáxi e combine com ele um horário da volta. Não se preocupe, que o motorista não vai esquecer de você. Quando estiver em Barra Velha, aproveite para curtir o carimbó que estará tocando e coma uns camarões com uma cervejinha na barraca do Netuno. Tenho certeza que irá gostar :) 

Praia da Barra Velha

Praia da Barra Velha

– Praia do Pesqueiro

Essa praia também fica em Soure, entretanto a 14 km de distância do centro. Ir a pé para lá é algo impensável.  Faça o mesmo esquema do mototáxi e seja feliz. No caminho você enfrentará uma estrada bem asfaltada e verá diversas fazendas. Curta o percurso e se jogue quando chegar na praia.

– Fazenda Bom Jesus

Foi um dos passeios que mais gostei de fazer. Resumidamente, você anda de búfulo, anda pela fazenda e volta de barquinho. Ah, o grupo também ganha um lanchinho do final e você é buscado e deixado no local da sua hospedagem. Farei um post em breve sobre esse passeio. 

passeio-fazenda-bom-jesus

passeio-fazenda-bom-jesus-2

passeio-fazenda-bom-jesus-3

 

– Fazenda São Jerônimo

Dos passeios dessa lista foi o único que não fiz. Mas, nem por isso deixo de recomendar. Com belas paisagens , foi na Fazenda São Jerônimo que foi gravada o reality show ‘No Limite 5’ e cenas da novela Amor Eterno Amor.

– Arte marajoara

A arte marajoara caracteriza-se por um tipo de cerâmica produzida por tribos indígenas que habitavam a ilha Marajó durante o período pré-colonial de 400 a 1400 d.C. Até hoje é possível encontrar esse tipo de arte pela ilha. Se quiser conferir a arte Marajoara original de uma passada no Atelie M Barayo Cerâmica. 

 

Arte marajoara

Arte marajoara

Fachada do ateliê

Fachada do ateliê

– Ruínas de Joanes

As ruínas de Joanes ficam em Salvaterra. O que sobrou das antigas igrejas do século XVII são resquícios da época em que os jesuítas tentavam colonizar os índios. Ao lado da ruína, fica a igreja de Nossa Senhora do Rosário, esta construída na década de 40. Nossa Senhora do Rosário é a padroeira da Ilha de Marajó. 

Ruínas de Joanes

Ruínas de Joanes

Igreja de Nossa Senhora do Rosário

Igreja de Nossa Senhora do Rosário

Confira outros posts sobre o Pará:

Pará: diversidade cultural e riquezas do Norte do Brasil

Passeio de barco pela orla de Belém 

 

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e ajude o Kari Desbrava a continuar produzindo conteúdo de qualidade :)

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



1 In Para mulheres/ Viagens

Desafio: Vai viajar sozinha? 10 curiosidades sobre minhas viagens

kari-desbrava

Fui desafia pela Rayane Azevedo, do blog AzWanderlust, a responder dez perguntas sobre minhas viagens sozinha. Como adoro um desafio topei de cara e as respostas você confere abaixo.

Ah, o desafio foi elaborado pela Rayane e pela Mariana, do Mariana Viaja. Clique aqui e aqui para conferir as respostas dessas minas viajantes :)

E como não poderia deixar de ser, antes de começar a responder as minhas perguntas, desafio a Marcela Falco do blog Diário de Navegador a responder as 10 perguntas.

1 – Quando e onde foi sua primeira vez (de viagem solo, viu? rs)?

A primeira vez que viajei sozinha foi aos 16 anos para Saquarema. Não foi exatamente uma viagem solo, pois foi somente o trajeto de ida sozinha. Mas, pra mim, na época foi emocionante e angustiante ao mesmo tempo ter em mãos a responsabilidade de me virar completamente sozinha, mesmo que por algumas horas.

Depois disso, passear sozinha na minha própria cidade se tornou algo natural. Então, é super comum me ver pelo Rio conhecendo novos lugares na minha própria companhia. Agora, viagem viagem mesmo, a minha primeira solo foi em maio deste ano para Belém e Ilha de Marajó. Além do desafio de estar sozinha, também tive o desafio de não ser um destino tão desenvolvido e em que não é comum ter mulheres viajando sozinha. Foi desafiador e, por isso, acredito que voltei mais confiante.

LEIA MAIS: Dicas para planejar uma viagem sozinha

2 – Por que você foi sozinha: era uma vontade ou foi necessidade?

Necessidade. Queria muito curtir o Carnaval na região dos Lagos, mas só poderia ir depois do pessoal que estava na casa. Então, comprei a passagem e fui.

3 – Você costuma planejar ou é daquelas que arruma a mala e vai?

Gosto de planejar. Sou metódica demais pra me jogar sem o mínimo de planejamento. Mas, um dia desejo viajar assim, sem planos para ver como é a experiência.

kari-solo-travel

Na sequência: em Marajó, Belém, Niterói e no Centro do Rio

4 – Já passou algum perrengue desesperador por estar sozinha? E como deu a volta por cima?

Não e que bom que não! Mas, se acontecer volto aqui e mudo a resposta.

5 – Costuma ficar em albergue ou hotel? E prefere mala ou mochila?

Sobre o albergue ou hotel vai depender da localização, preço, etc. Agora, sobre mala ou mochila com toda certeza mochila. É mais prático e mais fácil de carregar e vigiar as coisas. Mala dá muito mais trabalho.

6 – O que deu muito errado? E o que deu muito certo?

Errado ainda nada. Agora certo todas as experiências e amigos que fiz no caminho. Além do autoconhecimento adquirido. Isso é uma coisa que ninguém me tira :)

7 – Já pegou carona ou se hospedou na casa de alguém?

Não. Prefiro os meios tradicionais, rs. Não tenho esse nível de desapego, mas admiro muito quem tem. Quanto a se hospedar na casa de alguém sozinha, acho que se eu reservar através de uma plataforma como Airbnb até tenho coragem. Agora, carona essa acho que tô fora mesmo! hehehe

LEIA MAIS: Mas, e você vai sozinha?

8 – Você acha que viajar sozinha é perigoso?

E que lugar não é perigoso? O mundo como todo é perigoso. Por isso, não acho que essa resposta seja uma justificativa para não viajar sozinha. Acho que viajar sozinha traz mais vantagens do que desvantagens. Agora, é claro que sempre tomamos alguns cuidados, como não dar mole com os pertences, sempre nos comunicar com nossos amigos e familiares, compartilhar a localização, não exagerar no álcool…

9 – Tem filho, namorado, marido, cachorro papagaio? Como conciliar isso com as viagens solo?

Namoro, mas não acho que isso seja impedimento para ter um momento meu. Temos tempo para nós, para nós com nossos familiares, para nós com nossos amigos e para cada um ficar sozinho também. E nesse tempo sozinha porque não viajar? Acho isso super saudável pro relacionamento, afinal ninguém precisa esquecer sua individualidade só porque está namorando.

10 – O que não pode faltar na sua bagagem?

Roupas confortáveis e versáteis. Viajando, sozinha ou não, só tem eu para carregar a minha bagagem logo levar muito peso, já que sou eu que vou ter que carregar, está fora de cogitação. Apesar de não ser fácil levar pouca coisa, posso dizer, com certo orgulhinho, que tenho conseguido :)

BONUS: Inspire mais mulheres a viajarem sozinhas! Em três palavras, o que é viajar sozinha para você?

Viajar sozinha é ter mais liberdade para fazer as coisas na hora que quiser e se quiser. O que significa ser mais independente também. Além de melhorar o conhecimento sobre nós mesmos. É um mergulho em si próprio.

***

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Belém/ Viagens

O que conhecer em Belém do Pará

Mercado Ver-o-peso em Belém, no Pará

Belém, no Pará, é uma cidade encantadora. Com uma variedade cultural grande, há muitos encantos para se conhecer na capital paraense. Criada para ser a capital do Império, Belém tem um ar bucólico. Nos pontos turísticos da cidade é possível “respirar história” e facilmente imaginar como era a Belém de outros tempos.

Sobre as questões práticas, é uma cidade pequena. Logo você conhece os principiais pontos turísticos em três dias no máximo. Então, se quiser passar mais tempo no Pará aproveite para ir as Ilhas mais próximas da capital como Algodoal e Salinas ou estique até outras maravilhosas paisagens como as da Ilha de Marajó ou Alter do Chão. 

INSCREVA-SE NO CANAL DO BLOG NO YOUTUBE

 

Roteiro de três dias em Belém

Mercado Ver-o-peso

Comece o dia pelo mercado Ver-o-peso. Lá você vai encontrar iguarias como o peixe frito com o açaí, além de ver as mais variadas especiarias típicas do Norte. Lá também encontramos a barraquinha das rezadeiras com os mais variados tipo de banho.

Ps: Furtos em Belém, principalmente no Ver-o-peso são bens comuns. Por isso, compartilho aqui a dica de que ouvi de vários moradores: não ande exibindo seus pertences (celulares, cordão, relógios, etc) e se tiver com bolsa mantenha ela para frente, além de andar sempre atento.

Forte Feliz Lusitânia e Casa das Sete Janelas

Saindo do Ver-o-peso caminhe até o Forte das Feliz Lusitânia e a Casa das Sete Janelas. O local é bem conservado e ambos possuem um vista privilegiada do Rio Guamá.

Forte Feliz Lusitânia

Estação das Docas

Esse foi um dos cantinhos que mais gostei em Belém. Reformada em 2000, a estação das Docas virou uma espécie de grande louge com restaurantes e lojinhas. Quando for lá não deixe de experimentar os sorvetes da Cairu. Experimentei os sabores: açaí, tapioca, castanha do Pará e murici e olha são todos maravilhosos.

Estação das Docas  Estação das Docas

Estação das Docas

No fim do dia, aproveite e faça o passeio de barco pelo Rio Guamá com a Valverde Turismo. Nesse post conto essa maravilhosa experiência. Ao retornar a estação das docas, prove uma cervejinha na Amazon Beer.

Segundo Dia

Museu Emílio Goeldi, Basílica de Nossa Senhora de Nazaré e Theatro da Paz

O segundo dia pode começar por um passeio no Museu Emílio Goeldi. Nele você confere uma exposição e no fim um tem um zoológico com diversas espécies como onça, arara azul, guarás, etc. La dentro também tem um aquário, mas quando fui estava fechado.

Museu Emílio Goeldi

Museu Emílio Goeldi

Algumas quadras depois na mesma calçada que o museu está a Basílica de Nossa Senhora do Nazaré. Com estilo neoclássico, a igreja sedia em outubro o Círio de Nazaré, que arrasta mais de dois milhões de fiéis pelas ruas de Belém.

Depois siga para o Teatro da Paz e faça uma visita guiada. No passeio é possível entender o quão rica Belém era no Ciclo da Borracha e por qual motivo tanta prosperidade não durou depois desse período. 

Theatro da Paz

Theatro da Paz

Terceiro Dia

Mangal das Garças

Comece o dia almoçando no restaurante do Mangal das Garças, que é muito bem avaliado, e depois faça o passeio pelo local. No Mangal você pode conhecer um aviário e um borboletario, além de observar os animais se alimentando.

Uma curiosidade sobre o Mangal: os animais foram tirados do habit natural pelo homem e seriam destinados para o tráfico de animais. Entretanto, os bichos foram recapturados em apreensões do Ibama e hoje ele vivem no Mangal por ainda não conseguirem se adaptar a natureza, estando mais vulneráveis aos predadores.

Mangal das Garças

Mangal das Garças

Na minha viagem fiquei três dias em Belém e quatro dias em Soure, na Iha de Marajó. Confira mais dicas sobre o Pará:

Pará: diversidade cultural e riquezas do Norte do Brasil

Passeio de barco em Belém do Pará

O que fazer na Ilha de Marajó

Passeio na Fazenda Bom Jesus, na Ilha de Marajó

Se você achou esse texto interessante compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Assim, além de ajudar o blog, você ainda ajuda algum amigo que precisa saber dessas informações! 

Beijos,

Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Pará/ Recentes

Pará: diversidade cultural e riquezas do Norte do Brasil

belem-do-pará-kari-desbrava

Um dos estados mais ricos do Brasil é o Pará. Digo isso, pois a diversidade cultural, de fauna e flora (que abriga parte da floresta Amazônica) e gastronômica são exóticas e inconfundíveis. 

Participe do nosso grupo no Facebook 

Estação das Docas, em Belém

Estação das Docas, em Belém

Na cultura é possível dançar o carimbó. Um ritmo gostoso e que tem várias vertentes: a mais folclórica, mais sensual, com mais destaque para a dama ou para o cavalheiro, etc. 

Segundo os paraenses, o ritmo nasceu na Ilha do Marajó. Local místico e cheio de peculiaridades, entre elas a imensidade de búfalos espalhados por lá, a Marajó, nos deu o ritmo que é a cara do Brasil. 

para-norte-do-brasil

No sentido horário, a partir da foto da igreja: Igreja de Nossa Senhora de Nazaré, a fé estampada, cabeças de búfalos empalhadas, torre no Mangal das Garças, artesanato marajoara, passeio de búfalo, altar dentro da Basílica de Nossa Senhora do Nazaré, casal dançando carimbó

Além do carimbó, no Pará também é possível curtir o calipso, tecnobrega e as famosas aparelhagens. Com uma imensidão de aparatos tecnológicos, as aparelhagens reúnem milhares de pessoas que buscam balançar o corpinho.

Já na fauna e na flora é espetáculo atrás de espetáculo. É borboleta, arara, papagaio, tartaruga, sapo, capivara, guará, coco amarelo, bacuri, mangaba, cupuaçu… Já falei búfalo? Rs

Salvaterra-ilha-de-marajo-para

Praia em Salvaterra, Ilha de Marajó

Ah, e na culinária… é um show de sabores a parte. Tacacá, queijo de búfalo (olha ele de novo!), açaí, pato no tucupi, tapioca, manisoba. Éguaaaa, é muita coisa peculiar que você só vai experimentar no Pará. 

Sorvete de açaí com tapioca, sorvete de castanha do pará e murici, bife e queijo de búfalo com cebola e lanchinho composto de: bolo de tapioca, bolo com cobertura de cupuaçu, pão e queijo de búfalo

Sorvete de açaí com tapioca, sorvete de castanha do pará e murici, bife e queijo de búfalo com cebola e lanchinho composto de: bolo de tapioca, bolo com cobertura de cupuaçu, pão e queijo de búfalo

Esse texto é uma mera tentativa de transmitir para vocês tudo que vi, comi e vivi no Pará. Entretanto, tem coisas na vida que por mais que a gente queira passar de maneira mais próximo do que ocorreu nada se compara a experiência de viver o momento. Portanto, se você quer conhecer o Pará de verdade viaje para lá! E descubra você mesmo a sensação de estar no estado mais norte do país. 

 

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In Dicas de Viagem/ Recentes

Dicas para planejar uma viagem sozinha

kari-desbrava-para-viajando-sozinha-4

Viajar sozinha não é um bicho de sete cabeças. Mas, claro, que é necessário alguns cuidados a mais para evitar problemas. A preocupação vai desde a segurança de quem viaja sozinha (principalmente se for mulher) aos gastos, que podem ficar maiores do que em uma viagem dividida com alguém.

SE INSCREVA NO CANAL!

Por essas e outras que divido abaixo algumas dicas para quem quer viajar sozinha, mas não sabe por onde começar.

Pesquise, pesquise, pesquise

A pesquisa é algo essencial para qualquer viajante. Nela você define seu destino com base no orçamento disponível. Também é nessa parte que começamos a encontrar as particularidades do destino escolhido. Quais são as diferenças culturais? Os hábitos alimentares? É tranquilo de se locomover? Há opções de meios de transporte? Entre outras questões. 

18588945_1573470499352333_5033669419750232935_o

Nas ruínas de Joanes, em Salvaterra, Ilha de Marajó, no Pará

Planeje com antecedência

Planejar uma viagem com antecedência é fundamental. Assim é possível até economizar, quem sabe, para uma próxima viagem. Ou então não voltar com dívidas.

O planejamento com antecedência também previne que você entre em enrascadas. Ficar sem dinheiro durante a viagem? Não conseguir fazer o passeio que você tanto queria? Não saber como se deslocar de um lado para o outro? Tudo isso e muito mais pode ser evitado com planejamento.

Calcule os gastos

Saber quanto se vai gastar durante uma viagem é essencial para se evitar perrengues e essa etapa faz parte do planejamento. Uma boa dica é definir quanto você gastará por dia. Se exceder o limite estabelecido, no dia seguinte poupe. Se não gastou o combinado com você mesmo, você escolhe: gaste o que sobrou ou guarde junto com a reserva para emergências. 

18718125_1431868343542955_763303038_n

Fazenda Bom Jesus, em Soure, Ilha de Marajó

Faça um seguro viagem

Melhor prevenir do que remediar. A gente nunca sabe quando precisaremos de auxílio. E viajando, assim como no dia a dia, também estamos expostos a diversas situações desconfortáveis ou perigosas. Por isso, fazer um seguro viagem é tão importante. Para alguns destinos, como para países da Europa, é até obrigatório. Por isso, neste caso, deixe aquele pensamento de economia boba de lado. Sua segurança é fundamental. E ninguém merece pagar uma fatura caríssima de um atendimento médico só porque não fez o seguro.

Faça seu seguro viagem através do blog. Assim você ajuda o Kari Desbrava a produzir conteúdo de qualidade sem pagar nada a mais por isso

Deixe o medo em casa

kari-desbrava-para-viajando-sozinha-3

Deixar o medo de lado é essencial para conhecer novos lugares e novas pessoas

 

Depois de pesquisar e planejar a viagem é hora de se jogar e curtir. Tenha cuidado no destino escolhido, mas sem paranoias. Quem vive em grandes metrópoles já está acostumando a não dar mole por aí com objetos de valor ou andar sem cara de perdido, bancando o turistão. Ande com segurança, firme no seu propósito, que com certeza você voltará com uma bagagem de histórias para contar. 

Leia mais: Infográfico – 10 dicas para a segurança do viajante

Beijos,
Kari.

Você sabia que através do ‪#‎KariDesbrava‬ você pode reservar seu hotel, contratar um seguro viagem ou alugar um carro? É só clicar nos links abaixo! Assim você resolve tudo da sua viagem e ainda ajuda o blog a se manter sem pagar nada a mais por isso.

Reserve seu hotel com Booking
Seguro Viagem Real Seguros
Alugue um automóvel com a Rentcars



0 In

Vídeos

Trilha da Pedra do Pontal, em um minuto

Passeio na Fazenda Bom Jesus, na Ilha de Marajó

Belém do Pará – parte II

Belém do Pará – parte I

Como planejar sua viagem sozinha(o)

Tag Wanderlust – 10 curiosidades sobre as minhas viagens

Fortaleza de São João, na Urca

Dois livros para viajar!

Um dia no Aldeia das Águas – Em Barra do Piraí

Tudo sobre voar de asa delta

Conheça o Centro de Visitantes Paineiras

#CariocaResponde 2 com Bianca Lobianco

#CariocaResponde 1

Não tenha medo de sair sozinho

Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox
Inline
Please enter easy facebook like box shortcode from settings > Easy Fcebook Likebox